• Este grupo é para que os amantes e maragogipanos possam discutir a Cultura, Política, o Cotidiano, a História e a vida na cidade de Maragogipe. "Dubito, ergo cogito, ergo sum"

  • O blog Ecos da HIstória é um difusor da História de Maragogipe, além de questionador de ideias do senso comum e transmissor dos conteúdos históricos! Sinta-se na história.

  • Neste Canal do Youtube você pode acompanhar os vídeos produzidos por Zevaldo Sousa, além de outros clássicos da prudução cultural ligada a historia de Maragogipe.

  • Procurando a sua turma? Seus amigos e familiares? Procurando informações sobre sua cidade? Nesta página você encontra links para algumas comunidades e cidades do Recôncavo.

  • Nesta página você encontra links para álbuns fotográficos e os links para os três blogs de festas da cidade (Carnaval, Festas Juninas e a grandiosa Festa de São Bartolomeu)

  • Nesta página especial, o leitor poderá entrar em contato com a administração do blog, com colunistas, emitir opiniões, tirar dúvidas, questionar e enviar suas cartas e fotos.

terça-feira, 22 de abril de 2014


Até o dia 27 de abril, o público poderá reviver a magia do Carnaval através das fotografias da Exposição Carnaval da Cultura, promovida pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). A mostra reúne 40 imagens registradas durante a festa nos programas Carnaval do Pelô, Outro Negro, Pipoca e Outros Carnavais. As fotografias foram feitas pelos fotógrafos Álvaro Vilella, Edson Ruiz, Lucia Correia Lima, Rosilda Cruz e Sidney Rocha. A visitação acontece no Palácio Rio Branco e pode ser feita de terça a sexta-feira, das 10h às 18h e aos sábados e domingos, das 10h às 14h.

Durante a abertura da exposição, que aconteceu na noite desta segunda (14), a diretora do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), Arany Santana, agradeceu aos fotógrafos e pontuou: “Esta exposição é uma forma de valorizar o profissional que trabalha no Carnaval, que está ali no meio da multidão. Ao mesmo tempo, busca revelar os personagens do Carnaval da Cultura e oportuniza mostrar o trabalho dos fotógrafos”. De Salvador, a mostra segue para o interior do estado, onde deve circular pelos espaços culturais administrados pela SecultBA.

A fotógrafa Rosilda Cruz se emocionou ao apreciar suas imagens na exposição. “Tem um pedacinho de cada Carnaval, a escolha das fotos foi muito feliz, pois dá para ter uma ideia de todos os circuitos. Eu olho as imagens e revivo a festa”. A ideia ampla do Carnaval da Cultura, mostrada em fotografias, também foi observada pela produtora cultural, Mariana Guedes, que visitou a exposição: “as fotos contemplam não só Salvador, mas outros lugares, outros circuitos, como Maragogipe. De enquadramento mais fechado ao mais aberto, ao ver as imagens, a gente imagina toda a festa”.

Em Salvador, as imagens foram registradas no Carnaval 2014 nos largos e praças do Pelourinho – que homenageou, este ano, os 40 anos do Ilê Aiyê e o centenário de Dorival Caymmi, nos desfiles do Ouro Negro – que incluem os blocos afros, de índio, de samba e afoxés, e no Carnaval Pipoca, com a criatividade e a alegria dos microtrios. Já as fotografias da festa em Maragogipe – que integra, ao lado do Palco do Rock, em Piatã, o projeto Outros Carnavais da Secult – foram feitas entre 2006 e 2012.

A curadoria da exposição Carnaval da Cultura é assinada pelos fotógrafos Adenor Gondim e Célia Aguiar, pela jornalista Adriana Jacob, assessora de comunicação da SecultBA e pela produtora cultural Cristiane Taquari, coordenadora do Centro de Culturas Populares e Identitárias da SecultBA.

Carnaval da Cultura: Tendo como marca a diversidade, o Carnaval da Cultura reuniu uma mistura de ritmos e gêneros musicais e, principalmente, a estética e a arte de milhares de artistas. Com investimento do Governo do Estado em torno de R$ 10 milhões, possibilitou o acesso gratuito dos foliões a 218 atrações, que foram selecionadas para receber o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, considerando a qualidade e mérito das propostas, avaliadas por uma curadoria formada por profissionais altamente qualificados e de competência técnica.

Veja mais no site do Carnaval de Maragogipe.
Na sessão deste dia 22 de abril de 2014, os servidores municipais foram até a Casa Legislativa reivindicar, mais uma vez, os seus direitos. Dentre as principais reivindicação dos servidores está o corte feito nos salários de vários servidores, além da suspensão total dos salários de alguns servidores.

Leiam o comentário do advogado Alailton Silva sobre o caso:


MAIS UMA VITÓRIA DOS TRABALHADORES: CÂMARA DE VEREADORES DE MARAGOGIPE SUSPENDE SESSÃO EM REPÚDIO A SUSPENSÃO DE SALÁRIO DE SERVIDORES. Todo trabalhador tem direito ao salário, trata-se de direito fundamental resguardado pela lei maior do país, a Constituição Federal. No caso, a Câmara de Vereadores, como verdadeira representante dos poderes outorgados pela população de Maragogipe agiu de forma corretíssima atendendo aos anseios de toda a classe trabalhadora. Parabéns aos nobres edis e todos os servidores presentes nessa luta, mais uma batalha que vocês venceram frente a uma gestão autoritária e descumpridora de lei. Tal vitória se torna ainda mais nobre pela união da classe que abraçaram e confortaram dois servidores que possuem suas vidas profissionais com condutas ilibadas, diferente de outros que hoje estão a criticarem, pois estes quando soltam um olhar para o passado de suas vidas profissionais identificam diversas manchas. São criticas infiéis, apenas a serviço do vil metal. PARABÉNS MAIS UMA VEZ!
Segundo informações, vereadores da situação que defendiam a realização da sessão receberam uma sonora vaia da assembleia lotada de servidores públicos de Maragogipe que estavam ali buscando benefícios para toda a classe.

Já os vereadores de oposição como o vereador Eustílio de Carvalho Neto falou ao nobre vereador Renato Santana que ele era muito corajoso em desafiar os servidores municipais. Já o vereador Edinaldo da Conceição (Didi da Avenida) já tinha desabafado sobre o caso desde a Semana Santa. Leia:
Nem na Semana Santa esse desgoverno respeita os maragogipanos. É inaceitável e difícil de entender a contrapartida do governo municipal em relação as suspensão da greve por parte dos Agentes Comunitários. No mesmo dia em que essa importante classe trabalhista dá um exemplo de bom senso e muita vontade de se encontrar uma solução para o impasse com a administração, suspendendo a greve, esse desgoverno, irresponsável e descompromissado com Maragogipe e os Maragogipanos, instaura, irregularmente, (datado de 31 de Março e publicado em 16 de Abril), Processo Administrativo contra os Agentes Mário dos Santos e Antônia Ilma. É assim que a prefeita deseja parceria e respeita e considera os seus Servidores? Já está na hora de se dar um basta nisso. Tilinga e Ilma são MARAGOGIPANOS, não podemos aceitar essa perseguição com os mesmos. É inadmissível a atitude desses forasteiros incompetentes contra os nossos conterrâneos. ACORDA MARAGOGIPE, vamos defender o que é nosso. Não se trata de política, é questão de direito e de amor ao nosso povo e a nossa cidade.
É UMA LUTA PARA TODOS QUE AMAM O NOSSO POVO. PARTIDOS POLÍTICOS, ASSOCIAÇÕES, SINDICATOS, A SOCIEDADE e o POVO EM GERAL.
FORA VERA

As contas de energia elétrica na Bahia ficam mais caras até 15% a partir desta terça-feira, 22, quando começa a valer o reajuste da tarifa de energia para consumidores residenciais e empresariais aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Conta residencial sobe 14,82%, empresarial aumenta 15% para consumidores de baixa tensão e 16,04% para os de alta tensão.

Na fatura do mês de maio o reajuste começa a pesar no bolso do baiano. São 5,3 milhões os consumidores, em 415 municípios. Duas cidades, Jandaíra e Rio Real, terão outros percentuais porque são abastecidas pela sergipana Sulgipe.

O reajuste pedido pela Coelba era de 18%, mas apesar de a companhia ter alegado aumento de custo na compra de energia, a Aneel manteve o aumento médio de 15,35%.

Fonte: A Tarde

Os funcionários da Embasa realizam uma paralisação de 24 horas em todo o estado nesta terça-feira (22). A medida foi decidida em assembleia da categoria no último dia 11, quando os servidores aprovaram a realização de duas paralisações surpresas, podendo ser intercaladas. De acordo com Edmilson Barbosa, diretor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (Sindae), o grupo reivindica um aumento no pagamento das premiações. “A motivação é em função do não avanço do governo no Programa de Participação por Resultado. As metas foram cumpridas”, garantiu. De acordo com Edmilson, a premiação pelo programa no ano passado foi de 1.6% em relação ao salário base dos servidores. Porém, neste ano o número reduziu para 1.0%. Os funcionários reivindicam um aumento de 1.8%, já que as metas foram cumpridas e os resultados obtidos pela Embasa. O sindicato afirma ainda que, mesmo com a paralisação, os serviços bases estão sendo cumpridos pela empresa, não afetando diretamente a população.

Fonte: Metro1
O nosso leitor enviou uma carta daquelas que merecem destaque. Já faz algum tempo que o município de Maragogipe está à toa no quesito trânsito e policiamento. O contingente de policiais militares é muito pequeno e os guardiões não estão conseguindo suprir a necessidade da população e do tamanho gigantesco do município. Atualmente, não somente o crime de poluição sonora causada por veículos automotivos, mas também dos vizinhos que não querem entender que "o nosso direito termina quando começa o do outro". Este ditado é especial para este tipo de assunto. 

Lembro que a Câmara de Vereadores aprovou um projeto com relação à este assunto, mas onde ele está? Engavetado como a maioria dos projetos que não interessam às autoridades que desejam a manutenção do status quo, ou melhor, do estado atual em que se encontra o município.

Leia a carta do leitor:


Caro Zevaldo gostaria que seu Blog chamasse a atenção das Autoridades, para solucionar ou amenizar a epidemia de abuso sonoro automotivo nas ruas e de vizinhos que não respeita o direito do outro; contrariando a lei de contravenção penal referente à Perturbação do Sossego Alheio nesta cidade de Maragogipe. Grato, Nelson!
____________________________

Relato aqui um drama pessoal porque sei que é o drama de muitos. E acho que é hora de todos se conscientizarem: os engraçadinhos sem respeito, que existe lei para isso; as vítimas dos engraçadinhos, que têm todo o direito de exigir que se cumpra a lei.

Bom, então o que diz a lei? Artigo 42 da Lei de Contravenções Penais, no capítulo referente à paz pública: perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheio, com gritaria ou algazarra, abusando de instrumentos sonoros, não pode (o dia todo e não somente após 22h, como muitos pensam) com pena de detenção de 15 dias a três meses ou multa.

Mas não é só isso. A necessidade de se combater a poluição sonora permite que seja aplicado também o artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais, que criminaliza o ato de "causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana". Neste caso a pena é de reclusão de um a quatro anos mais multa. Se for culposo, de seis meses a um ano.

Portanto, senhores perturbadores da paz alheia, tratem de substituir o ditado "os incomodados que se mudem", que vocês gostam tanto de usar, por outro muito mais civilizado: "nosso direito termina quando começa o do outro". Enquanto vocês não aprenderem o verdadeiro significado de cidadania, o jeito é resolver na Justiça. 
_____________________________________________________________________________

C. P. (LCP) Art. 42,65 - Perturbar o trabalho ou o sossego alheio é contravenção e crime ambiental; Lei 9.605/98 25,54,72 manda apreender os veículos e aparelhos, idem CPP. Art. 6º 118,301, idem Lei fed.6.514/08; idem CTB art. 228; idem C. P. art.330,331,347. Após polícia advertir e ser desobedecido o infrator incide em desobediência é desacato e deve ser preso; C.P. Art. 129 LESÃO CORPORAL Som causa de abortos a AVCs.,CDC art.9,10.14; CF art. 129, III, Dever do MP agir; CF/88 art.5º XI = "A casa é asilo inviolável do indivíduo,nenhum som pode pular o muro; Existe dezenas de leis municipais e estaduais e federais. A ação é pública incondicionada (Direito Penal, 1º vol., Saraiva, 1986, pág. 574). Quem faz shows eróticos interativos pelas ruas é bandido, palavreado chulo, pornográfico, obsceno e depravado, devasso, (C.P. art.218, 228, 234 III, 286, 287, etc. ). Mediação para lascívia, favorecimento ,indução, incitação, drogas, prostituição, (CF art. 221,227, etc.), ( ECA art.253/254/255),o funk é nocivo, é crime e devia ser reprimido. CONTRAVENÇÃO PENAL - perturbação do sossego alheio - caracterização - queixa oferecida por um único cidadão - admissibilidade - condenação mantida. (TACRIM - SP - AC - Rel. Barbosa de Almeida - RT 697/321). não se deve buscar só o efeito coletivo, mas sua causa, pois a "lesão de um indica a lesão de toda a coletividade" (Ação Civil Pública, RT, 1987, págs. 11 e 12). uma das características da poluição sonora é atingir pessoas várias, que, na maioria das vezes, são indeterminadas" (Direito Ambiental Brasileiro, Malheiros Editores, 1996, pág. 497). "SE VOCÊ NÃO FAZ PARTE DA SOLUÇÃO, FAZ PARTE DO PROBLEMA E DEVE SER DENUNCIADO AS CORREGEDORIAS". "Os Omissos, Submissos e Permissivos São Coniventes", "Os Indiferentes, Hipócritas e Mentirosos São Traidores",

Atenciosamente,
Nelson

Segundo o site Cruz na Tela "cerca de quatro homens numa Kombi de cor branca e de mais dados não anotados, tocaram o terror na noite do último sábado (19) na localidade de Laranjeiras, zona rural de Maragogipe. De acordo com as primeiras informações, a quadrilha estava fortemente armada e acabou saqueando diversos moradores, fugindo em seguida. Com medo, a população se trancou em suas casas esperando a polícia chegar."

segunda-feira, 21 de abril de 2014


Amados Maragogipanos,

A Diretoria da AGMEM Associação dos Guardas Municipais e Escolares de Maragogipe vem através deste pedir o apoio da sociedade para a aprovação do projeto 009/2014 que tramita na Câmara de Vereadores, o projeto visa a regulamentação da Guarda Municipal de Maragogipe, projeto este que deveria ser proposta elaborada pelo executivo, mas ao longo dos anos nunca conseguimos êxito, assim só nos restou pedir socorro ao legislativo que prontamente abraçou a causa.

Esse projeto não tem cunho eleitoreiro e não é dos vereadores é de toda a população, pois vai beneficiar a toda categoria e município, visto que após a aprovação e sanção as vantagens para o Município serão gigantescas e passará a obter os benefícios do Ministério da Justiça como Viaturas, Base e vídeo monitoramento entre outros.

Portanto peço que cada munícipe que tem laços de amor com essa terra faça uma reflexão sobre a situação da segurança pública no município sem se deixar levar pelo amor político, e veja os benefícios que o projeto vai trazer, assim como já ocorre em várias cidades. Assim fazendo a Guarda Municipal mais uma ferramenta para a diminuição da escalada de violência do nosso município e dotar o poder público municipal de mecanismos para realização de convênios e executar o que lhe compete na área de segurança pública.

É hora de deixar de lado a questão política partidária e pensar no futuro da nossa terra e qual cidade vamos deixar para nossos filhos.

Regulamentação da Guarda Municipal já!

Luiz Américo Brito Guerreiro
Diretor Geral

domingo, 20 de abril de 2014


Estando ainda vivenciando a programação da comunidade católica em Capanema, vila do distrito do Guaí, em Maragogipe. Lá a população parou para acompanhar a Via Sacra da Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, na sexta-feira santa, dia 18 de abril.

Componentes do Terço dos homens, da legião de Maria, do grupo de jovens e convidados, foram os protagonistas deste momento de muita fé e emoção.

Foram mais de 3 horas de apresentação, percorrendo todas as ruas da comunidade e o povo teve a oportunidade de fazer parte dos atos, pois, estavam em contato direto com o elenco, cerca de 30 personagens.

Agradecemos a todos os moradores de Capanema e visitantes que souberam, com muita gentileza, respeitar e prestigiar este lindo espetáculo, e também a todos os colaboradores que fizeram com que esse momento, viesse acontecer mais uma vez em nossa comunidade.

Vejam as fotos divulgadas por Perivaldo Santos brito em seu facebook:







Fonte: MbsBarbosa

Neste dia 18 de abril, Sexta-feira da Paixão, a comunidade católica de maragogipana encenou a Paixão de Cristo em uma atitude de devoção e fé cristã. 

O fotográfo Jerry Santana postou algumas imagens em seu perfil do facebook (Veja mais aqui). Cristãos de várias idades percorreram as principais ruas da cidade de Maragogipe e encerrou a caminhada na Matriz de São Bartolomeu de Maragogipe.

Maragogipe é uma das mais antigas cidades da Bahia que realizam a encenação da Paixão de Cristo.








Neste mesmo dia, em Salvador, o maragogipano Ícaro Jerry interpretou Jesus Cristo em uma encenação da Paixão de Cristo.


sábado, 19 de abril de 2014


MPF esclarece os fatos acerca da medida requerida à Justiça Federal

A respeito da prisão preventiva de Marco Prisco Caldas, o Ministério Público Federal presta os seguintes esclarecimentos:

A medida foi requerida pelo MPF e decretada pela Justiça Federal na Bahia para a garantia da ordem pública.

Marco Prisco responde a ação penal por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional, em processo que está em curso na 17ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia. Mesmo denunciado pela prática de crimes contra a segurança nacional, continuou ostensivamente a instigar o uso da violência e da desordem e a liderar movimentos grevistas expressamente proibidos pela Constituição Federal, não só no Estado da Bahia, como em outras unidades da federação, apostando na política do terror.

O denunciado liderou a realização de três greves ilegais de policiais militares no Estado da Bahia e de consequências nefastas para os cidadãos baianos. Apenas entre os dias 16 e 18 deste mês de abril, período em que os policiais militares interromperam suas atividades, mais de cem pessoas foram assassinadas em Salvador, além de terem sido praticados saques, "arrastões", roubos e a restrição ao direito de ir e vir dos cidadãos. Enfim, instalou-se entre a população baiana verdadeiro estado de pânico generalizado.

Entre as hipóteses legais para a decretação da prisão preventiva estão a garantia da ordem pública e a necessidade de preservar a sociedade contra a possibilidade de que o réu continue a reincidir em práticas delitivas. Todos os elementos, portanto, para o pedido de prisão preventiva e seu deferimento pela Justiça Federal estão presentes em relação a Marcos Prisco.

O Ministério Público Federal, que tem entre suas missões assegurar a ordem pública e os direitos fundamentais de todos os cidadãos à segurança pública, à liberdade e à vida, promoverá todas as medidas necessárias para a proteção do Estado Democrático de Direito e da sociedade.

Fonte: Secretaria de Comunicação
Procuradoria Geral da República

Foi preso na tarde de sexta-feira, 18 de abril, a pedido do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA), Marco Prisco Caldas Machado, líder do movimento grevista da Polícia Militar (PM) da Bahia, vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra). O pedido de prisão preventiva ajuizado pelo MPF foi concedido pela Justiça Federal em 15 de abril e a prisão foi realizada nesta tarde, pela Polícia Federal, em um resort onde Prisco se encontrava.

O pedido foi feito na segunda-feira, 14 de abril, dentro da ação penal movida pelo MPF em abril de 2013 (confira aqui), que denunciou sete pessoas entre vereadores, soldados e cabos da PM por diversos crimes, a maioria deles contra a segurança nacional, praticados durante a greve realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012. A intenção do pedido de prisão preventiva é garantir a ordem pública.

Prisco é processado pelo MPF por crime político grave, e qualquer recurso contra sua prisão só poderá ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal. A prisão será cumprida inicialmente em presídio federal localizado fora do estado da Bahia.

Bloqueio de bens e multa - anteontem, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, já havia concedido liminar, a pedido do MPF, determinando a imediata paralisação da greve da Polícia Militar na Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de 1,4 milhões de reais. Determinou, ainda, o bloqueio de bens de Prisco e mais 13, entre as associações envolvidas no movimento paredista e seus dirigentes. Os bens seguem bloqueados como medida para assegurar a possibilidade de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Bahia

sexta-feira, 18 de abril de 2014


No livro ‘Suerdieck, Epopeia do Gigante’, Ubaldo Marques Porto Filho reconstituiu a história de um império charuteiro, que chegou a ter 16 empresas, sendo quatro na Europa. Com três fábricas de charutos no Recôncavo Baiano (Maragogipe, Cruz das Almas e Cachoeira), foi a maior produtora de charutos brasileiros em todos os tempos e teve um período que manteve a liderança na produção mundial de charutos totalmente artesanais.

A epopeia da Suerdieck começou em 1892, como exportadora de fumos sediada em Cruz das Almas, onde também findou as atividades, em dezembro de 1999. A saga durou 107 anos, sendo 94 dedicados aos charutos que ficaram conhecidos nos quatro cantos do mundo.

Para reconstituir a longa trajetória, Ubaldo pesquisou centenas de documentos e entrevistou dezenas de pessoas que participaram da etapa final do antigo império. Ele próprio foi testemunha dessa fase, pois trabalhou na Suerdieck de 1965 até 1969.

O livro, com 400 páginas no formato grande (18,5x25,5), contém 446 lustrações, segredos na fabricação dos charutos e a relação das 464 marcas, sendo que chegou a ter 300 na linha de produção simultânea.

Não há, na história dos charutos brasileiros, nenhum livro com a riqueza de informações que ‘Suerdieck, Epopeia do Gigante’ oferece aos pesquisadores e leitores em geral.

Para acessar o livro em PDF basta entrar no site do autor: Ubaldo Marques Porto Filho

A cidade de Maragogipe, no Recôncavo Baiano, desponta hoje no cenário brasileiro pelo desenvolvimento da indústria naval. Com a entrada em funcionamento do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, a localidade começa a entrar no grupo dos maiores construtores navais do país e o desafio agora é investir na capacitação da mão-de-obra local.

Pensando nessa demanda, a comunidade de Maragogipe começa a se mobilizar em prol da instalação de um campus do Instituto Técnico Federal (ITF) no município. Um ofício com esta solicitação foi encaminhado pelo cidadão Maragogipano Sr. Luciano Estevam Santos ao ministro da Educação, José Henrique Paim, lembrando que se encontra em andamento um programa de expansão dos Institutos Federais de Educação em todo o Brasil.

O documento pede que o Ministério proceda a uma análise técnica sobre a viabilidade da implantação do campus. Além da presença do estaleiro, que gera 5 mil empregos diretos, o ofício destaca que a cidade possui as instalações físicas para a instalação do ITF. A sugestão é de que sejam aproveitados os imóveis que antes serviram à antiga fábrica de charutos Suerdieck, hoje desativada.




Edson Ataíde, dono da empresa Aço Fibra, foi ao 8º Café com Energia para conhecer os meios de fornecer estruturas em fibra de vidro para as obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EPP). No encontro, realizado nesta quarta-feira, 16, no Hotel InterCity Premium Salvador, o empresário afirmou que conta com as ações do Sebrae para que o cadastro da empresa se torne visível ao Estaleiro.


O gerente de relações institucionais do EPP, Márcio Cruz (Foto) falou sobre as oportunidades de negócios para as pequenas empresas no canteiro de obras e, principalmente, nas atividades do entorno de Maragogipe e Recôncavo baiano. "Vemos um impacto significativo de crescimento para a região, com oportunidades para restaurantes, cooperativas e associações ligadas à produção de vestuário e alimentos e comércio. Isso deve se ampliar quando o Estaleiro estiver em operação", explica.

Márcio ressalta que a obra contribui para uma injeção mensal de R$ 30 milhões na renda, incluindo as áreas ao redor. O EPP mobiliza hoje 13 mil empregados no total, com várias demandas para os empreendimentos locais, que, por sua vez, podem aproveitar as oportunidades com melhorias na oferta de produtos e serviços. "O Sebrae é a instituição capacitada para implementar a política de empreendedorismo nessas regiões", conclui.

No âmbito das micro e pequenas empresas baianas (MPE), o Projeto de Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Sebrae Bahia auxilia na qualificação para atender às exigências técnicas das grandes empresas do setor, como a Petrobras. A gestora do projeto na instituição, Aline Lobo, explica que a atuação acontece desde o diagnóstico feito na empresa, construído com base nos requisitos exigidos para fazer parte do cadastro de fornecedores dos grandes empreendimentos. "Esse é o primeiro passo para que possam ter acesso às soluções adequadas para obter certificações e certidões", pontua.

O segundo palestrante do encontro, Genivaldo Barbosa, engenheiro e professor especialista da área de petróleo, mostrou como o setor ainda pode expandir e dinamizar. "Entendo que é preciso haver a liberação dos campos que não estão sendo explorados ou são sub-utilizados, para favorecer a entrada no mercado de novos produtores", revela. O especialista tem como exemplo a atuação dos "produtores formigas" dos EUA, que respondem por nada menos que 65% da produção de gás e 45% da produção de óleo naquele país. "É preciso desenvolver e contratar as competências locais, e não trazer gente de fora para atender às novas demandas e perspectivas", finalizou.

As projeções e informações lançadas por Genivaldo reacenderam as esperanças de Sérgio Barreto, sócio diretor da Rodopar, com relação ao setor de petróleo e gás. "Estava desacreditado, mas, agora, estou interessado em voltar para o ramo, multifocando meu negócio. E sei que posso contar com instituições como o Sebrae e o Senai-Cimatec para isso", comemorou.

O consultor do Sistema Fieb, Alfredo Vieira, ressaltou a atuação complementar na atividade de reorganização dos fornecedores aptos a prestarem serviços para o EPP. "Como temos uma expertise também nessa área, nós, do sistema S, atuaremos em comunhão".

Para outras informações sobre o Projeto de Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Sebrae, os interessados podem entrar em contato por e-mail (projeto.petroleo@ba.sebrae.com.br) ou telefone (71) 3320-4376.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

Pesquisar

    Sou cidadão e fiscalizo!!!

    Google+

    Minha lista de blogs