• Este grupo é para que os amantes e maragogipanos possam discutir a Cultura, Política, o Cotidiano, a História e a vida na cidade de Maragogipe. "Dubito, ergo cogito, ergo sum"

  • O blog Ecos da HIstória é um difusor da História de Maragogipe, além de questionador de ideias do senso comum e transmissor dos conteúdos históricos! Sinta-se na história.

  • Neste Canal do Youtube você pode acompanhar os vídeos produzidos por Zevaldo Sousa, além de outros clássicos da prudução cultural ligada a historia de Maragogipe.

  • Procurando a sua turma? Seus amigos e familiares? Procurando informações sobre sua cidade? Nesta página você encontra links para algumas comunidades e cidades do Recôncavo.

  • Nesta página você encontra links para álbuns fotográficos e os links para os três blogs de festas da cidade (Carnaval, Festas Juninas e a grandiosa Festa de São Bartolomeu)

  • Nesta página especial, o leitor poderá entrar em contato com a administração do blog, com colunistas, emitir opiniões, tirar dúvidas, questionar e enviar suas cartas e fotos.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

CONTINUAÇÃO...

Na postagem "Índice de IDEB de Maragogipe cai e preocupa educadores" relatei sobre o IDEB em termos gerais. Agora, irei demonstrar os números do IDEB em cada unidade escolar escolhida para representar o município de Maragogipe.

Se, ao analisarmos o índice do IDEB de forma generalizada já nos deu tristeza, imagine análise por unidade escolar. No resultado divulgado pelo MEC, nenhuma das três escolas, do 9º ano ensino fundamental II, da rede estadual de ensino conseguiu superar a sua meta. 

O Centro Estadual de Educação Profissional Vale do Paraguaçu não obteve nota da Prova Brasil 2013. Segundo informações do site, ou a escola não participou ou não atendeu os requisitos necessários para ter seu desempenho calculado. 

Já o Colégio Estadual Kleber Pacheco, que na última avaliação, estava com sua meta cumprida, caiu no índice tinha 2,8 e ficou com 2,4, sendo que sua meta era de 3,0.

A Escola Polivalente de Maragogipe conseguiu aumentar o seu índice de 1,7 para 2,5, mas mesmo assim, não foi suficiente para superar sua meta de 2,7 pontos. Importante ressaltar que a Escola Polivalente tinha o pior índice do município em 2011 e neste último resultado saiu desta desconfortável posição.


Na rede municipal de ensino obtivemos os seguintes resultados. No 5º ano do ensino fundamental I, as escolas Antônio Otílio de Andrade, Silvio Vieira de Melo, Fernando Presídio e Santa Rita não obtiveram nota da Prova Brasil 2013. Segundo informações do site, ou a escola não participou ou não atendeu os requisitos necessários para ter seu desempenho calculado. 

Já as escolas Conselheiro Antônio Rebouças, com nota 3,2; a Odilardo Uzeda Rodrigues, com nota 3,5; e a Heráclio Paraguaçu Guerreiro com nota 3,3; superaram suas metas e apresentaram um bom resultado. Entendemos que essas escolas ainda precisam melhorar e muito, mas pelo menos, a estima da escola estão em alta.

Segundo minhas análises, apesar do índice observado abaixo da meta, as escolas Hildérico Pinheiro de Oliveira, com nota 3,2; a Mario Gordilho Pedreira, com nota 3,3; a Adjovita Marques, com nota 3,1; a Nossa Senhora da Piedade, com nota 3,1 e principalmente, a escola Deus Menino, com nota 3,5. Demonstraram esforço na manutenção da média. Todavia, é preciso lembrar que necessitamos melhorar e muito para superar uma meta muito superior a estabelecida pelo próprio IDEB.

O pior rendimento ficou para a Escola Getúlio Vargas. A queda foi muito grande. De 2,9 para 1,4, sendo este o pior índice já registrada por uma escola nas últimas avaliações. Desde já, propomos uma mudança na forma com a equipe diretiva deve agir com a famílias destas crianças e com a equipe de professores e funcionários. A união faz a força e será preciso muito compromisso para mudar esta situação.


Por fim, a última tabela encontrada no site do IDEB, nela encontramos as escolas do 9º ano do ensino fundamental II - rede municipal de ensino.

Novamente, precisamos salientar o esforço dos membros da escola Deus Menino pela manutenção no cumprimento da meta estabelecida pelo IDEB. Neste nível série, a meta de 3,3 foi cumprida na risca pelos integrantes desta comunidade escolar. A escola Nossa Senhora da Piedade também cumpriu a sua meta de 3,0 pontos, ficando com 3,1 na nota observada pelo IDEB.

A escola Luis Eduardo Magalhães, com nota de 3,4, não cumpriu sua meta, mas ficou dentro do padrão estabelecido nos últimos anos. As outras escolas que não cumpriram suas metas, mas estão próximas de suas metas são: a escola Catarina Paraguaçu, com nota 2,6; a escola de Referência Plínio Pereira Guedes com nota 2,9.

Neste quesito, a escola Getúlio Vargas obteve sua primeira nota 2,8. Como não tinha meta estabelecida para este nível série, o MEC já ajustou meta de 3,1 para a próxima avaliação.

O pior índice registrado, foi a queda na nota da escola Fernando Presídio. Em 2011, sua meta observada estava superada e em 2013 sua nota caiu de 3,0 para 1,9. Como já foi dito, propomos uma mudança na forma com a equipe diretiva deve agir com a famílias destas crianças e com a equipe de professores e funcionários. A união faz a força e será preciso muito compromisso para mudar esta situação.


Em breve, outras análises...
No dia 14 de agosto de 2014, o MEC (Ministério da Educação) divulgou o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e com ele, percebemos uma queda brusca nos resultados do município de Maragogipe. 

Na busca por explicações, percebemos que no nível da Rede Municipal de Ensino a queda foi grande e com isso, podemos citar as diversas situações desagradáveis e constrangedoras que os professores municipais passaram e ainda estão passando com o não cumprimento dos acordos firmados no início da atual gestão - ano de 2012. O ano que ocorreu greves do funcionalismo público maragogipano. Ano em que mais promessas foram feitas e poucas foram cumpridas. A educação foi a maior prejudicada e o resultado está aí. Na nossa cara.

É importante salientar que a queda dos números não indica derrota na educação, mas uma queda no compromisso com a mesma. Este compromisso pode ser recuperado. Basta ação! Atitude enérgica e muita organização com objetivo de superação das metas em longo prazo. Estabelecer metas é muito importante. Tentar cumpri-las é muito mais. Uma coisa é certa, deixar de usar a educação como cabide de emprego deve ser a primeira regra para a mudança real na educação municipal. A segunda regra deve ser firmada em comum acordo. Precisamos criar um Plano Municipal de Educação e este plano não deve ficar somente no papel.

Veja que números desagradáveis.

Ao analisar estes resultados encontramos os seguintes números. Na rede municipal de ensino, na 4ª série do ensino fundamental, atual 5º ano, o nível de IDEB caiu de 3,8, para 3,4 (veja tabela abaixo), todavia, ainda encontra-se dentro da expectativa do governo federal. Esta redução preocupa, mas se começarmos a nos organizar e cumprir acordos, metas e objetivos, podemos resolver este problema, pois se este resultado permanecer, ficaremos abaixo do esperado no ano que vem.

Clique na tabela para ampliar
Se continuarmos analisando, perceberemos que a 8ª série do ensino fundamental, atual 9º ano, têm um deficit educacional muito grande. Os estudantes do município não conseguem romper a média de 3,1 pontos, numa escala de 0 a 10. De 2011 para 2013, aconteceu uma queda de 3,1 para 2,9, respectivamente. Enquanto isso, a média estabelecida pelo governo federal seria de apenas 3,8.

Não posso mentir, pois como educador que sou, me preocupa ver que os nossos alunos não conseguem romper a barreira de 5,0 pontos - que é a média para eles passarem de ano. Se eles não conseguem romper esta média, como eles estão passando de ano? Empurrados?

Nas escolas estaduais, os dados não diferem muito. A média estabelecida pelo governo federal é bem menor que a do nível municipal - 2,9 contra 3,8 do nível municipal. Mesmo assim, a nota do índice do IDEB alcançou meros 2,4 pontos na rede estadual. Será que as greves também influenciaram neste resultado, assim como a falta de compromisso de alguns educadores que na verdade não são educadores, são apenas meros contratados do governo fingindo ser professores. Os erros continuam a aparecer em todos os níveis e cidades da federação. Talvez seja por este motivo que penso bastante e prefiro não reeleger quem já governou alguma vez e não realizou nenhuma mudança.


Os dados encontrados nesta tabela podem ser encontrados no site oficial do IDEB.

Em breve, relataremos este índice por escola.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Durante estes três últimos anos (de 2012 a 2014), a comunidade maragogipana percebeu o aumento considerável da violência e não podemos negar que esse aumento considerável, junto com a midiatização de todos estes acontecimentos, resultou numa banalização das mortes ocorridas no nosso município de Maragogipe. Quantas mortes já tivemos somente este ano?

A mídia que critico e da qual eu também faço parte (reconheço a minha culpa neste cartório) buscou relatar, através das notícias, o que ocorreu e que ainda está ocorrendo, quase toda semana no nosso município. Alguns integrantes desta mídia, - e neste caso, a mídia local da qual faço parte -, buscaram contextualizar, propor soluções, debater ideias. Já os outros casos, e agora estou falando da mídia estadual e nacional, buscaram apenas lucrar com a morte. É fato que a morte gera lucros "pros amigos do poder e continuando assim, algo me diz, que vai ser duro consertar este país" (Seminovos)

Talvez seja por este motivo que nossos governantes não estejam tão preocupados com o aumento considerável da violência, visto que estão cercados por seguranças, utilizam a máquina pública a seu favor, e em sua grande maioria, também se beneficia com os lucros midiáticos, pois são grandes empresários no ramo das telecomunicações (donos das grandes rádios, jornais impressos e redes de televisão.)

A internet chegou para balançar um pouco este paradigma, mas o monstro do capitalismo, como sempre, consegue se adaptar as novas realidades que lhes é imposta e com isso, ele acaba por mostrar uma diversidade de facetas pouco perceptíveis para o leitor desavisado.

Maragogipe mudou e essa mudança é fruto de uma política pública de Estado - estado este entendido em sua máxima conceitual -, Faltou investimento, faltou pulso, faltou e ainda falta comprometimento com a educação e a cultura municipal. 

Se você, caro leitor, está indignado com essa banalização da violência, seja ela cometida pela própria família ou pelo traficante. Então chegou o momento de mudar a sua atitude, pois eu já tomei a minha. 

A partir de hoje, evitarei ao máximo noticiar sobre assassinatos e violência. Opinarei sobre a nossa realidade. Não necessito e nem quero lucrar com as notas de violência. Não preciso desse tipo de audiência. 

Prefiro, privilegiar a educação, a cultura, o esporte e o lazer como forma efetiva de combate à violência.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014


A resposta é simples e objetiva. Porque a grande maioria não defende a nossa terra como deveria e por este motivo, não merece nem o meu e nem o seu voto. Por este motivo, só votarei para presidente e governador.

Se pararmos para analisar friamente sobre os atuais candidatos que estão ativos na busca pelo voto na nossa cidade - Maragogipe. Qual destes deveria receber algum crédito (VOTO DE CONFIANÇA)? Nenhum. Nem aqueles que estão gastando altas fortunas, nem aqueles que só querem um votinho para complementar.

Se nem os próprios candidatos maragogipanos, quando estavam no poder, defenderam a cidade, porque outros que não conhecem a nossa história e cultura defenderão? Não adianta falar que é forasteiro ou que é de santo de casa. Antes de qualquer coisa é preciso honestidade e compromisso. Será que alguns destes atuais políticos tiveram ou têm com a cidade?

Sinceramente, não vejo tamanha sinceridade nestes políticos atuais. Eu quero é novidade e por este motivo não votarei em deputados estaduais, federais e senadores.

Se eles, os eleitos, quiserem me representar, que façam por merecer primeiro.

É tempo de mudanças

Postado por Zevaldo Sousa às 21:48:00 Aproveite e faça um comentário
É tempo de mudanças.

Nesta próxima semana, decidiremos o futuro do país elegendo os nossos próximos governantes, além dos nossos legisladores. 

Por este motivo, é necessário muita atenção na hora de votar. Não caia mais na armadilha de votar em um determinado político por que ele fez algo por você, pessoalmente. Pense no Brasil, na Bahia e em Maragogipe.

Mas, o objetivo desta postagem não tem muito haver com política partidária, mas com política editorial (Vou mudar, novamente, o meu modo de lidar com o blog! Quero voltar as minhas raízes. Quero voltar a comentar muito mais do que noticiar.) 

Durante estes últimos meses desgostei do modo como o blog estava seguindo, pois eu havia alterado, por motivos diversos, o objetivo central do blog, neste sentido preferi viver com muito mais intensidade, o meu lado mais profissional - o ser educador. Sempre fazemos nossas escolhas e não me arrependo de ter feito essa escolha, pois acredito que cresci e amadureci com as lições da vida.

Logo, aquele editorial de notícias que não era a minha praia, está prestes a ter um fim, ou melhor, ter o seu impacto visual muito reduzido. Porque, o que eu gosto mesmo é de opinar, é de falar sobre cultura e história, de emitir minha opinião sobre determinado assunto, é defender o povo maragogipano. Alguns preferem dizer que gosto é de polemizar. Que assim seja.

Caros leitores, sei que vocês esperaram por longo período. Mas que espera sempre alcança e poderá aproveitar o melhor. Aguardem mais um pouquinho pois é tempo de mudanças. Lembre-se disso!

quinta-feira, 25 de setembro de 2014



Amanhã, dia 26 de setembro, acontecerá a Feira de Conhecimentos no Centro Educacional "Simões Filho" que discutirá sobre a cultura e a gastronomia brasileira em todos os sentidos. 

Os estudantes prepararam seus stands como muito zelo e dedicação e aguardam ansiosamente pelos visitantes.

Como degustação, postamos um aperitivo do que está esperando por você:
STAND MARAGOGIPE (Alunos do 1º ao 5º ano)
STAND REGIÃO CENTRO OESTE (Alunos do 6º ano)
STAND REGIÃO NORDESTE (Alunos do 7º ano)
STAND REGIÃO SUDESTE (Alunos do 8º ano)
STAND REGIÃO NORTE (Alunos do 9º ano)
STAND REGIÃO SUL (Alunos do 1º e 2º EM)
STAND INFLUÊNCIAS ESTRANGEIRAS (Alunos do 3º ano)

Confira a programação:
Manhã
08h - Hasteamento da Bandeira e Apresentação da FANCESF
10h - Apresentação dos Stands

Tarde:
14h - Apresentação dos Stands

domingo, 21 de setembro de 2014


A Coelba informa que nesta terça-feira, dia 23 de setembro, das 09h às 15h, o fornecimento de energia elétrica em alguns lugares será interrompido para execução de obras de melhoramento da rede de distribuição.

A energia será interrompida na Avenida Sacramento, Ruas 15 de Novembro e Nossa Senhora das Graças, além da Est. Polivalente.

Para segurança dos consumidores, a Coelba alerta que eventuais reparos nas instalações elétricas e/ou equipamentos elétricos internos sejam feitos com a chave geral desligada e os aparelhos desconectados das tomadas, mesmo durante a interrupção do fornecimento.

Ascom

O projeto que altera o Código Tributário e cancela a redução da alíquota do ISS foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Maragogipe. Porém, a ideia de aumentar receita pode ter efeito contrário, pois a renúncia a uma política de incentivos fiscais para atrair fornecedores de bens e serviços pode prejudicar a economia da região.

Um dos maiores beneficiados pode ser o empreendimento Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) com investimento de R$ 2 bilhões. O EEP está localizado no distrito de São Roque, localizado em Maragogipe, na Bahia. O grupo formado pelas empresas Odebrecht Participações e Investimentos S.A., a OAS Investimentos S.A. e a UTC Participações S.A.

Fonte: Bocao News

Foi inaugurada nesta quinta-feira (18), a Cooperativa de Trabalho em Costura e Artesanato de Maragogipe (COOPCAM). Com a nova sede que passa a funcionar na Praça da Promessa, os profissionais passam a ter a disposição espaço amplo com maquinário e equipamentos necessários para potencializar a produção.

A COOPCAM contou o apoio total da Prefeitura de Maragogipe, que buscou todos os meios necessários para a sua consolidação, cedendo todo o maquinário, além do espaço onde funciona a sede. A Enseada Indústria Naval e Programa Conexão, também fazem parte dos parceiros da cooperativa.

Para a Coordenadora de Responsabilidade Social da Enseada Indústria Naval, Sandra Costa, a COOPCAM surge como um instrumento forte para promover o desenvolvimento e inclusão dos profissionais que trabalham com a costura e o artesanato na cadeia produtiva. “Nossa proposta é sempre apoiar propostas como esta, que têm como objetivo fundamental a geração de novas oportunidades”, declarou Sandra.

Outro ponto fundamental é que, com a criação da COOPCAM, as portas se abrem para a comercialização em grande escala no mercado formal. “Para nós este é um grande passo rumo à prosperidade, o que com certeza mudará a vida das famílias de Maragogipe que passam a fazer parte da cooperativa”, destacou Maria São Pedro, Presidente da COOPCAM.

Fonte: Ascom / Maragogipe

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Mascarados de Maragojipe, uma das manifestações a serem discutidas no congresso Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa  
Termina dia 20, sábado, o prazo para se inscrever no VI Congresso de História da Bahia, a ser realizado em Salvador de 22 a 24 de setembro, no Bahia Othon Palace. O encontro, que reúne pesquisadores nacionais e estrangeiros e tem o apoio da Bahiatursa, faz parte das comemorações dos 120 anos de fundação do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB). O tema é Festa e Comida.

Estão sendo esperadas milhares de pessoas, dentre elas, professores, pesquisadores, estudantes, profissionais do setor de gastronomia e outros interessados no assunto. Entre os convidados estão à pesquisadora goesa Maria de Lourdes Bravo da Costa, que vai tratar do tema Descobrimentos portugueses e a sua influência na comida goesa, e o professor congolês Kazadi Mukuna, que falará sobre A origem africana do samba: mito ou realidade?Salva

Nas comissões específicas serão debatidos assuntos relacionados às festas de São Nicodemos, São Sebastião, Nossa Senhora do Rosário, de Santana e Santa Bárbara. Também os mascarados de Maragogipe, a festa dos vaqueiros de Curaçá, da Irmandade da Boa Morte, o Carnaval da Bahia, além dos festejos de futebol, ligados às celebrações das torcidas do Bahia e do Vitória.

Mitos da cozinha afro-brasileira, a feijoada, o pãozinho delícia, a culinária sertaneja, do garimpo, de santo e dos índios e o acarajé serão discutidos no conclave. O evento conta com o apoio do Governo do Estado através das Secretarias do Turismo/Bahiatursa, de Desenvolvimento, da Cultura e Irdeb, além da Prefeitura de Salvador, UCSaL e Rádio Metrópole. Será presidido pela historiadora Consuelo Pondé de Sena e coordenado pela professora Maria Helena Flexor.

Durante o encontro, serão discutidos temas sobre festas e comidas típicas da Bahia e dos países que tiveram contatos com os portugueses, com o objetivo de resgatar essas tradicionais manifestações cultuais. As inscrições podem ser feitas através do site www.ighb.org.br. Outras informações através do tel: (071) 3329/4463 e e-mail: ighbahia@gmail.com.

Fonte: Bahiatursa

Pesquisar

    Sou cidadão e fiscalizo!!!

    Google+

    Minha lista de blogs