• Este grupo é para que os amantes e maragogipanos possam discutir a Cultura, Política, o Cotidiano, a História e a vida na cidade de Maragogipe. "Dubito, ergo cogito, ergo sum"

  • O blog Ecos da HIstória é um difusor da História de Maragogipe, além de questionador de ideias do senso comum e transmissor dos conteúdos históricos! Sinta-se na história.

  • Neste Canal do Youtube você pode acompanhar os vídeos produzidos por Zevaldo Sousa, além de outros clássicos da prudução cultural ligada a historia de Maragogipe.

  • Procurando a sua turma? Seus amigos e familiares? Procurando informações sobre sua cidade? Nesta página você encontra links para algumas comunidades e cidades do Recôncavo.

  • Nesta página você encontra links para álbuns fotográficos e os links para os três blogs de festas da cidade (Carnaval, Festas Juninas e a grandiosa Festa de São Bartolomeu)

  • Nesta página especial, o leitor poderá entrar em contato com a administração do blog, com colunistas, emitir opiniões, tirar dúvidas, questionar e enviar suas cartas e fotos.

sábado, 19 de abril de 2014


MPF esclarece os fatos acerca da medida requerida à Justiça Federal

A respeito da prisão preventiva de Marco Prisco Caldas, o Ministério Público Federal presta os seguintes esclarecimentos:

A medida foi requerida pelo MPF e decretada pela Justiça Federal na Bahia para a garantia da ordem pública.

Marco Prisco responde a ação penal por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional, em processo que está em curso na 17ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia. Mesmo denunciado pela prática de crimes contra a segurança nacional, continuou ostensivamente a instigar o uso da violência e da desordem e a liderar movimentos grevistas expressamente proibidos pela Constituição Federal, não só no Estado da Bahia, como em outras unidades da federação, apostando na política do terror.

O denunciado liderou a realização de três greves ilegais de policiais militares no Estado da Bahia e de consequências nefastas para os cidadãos baianos. Apenas entre os dias 16 e 18 deste mês de abril, período em que os policiais militares interromperam suas atividades, mais de cem pessoas foram assassinadas em Salvador, além de terem sido praticados saques, "arrastões", roubos e a restrição ao direito de ir e vir dos cidadãos. Enfim, instalou-se entre a população baiana verdadeiro estado de pânico generalizado.

Entre as hipóteses legais para a decretação da prisão preventiva estão a garantia da ordem pública e a necessidade de preservar a sociedade contra a possibilidade de que o réu continue a reincidir em práticas delitivas. Todos os elementos, portanto, para o pedido de prisão preventiva e seu deferimento pela Justiça Federal estão presentes em relação a Marcos Prisco.

O Ministério Público Federal, que tem entre suas missões assegurar a ordem pública e os direitos fundamentais de todos os cidadãos à segurança pública, à liberdade e à vida, promoverá todas as medidas necessárias para a proteção do Estado Democrático de Direito e da sociedade.

Fonte: Secretaria de Comunicação
Procuradoria Geral da República

Foi preso na tarde de sexta-feira, 18 de abril, a pedido do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA), Marco Prisco Caldas Machado, líder do movimento grevista da Polícia Militar (PM) da Bahia, vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra). O pedido de prisão preventiva ajuizado pelo MPF foi concedido pela Justiça Federal em 15 de abril e a prisão foi realizada nesta tarde, pela Polícia Federal, em um resort onde Prisco se encontrava.

O pedido foi feito na segunda-feira, 14 de abril, dentro da ação penal movida pelo MPF em abril de 2013 (confira aqui), que denunciou sete pessoas entre vereadores, soldados e cabos da PM por diversos crimes, a maioria deles contra a segurança nacional, praticados durante a greve realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012. A intenção do pedido de prisão preventiva é garantir a ordem pública.

Prisco é processado pelo MPF por crime político grave, e qualquer recurso contra sua prisão só poderá ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal. A prisão será cumprida inicialmente em presídio federal localizado fora do estado da Bahia.

Bloqueio de bens e multa - anteontem, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, já havia concedido liminar, a pedido do MPF, determinando a imediata paralisação da greve da Polícia Militar na Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de 1,4 milhões de reais. Determinou, ainda, o bloqueio de bens de Prisco e mais 13, entre as associações envolvidas no movimento paredista e seus dirigentes. Os bens seguem bloqueados como medida para assegurar a possibilidade de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Bahia

sexta-feira, 18 de abril de 2014


No livro ‘Suerdieck, Epopeia do Gigante’, Ubaldo Marques Porto Filho reconstituiu a história de um império charuteiro, que chegou a ter 16 empresas, sendo quatro na Europa. Com três fábricas de charutos no Recôncavo Baiano (Maragogipe, Cruz das Almas e Cachoeira), foi a maior produtora de charutos brasileiros em todos os tempos e teve um período que manteve a liderança na produção mundial de charutos totalmente artesanais.

A epopeia da Suerdieck começou em 1892, como exportadora de fumos sediada em Cruz das Almas, onde também findou as atividades, em dezembro de 1999. A saga durou 107 anos, sendo 94 dedicados aos charutos que ficaram conhecidos nos quatro cantos do mundo.

Para reconstituir a longa trajetória, Ubaldo pesquisou centenas de documentos e entrevistou dezenas de pessoas que participaram da etapa final do antigo império. Ele próprio foi testemunha dessa fase, pois trabalhou na Suerdieck de 1965 até 1969.

O livro, com 400 páginas no formato grande (18,5x25,5), contém 446 lustrações, segredos na fabricação dos charutos e a relação das 464 marcas, sendo que chegou a ter 300 na linha de produção simultânea.

Não há, na história dos charutos brasileiros, nenhum livro com a riqueza de informações que ‘Suerdieck, Epopeia do Gigante’ oferece aos pesquisadores e leitores em geral.

Para acessar o livro em PDF basta entrar no site do autor: Ubaldo Marques Porto Filho

A cidade de Maragogipe, no Recôncavo Baiano, desponta hoje no cenário brasileiro pelo desenvolvimento da indústria naval. Com a entrada em funcionamento do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, a localidade começa a entrar no grupo dos maiores construtores navais do país e o desafio agora é investir na capacitação da mão-de-obra local.

Pensando nessa demanda, a comunidade de Maragogipe começa a se mobilizar em prol da instalação de um campus do Instituto Técnico Federal (ITF) no município. Um ofício com esta solicitação foi encaminhado pelo cidadão Maragogipano Sr. Luciano Estevam Santos ao ministro da Educação, José Henrique Paim, lembrando que se encontra em andamento um programa de expansão dos Institutos Federais de Educação em todo o Brasil.

O documento pede que o Ministério proceda a uma análise técnica sobre a viabilidade da implantação do campus. Além da presença do estaleiro, que gera 5 mil empregos diretos, o ofício destaca que a cidade possui as instalações físicas para a instalação do ITF. A sugestão é de que sejam aproveitados os imóveis que antes serviram à antiga fábrica de charutos Suerdieck, hoje desativada.




Edson Ataíde, dono da empresa Aço Fibra, foi ao 8º Café com Energia para conhecer os meios de fornecer estruturas em fibra de vidro para as obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EPP). No encontro, realizado nesta quarta-feira, 16, no Hotel InterCity Premium Salvador, o empresário afirmou que conta com as ações do Sebrae para que o cadastro da empresa se torne visível ao Estaleiro.


O gerente de relações institucionais do EPP, Márcio Cruz (Foto) falou sobre as oportunidades de negócios para as pequenas empresas no canteiro de obras e, principalmente, nas atividades do entorno de Maragogipe e Recôncavo baiano. "Vemos um impacto significativo de crescimento para a região, com oportunidades para restaurantes, cooperativas e associações ligadas à produção de vestuário e alimentos e comércio. Isso deve se ampliar quando o Estaleiro estiver em operação", explica.

Márcio ressalta que a obra contribui para uma injeção mensal de R$ 30 milhões na renda, incluindo as áreas ao redor. O EPP mobiliza hoje 13 mil empregados no total, com várias demandas para os empreendimentos locais, que, por sua vez, podem aproveitar as oportunidades com melhorias na oferta de produtos e serviços. "O Sebrae é a instituição capacitada para implementar a política de empreendedorismo nessas regiões", conclui.

No âmbito das micro e pequenas empresas baianas (MPE), o Projeto de Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Sebrae Bahia auxilia na qualificação para atender às exigências técnicas das grandes empresas do setor, como a Petrobras. A gestora do projeto na instituição, Aline Lobo, explica que a atuação acontece desde o diagnóstico feito na empresa, construído com base nos requisitos exigidos para fazer parte do cadastro de fornecedores dos grandes empreendimentos. "Esse é o primeiro passo para que possam ter acesso às soluções adequadas para obter certificações e certidões", pontua.

O segundo palestrante do encontro, Genivaldo Barbosa, engenheiro e professor especialista da área de petróleo, mostrou como o setor ainda pode expandir e dinamizar. "Entendo que é preciso haver a liberação dos campos que não estão sendo explorados ou são sub-utilizados, para favorecer a entrada no mercado de novos produtores", revela. O especialista tem como exemplo a atuação dos "produtores formigas" dos EUA, que respondem por nada menos que 65% da produção de gás e 45% da produção de óleo naquele país. "É preciso desenvolver e contratar as competências locais, e não trazer gente de fora para atender às novas demandas e perspectivas", finalizou.

As projeções e informações lançadas por Genivaldo reacenderam as esperanças de Sérgio Barreto, sócio diretor da Rodopar, com relação ao setor de petróleo e gás. "Estava desacreditado, mas, agora, estou interessado em voltar para o ramo, multifocando meu negócio. E sei que posso contar com instituições como o Sebrae e o Senai-Cimatec para isso", comemorou.

O consultor do Sistema Fieb, Alfredo Vieira, ressaltou a atuação complementar na atividade de reorganização dos fornecedores aptos a prestarem serviços para o EPP. "Como temos uma expertise também nessa área, nós, do sistema S, atuaremos em comunhão".

Para outras informações sobre o Projeto de Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Sebrae, os interessados podem entrar em contato por e-mail (projeto.petroleo@ba.sebrae.com.br) ou telefone (71) 3320-4376.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

A passagem de navios de grande porte pelo Cais I da Enseada Indústria Naval não para. Agora foi a vez de o Estaleiro dar as boas-vindas ao HR Marion, que veio de Xangai, na China, trazendo peças que serão utilizadas, por exemplo, na montagem de equipamentos (pórticos e semi-pórticos) destinados à movimentação de cargas da Oficina 6. Esta é a quarta embarcação a chegar à Unidade Paraguaçu, em Maragogipe.

Dessa vez, estão desembarcando 23 pontes rolantes, prensas hidráulicas de 70, 200, 500 e 1.500 toneladas, e instrumentos modernos como, Shot Blast, Shop Primer e Load Trailer, além de 54 contêineres trazendo diversas peças.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Foto atual (2014) de Capanema
Vamos falar sério. Não sei bem o que acontece em Maragogipe mas quase toda benfeitoria precisa ser estragada primeiro para depois ser entregue para a população. Primeiro, foi o caso das Casas Populares de Ponta de Souza que a população invadiu no governo de Silvio Ataliba porque o ex-gestor não terminou com as casas, agora é a vez de Capanema com a gestora Vera da Saúde.

Logo no início desta gestão, a prefeita e sua equipe que, provavelmente, não leu o Plano Diretor do Município, com isso, disse que construiria as tais casas populares em 05 meses de gestão e no dia 27 de março de 2014, completou UM ANO DE ESPERA.

Segundo informações do Maragojipe Agora, as casas populares estão abandonadas em Capanema e algumas já estão sendo invadidas. Veja AQUI.

Leiam a matéria da Prefeitura com fotos do ano passado. Tanto de Capanema, quanto de Ponta de Souza.
O terreno tem cerca de 6 mil metros quadrados. A obra já está em andamento e as casas estão sendo demarcadas. Cada unidade vai possuir dois quartos, sala, cozinha americana, banheiro e área de serviço, de acordo com o padrão da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano – SEDUR.
A alvenaria está sendo feita de pedra, por conta das condições do terreno. Até o momento, 15 homens estão trabalhando na obra, a previsão é de que a equipe aumente. A construção está sendo realizada no Pijuru e vai contemplar cinqüenta famílias.

O investimento previsto é de 650 mil reais nessa etapa, mas a Prefeitura vai construir ainda uma praça, pavimentar as ruas do loteamento e do entorno e implantar o saneamento básico com recursos próprios.
O engenheiro civil Victor Antônio, da Secretaria Municipal de Infra-estrutura, disse que o total de unidades é 126, sendo 76 em Ponta de Souza.

Em Ponta de Souza, foram iniciadas 14 casas em 2011, mas foram abandonadas. Algumas famílias invadiram as unidades, que não foram construídas de acordo com as normas de engenharia. Muitas estão com a estrutura rachada, não tem iluminação nem pavimentação.
Essas casas serão refeitas, e mais 62 serão construídas. A previsão de entrega das casas populares é de 5 meses.

Ascom / Maragojipe


Hoje, a situação é caótica. As casas abandonadas e a população com muita vontade de tomar posse de algumas casas. O investimento foi de 650 mil reais e as casas eram para serem entregues no mês de agosto. No mesmo mês que deveria ser entregue o hospital. Alguém lembra desta promessa também?

Existem casas que já foram invadidas, pois como se percebe nas fotos, algumas já estão com alguma condição de moradia. Pelo menos, é o que se aparenta pela parte externa. Essa é a realidade de Maragogipe. Nua e crua. E esta é a hora de cobrar. Quando as casas populares serão verdadeiramente entregues. Tanto as de Capanema, quanto as de Ponta de Souza?




Com fotos do Maragojipe Agora

Pela quarto ano, cristãos vão às ruas do distrito de Nagé, em Maragogipe, pedir paz e muito amor na "Marcha para Jesus". Um evento que está se tornando tradicional e muito importante no combate às drogas no município de Maragogipe, pois tem por objetivo principal transmitir a Palavra de Deus para o coração das pessoas.

Então fique atento. Será neste sábado, dia 19 de abril, a partir das 15 horas, no distrito de Nagé, em Maragogipe - IV Marcha para Jesus - com Samuel Silva e banda, Ministério Louvai, Pr Jadiel Soares e participação especial de Netto Paz e banda.

A Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), por meio da Resolução nº 002 de 2014, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 17 de abril, autoriza a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) a proceder o reajuste anual das tarifas de água e esgoto, nos municípios onde atua, em 7,8%. O percentual será aplicado de forma linear sobre a estrutura tarifária vigente e passará a vigorar a partir do dia 6 de junho.

No estudo encaminhado ao órgão regulador, a prestadora dos serviços pleiteou reajuste de 12,12% (4,67% correspondem ao IRT - Índice de Reajuste Tarifário Anual + 7,45% da universalização dos serviços de água e esgoto).

A Agersa, por sua vez, deliberou pela homologação do reajuste em 7,8% após análise dos 10 indicadores de desempenho pactuados com a concessionária, levando ainda em consideração, para a redução do percentual solicitado, a estiagem prolongada - a pior dos últimos 60 anos -, que assolou o estado da Bahia e que mantém um número considerável de municípios cumprindo planos de racionamento de água.

COMO FICAM AS TARIFAS:
R$/10m3
Classes
Tarifa Atual
Tarifa Reajustada
Residencial Social
8,70
9,40
Residencial Intermediária
17,10
18,40
Residencial Normal
19,40
20,90
Filantrópica
8,70
9,40
Comercial/Industrial
56,20
60,60
Pública
56,20
60,60
Pequenos Comércios
24,00
25,90

Fonte: Ascom/Agersa

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), sediado em Brasília, concedeu liminar determinando a imediata paralisação da greve da Polícia Militar na Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de 1,4 milhões de reais. Determinou, ainda, o bloqueio de bens de Marco Prisco, das associações envolvidas no movimento paredista e de seus dirigentes. 

Segundo a decisão, a multa deverá ser paga pelos 14 réus da ação ajuizada pelo MPF/BA, que tiveram seus bens bloquados: Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra), Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM/BA), Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPM/BA - Força Invicta), Associação dos Oficiais Auxiliares da Polícia Militar do Estado da Bahia (AOAPM/BA), Associação dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais da Polícia Militar Da Bahia – (ABSSO/BA), Associação dos Bombeiros Militares da Bahia (Associação Dois de Julho/Ba), Marco Prisco Caldas Machado, vereador e Diretor-Geral da Aspra/BA, Jackson da Silva Carvalho, presidente da ABSSO/BA, Agnaldo Pinto de Sousa, presidente da APPM/BA, Edmilson Tavares Santos, presidente da AOPM/BA - Força Invicta, José Alberto da Silva, diretor financeiro da AOAPM/BA, Nelzito Coelho Oliveira Filho, presidente da Associação Dois de Julho/BA, Ubiracy Vieirados Santos, presidente da AOAPM/BA e Paulo Sérgio Simões Ribeiro, diretor financeiro da AOPM/BA - Força Invicta.

A decisão, assinada na tarde desta quarta-feira, 16 de abril, durante regime de plantão, foi tomada a partir de pedido urgente ajuizado por meio do Ministério Público Federal diante da deflagração da greve da PM baiana. O bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública para o estado.

Número para consulta processual na Justiça Federal: 13369-02.2014.4.01.3300

Fonte: Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Bahia

Obras de melhoria nas estradas da região do Estaleiro foram autorizadas pelo governador Jaques Wagner. Ainda em 2014, devem ser restauradas as estradas de acesso da BA-001 até Salinas da Margarida e a que liga Salinas à Enseada Indústria Naval, além do trecho Nazaré-Valença.

A construção da ponte sobre o Rio Baetantã, ligando São Roque ao Estaleiro, também deve começar neste ano. De acordo com o vice-governador e secretário de Infraestrutura Otto Alencar, as obras beneficiam os moradores e agilizam o trânsito de carretas que transportam material para o Estaleiro. “Para o Recôncavo da Bahia, o Estaleiro é como um novo Polo Petroquímico, pela extensão do investimento e porque vai transformar completamente o perfil econômico e social da região”, disse Alencar.

O Estaleiro, em parceira com o governo federal e o do estado, contribuiu para a liberação das obras. “Incrementar a infraestrutura facilita as operações do Estaleiro e também o dia a dia de quem mora na região. Afinal, estradas e pontes tornam-se um legado permanente para as cidades e seus habitantes”, revela Márcio Cruz, gerente de Relações Institucionais do EEP.

A vez de Saubara
Outro município beneficiado com investimentos de mais de R$ 20 milhões em infraestrutura foi Saubara. Serão implantados um centro de abastecimento e uma unidade de coleta e seleção de resíduos sólidos. Também a iluminação pública em vias e praias deverá será ampliada. Além disso, foi aberta licitação para a construção do terminal hidroviário de Bom Jesus dos Pobres.

“As obras anunciadas pelo governador enchem de esperança o povo saubarense e colocam Saubara em destaque nos investimentos de infraestrutura. É o governo do estado e a Prefeitura numa parceria forte pelo nosso município”, declarou capitão Joelson, prefeito de Saubara.

Fonte: Navegando Juntos

Agnaldo Conceição da Silva, 42 anos, conhecido como "Careca do caminhão", de Serraria, zona rural de Maragogipe, foi assassinado com um tiro no peito por volta das 17h40 desta quarta-feira, dia 16 de abril. De acordo com familiares, ele estava passando por um local conhecido como (Ladeira de Detinha) na localidade de Tintureiro em Cruz das Almas quando foi atacado por dois assaltantes de moto. Ele estava vindo da (CEASA), Central de Abastecimento na Região Metropolitana de Salvador em sua moto modelo Fan, de dados não anotados. Os bandidos roubaram a sua moto e fugiram sem deixar pistas para a polícia. O corpo foi removido para o IML- Instituto Médico Legal de Santo Antônio de Jesus. Familiares revoltados pedem justiça. 

Fonte: Cruz na Tela


Os primeiros homens integrantes da Força Nacional desembarcaram no aeroporto de Salvador no final da tarde desta quarta-feira (16). Eles vão reforçar a segurança em Salvador e em algumas cidades do interior da Bahia durante o período de greve da Polícia Militar. Cerca de seis mil homens das Forças Armadas já estão na Bahia, segundo o comandante da 6ª Região Militar, general Racine Bezerra Lima. Outros 2.500 vão chegar ao estado nos próximos dias.


Com a paralisação dos policiais militares baianos, o Governo do Estado solicitou apoio às tropas federais e a presidente assinou o decreto de Garantia da Lei e Ordem, autorizando o emprego das Forças Armadas na Bahia. Com isso, as tropas estão autorizadas a realizar patrulhas, vistorias e prisões em flagrante.

Ainda segundo o general Racine, a maior parte das tropas ficará em Salvador devido ao grande contigente populacional. Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta, o governador Jaques Wagner garantiu que as equipes de apoio vão se descolar para qualquer cidade baiana que necessitar de ajuda.

Fotos: Camila Souza/GOVBA
Fonte: Secom - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia
O Tribunal de Justiça da Bahia decretou na quarta-feira, dia 16 de abril, a ilegalidade da greve da Polícia Militar da Bahia e todo o efetivo deve voltar imediatamente às atividades para a garantia da segurança pública.

A Justiça acolheu pedido pelo Ministério Público do Estado da Bahia em uma ação cautelar ajuizada pelo procurador-geral de Justiça Márcio José Cordeiro Fahel contra o governador da Bahia, Jaques Wagner, e seis associações representativas dos policiais militares: a Associação de Policiais e Bombeiros e de Seus Familiares (Aspra), Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM-BA), Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPM-BA Força Invicta), Associação dos Oficiais Auxiliares da Polícia Militar (AOAPM-BA), Associação dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais da Polícia Militar da Bahia (ABSSO-BA) e a Associação dos Bombeiros Militares da Bahia – Associação Dois de Julho.

Ainda de acordo com a decisão judicial, concedida liminarmente pelo desembargador plantonista Roberto Maynard Frank, o governador deve realizar, de imediato, um plano de contingenciamento da segurança pública em todo o estado, de modo a preservar os interesses públicos de segurança social e jurídica. O Ministério Público destacou na ação cautelar que o movimento paredista coloca em risco a integridade da população baiana. “O risco à segurança pública e à coletividade é patente”, afirmam o procurador-geral de Justiça Márcio Fahel e o promotor de Justiça Cristiano Chaves na ação.

Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), os militares e equiparados são proibidos de realizar greve. O movimento grevista deflagrado no dia 15 de abril na Bahia fere, portanto, “frontal e diretamente, o direito constitucionalmente garantido à segurança pública”, afirma o MP.

De acordo com o texto constitucional, cabe ao Ministério Público zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados na Constituição, devendo promover as medidas necessárias à sua garantia.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Pesquisar

    Sou cidadão e fiscalizo!!!

    Google+

    Minha lista de blogs