• Este grupo é para que os amantes e maragogipanos possam discutir a Cultura, Política, o Cotidiano, a História e a vida na cidade de Maragogipe. "Dubito, ergo cogito, ergo sum"

  • O blog Ecos da HIstória é um difusor da História de Maragogipe, além de questionador de ideias do senso comum e transmissor dos conteúdos históricos! Sinta-se na história.

  • Neste Canal do Youtube você pode acompanhar os vídeos produzidos por Zevaldo Sousa, além de outros clássicos da prudução cultural ligada a historia de Maragogipe.

  • Procurando a sua turma? Seus amigos e familiares? Procurando informações sobre sua cidade? Nesta página você encontra links para algumas comunidades e cidades do Recôncavo.

  • Nesta página você encontra links para álbuns fotográficos e os links para os três blogs de festas da cidade (Carnaval, Festas Juninas e a grandiosa Festa de São Bartolomeu)

  • Nesta página especial, o leitor poderá entrar em contato com a administração do blog, com colunistas, emitir opiniões, tirar dúvidas, questionar e enviar suas cartas e fotos.

domingo, 19 de outubro de 2014


Nos 16 jogos da rodada de ida da 3ª fase do Campeonato Intermunicipal 2014, a igualdade na maior competição de futebol amador do país predominou na tarde deste domingo, dia 19 de outubro. Ao todo, houveram seis empates, cinco vitórias dos mandantes e cinco triunfos dos visitantes em todo o estado.

Entre os que fizeram o dever de casa, estão Conceição do Coité, São Francisco do Conde, Uruçuca, Itamarajú e Maragogipe, que largaram na frente para conquistar as vagas nas oitavas de final do campeonato. Por outro lado, Ipirá, Santaluz, Araças, Ibirataia e Itapetinga, também fizeram bonito na rodada e decidem esta 3ª fase dentro de casa precisando de apenas um empate.

Já Caém e Mairí, Remanso e Cipó, Cachoeira e Catú, Amargosa e Ibicaraí, Buerarema e Itabuna e Prado e Eunápolis, empataram no primeiro confronto e fazem o jogo de vida e morte no próximo sábado (25).

Até o momento, nos 316 jogos realizados, foram anotados 812 gols. Nessas estatísticas o torcedor já acompanhou 2,56 gols por partida.




Fonte: FBF
A cada dia que passa, a cada eleição, a cada momento especial da minha vida percebo que o respeito deve ser dado primeiro para depois ser seguido. "Respeitar para ser respeitado"

Todavia, o que estamos vendo neste e em outros debates eleitorais é a falta de respeito com a população, de zelo com o país e de exemplo. Que tipo de exemplo estou dando ao meu filho votando em candidatos sujos e imundos que só sabem mentir, caluniar e difamar as pessoas? As leviandades estão tão grandes que não se fala outra coisa em debates entre as pessoas deste nosso imenso país.

Se uma das coisas que mais prezo neste mundo é o respeito com o próximo, principalmente, na liberdade de expressão e de opinião, então tenha certeza que nem Dilma nem Aécio estão me convencendo a votar neles.

Agora, é a sua chance de tentar me convencer, visto que tenho certeza que existem cabos eleitorais que defendem os projetos petistas e peessedebistas. 

Ah! Não posso me esquecer daqueles que comungam do mesmo pensamento. Por quê, até o presente momento, vocês não se convenceram a votar em nenhum dos candidatos e estão dispostos a votar em branco ou anular seu voto?

VALE RESSALTAR QUE, (em letra maiúscula que representa o grito na internet), CADA AGRESSÃO SERÁ A PROVA INCONTESTE DE QUE NÃO DEVO VOTAR NO CANDIDATO DEFENDIDO PELO AGRESSOR.

Vamos ver se alguém me convence! Lembrem-se que sou super exigente e que meu voto é secreto, ou seja, não irei declará-lo em nenhum momento. Ou, a depender dos argumentos, posso até me manifestar.
Por Aldo Sampaio

Qual o desenho do quadro político que se traça hoje em Maragogipe? Quem perdeu, quem ganhou? Tínhamos a concepção de que a sobrevivência de determinados partidos, ou chefes políticos, dependeria e muito do resultado das eleições, principalmente, as de governador e presidente.

A vitória de Rui Costa nos parece já suficiente para acordar o PT do sono que lhe fazia dormir ainda abatido pela derrota sofrida em 2012. Despertado, qual rumo tomará sua militância sabendo que de um lado encontra-se Luiz Alberto que mesmo sem mandato é detentor da maioria no Diretório e do outro Ataliba que colocou seu nome a serviço do julgamento popular mesmo com sua candidatura sob-judicie e obteve 4045 votos e ainda transferiu para o seu federal 1847?

Pergunta-se então de que lado ficaria seus militantes e quem teria o apoio de Dilma e Rui? Cabe aos petistas responderem. O que sabemos é que existe nas entranhas desse partido uma chaga que continua aberta desde 2012 e que até hoje não conseguiram cicatrizar.

Já numa outra espiral navegam Adhemar, Arivaldo, Gabriel e Romário.

Adhemar, embora não tivesse conseguido para seu candidato a estadual uma votação expressiva, compensou dando uma melhor ao seu federal. Ambos estão eleitos o que provavelmente lhe dará o apoio necessário.

Arivaldo, não conseguiu repetir os feitos do passado apesar de ter sido de todos, o único a ter uma equipe ao seu lado e uma boa estrutura de trabalho, o que leva a crer que há uma clara demonstração de que nesse momento ele é uma liderança em declínio, fato constatado pela votação dada ao candidato Tato.

Gabriel e Romário mesmo já tendo sido dois líderes inquestionáveis, são hoje aos olhos do povo duas lâmpadas apagadas transformadas em cinzas que o tempo levou.

Enquanto isso, a prefeita Vera agradece ao povo pela votação alcançada pelos seus candidatos mesmo sem dispor de recursos, ao tempo em que segue liderando com folga impondo-lhes derrotas e pedindo a Deus que em 2016 os anjos digam amém.

Mas é essencial também e com consciência que damos destaque nesse comentário ao ex-candidato a vereador Juarez e ao vereador Fernandinho de São Roque. Ambos merecem destaque pelo poder de transparência de votos que demonstraram ter ao transferir para os seus candidatos a mesma votação que tiveram em 2012, traduzindo assim uma realidade como expressão de liderança política outorgada pelo povo nas suas bases eleitorais o que significa dizer que dois anos depois, elas continuam intactas e que certamente irá conduzi-los para dentro do palco das decisões.

Assim entendemos que dentro da ótica em que vemos o quadro que a política local vislumbra no momento, creditamos que em 2016 a campanha seja polarizada entre um candidato e a prefeita, caso ela venha a pleitear um novo mandato.

Por Aldo Sampaio

sábado, 18 de outubro de 2014

"O que fizermos as crianças hoje, elas reproduzirão amanhã na sociedade." Marli Medina

Neste domingo, dia 19 de outubro, também acontecerá em São Roque Do Paraguaçu, a segunda edição da Festa em homenagem as crianças, a partir das 13 horas, no Campo da Bola. 

A organização deste evento é de iniciativa da Associação de Mulheres Guerreiras de São Roque do Paraguaçu, através do Projeto ECOBRINK. 

Amanhã, dia 19 de outubro, Maragogipe terá um domingo esportivo. Logo às 8 horas da manhã, temos início ao I Campeonato de Trinca de Basquete. Diversos jovens maragogipanos se inscreveram neste campeonato que acontecerá na Associação Atlética Maragogipana. O Campeonato é uma iniciativa do projeto Basquete na Veia, e tem apoio da Fundação Vovó do Mangue, Petrobrás e do Projeto Garotada.


Ainda no período matutino, às 09 horas, pela primeira vez, o município de Maragogipe sediará a Última Etapa Baiana de Canoagem, no bairro do Cai-já. O evento tem o apoio da Prefeitura através da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer.


A tarde, Às 15 horas, temos uma partida decisiva pelo Campeonato Intermunicipal. A Seleção de Maragogipe enfrentará a Seleção de Guanambi numa partida emocionante.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Por Zevaldo Sousa

PROVOCAÇÕES À PARTE:

Hoje, resolvi falar um pouco da minha vida pessoal. Quebrar o gelo para demonstrar o quanto nós, maragogipanos, éramos felizes e não sabíamos.

No meu tempo de criança, brincava até umas horas da noite. Me divertia com amigos e amigas, sob olhares dos mais velhos. Jogávamos bola, brincávamos de pegar e esconder, inventávamos brincadeiras. Maragogipe era o palco principal de toda a nossa brincadeira. Corríamos por toda a cidade, quando estávamos felizes demais. E aqui, estou falando somente no período da noite. Coisa que no tempo atual, é muito difícil de acontecer.

Durante o dia, passeávamos muito no final de semana e nos feriados. Quando não estávamos estudando, passeávamos no Cai-já, na canoa, andávamos na lama para pegar mirim, caranguejo, siri, mariscos diversos. Era uma felicidade só. Hoje, até isso é muito difícil de acontecer...

E a bicicleta? Era nosso meio de transporte para longas distâncias. Nagé, Coqueiros, Ponta de Souza, sítios, cachoeiras e riachos diversos. O passeio era só alegria. Momentos de tensão, somente nas quedas com grandes arranhões e boca partida. O medo era maior quando tínhamos que amostrar o acontecido as nossas mães...

Tecnologia? A nossa tecnologia eram os nossos inventos. Fazíamos nossas próprias pipas, construíamos nossos carros com material reciclável, existia em Maragogipe até uma banda completa de lata - onde as descargas se transformavam em bombos, as latas de margarina em surdos, as tampas de panela em pratos e pequenas embalagens de metal em caixas. Naquele tempo, nossos neurônios trepidavam de alegria e nossos músculos não ficavam inertes sentados na frente da televisão e do computador.

Respeito e família andavam unidas. Respeitar os mais velhos era dever de qualquer criança. Se um adulto falasse que devíamos parar de fazer alguma coisa. Obedecíamos, e quando desejávamos muito continuar com a brincadeira, pedíamos permissão. Mas, mesmo com uma negativa, não ficávamos totalmente tristes. Criávamos logo uma nova brincadeira em outro lugar.

No meu tempo de criança em Maragogipe, a violência era quase zero. Quando acontecia algo, chocava toda a sociedade. Momentos de tensão e medo, somente com o lobisomem e o homem do facão (risos). Esses adultos e suas invencionices...

No meu tempo de criança, eu brincava sem medo de ser feliz, e você...


Eleitor 1:
"Fim de debate: ambos se chamaram de mentirosos. Acredito nos dois. É nulo." 

Eleitor 2:
"A cada debate de Aécio x Dilma, mais eu acho que deveria ter um candidato representando o voto nulo." 

Eleitor 3:
"Desisto. De novo lavação de roupa suja e paternidade de programas sociais em debate... Voto nulo."

Os comentários foram publicados por internautas durante e depois do último debate entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), promovido na tarde desta quinta-feira pelo SBT, UOL e Jovem Pan. Além destes, mais de 1.500 usuários irritados indicaram vontade de votar nulo em comentários relacionados ao encontro.

As principais reclamações indicavam excesso de ataques pessoais, falta de respostas concretas para críticas e, principalmente, ausência de propostas de governo entre os candidatos.

Algumas das principais palavras associadas à intenção de voto nulo no Twitter foram "branco", "parasita", "burro" e "retrocesso".

"Eu sei quem não ganhou (neste debate), o eleitor. Ninguém responde a nada", resumiu o internauta Joseph S. Alcântara.

Fonte: BBC

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

É um disse não me disse. É uma boataria triste. As redes sociais bombam notícias e denúncias não param de chegar através de telefonemas, postagens e mensagens. Mas, quem está falando a verdade?


Para o bom entendedor. Meia palavra basta ou apenas uma foto basta. Para reinar a tranquilidade, primeiro será preciso que os boateiros de plantão sejam combatidos. Tem muita gente que está se especializando em implantar o terror e fica metendo medo na população.

Uma coisa é certa. Por causa de toda esta confusão, comerciantes estão fechando suas lojas mais cedo. Escolas dispensam alunos e o município, aos poucos, paralisa como se tivesse recebendo uma injeção letal.

A polícia pode até negar o toque de recolher, mas nenhum ser racional vai querer testar com tanta notícia ruim sendo publicada na imprensa, nas redes sociais, nos telefonemas e mensagens enviadas por parentes e amigos.

O toque de recolher está sendo implantado pelo medo.


Veja como esta situação desconfortável está sendo tratada na internet.

A Rede Record publicou em seu site:


Já no Bocão News temos:


O jornal A Tarde publicou em seu site:


Vejam matéria:
A Polícia Civil de Maragojipe (a 133 km de Salvador), no Recôncavo baiano, negou que as ruas da cidade tenham sido alvo de tiros disparados por bandidos, desde a noite da última terça-feira, 14, como foi denunciado por moradores.Segundo afirmou o delegado titular da cidade, Adeilton Pereira, um suposto toque de recolher que teria sido ordenado por bandidos não está acontecendo."Isso é boato. Houve uma troca de tiros entre duas facções rivais após um homicídio, ocorrido semana passada e, a partir daí, os próprios bandidos estão usando as redes sociais para fazer ameaças entre as facções. Não há toque de recolher na cidade", garantiu o delegado.Mesmo assim, a cidade recebeu reforço de equipes do Pelotão Tático Operacional da 27ª Companhia Independente da Policia Militar (CIPM), de Cruz das Almas.Segundo o delegado, a polícia reforçou as equipes para intensificar os trabalhos de investigação e atuar em conjunto com a Polícia Militar, que também reforçou o efetivo no município."A briga maior é nas redes sociais. Eles ficam divulgando que vão invadir e, por precaução, reforçamos o policiamento", disse Pereira.Provável legenda: A cidade recebeu reforço de equipes do Pelotão Tático Operacional da 27ª CIPM do município de Cruz das Almas.



A população de Maragogipe está triste ao ver e ouvir "qualquer nota, qualquer notícia, páginas em branco, fotos bem coloridas de sangue, morte e terror".

Enquanto redes de televisão fazem o que querem e o que não querem com o nosso município, deixando indignado a grande maioria da população maragogipana que não aceita e nem comunga com essas ondas de violência e insegurança.

Enquanto redes de televisão atingem e destroem em rede estadual até o ganha-pão cultural de pais e mães de família que dependem do turismo em Maragogipe para sobreviver.

O que nossos governantes estão fazendo? 

Nada. É muita irresponsabilidade por parte daqueles que nos representam. Estão vendo toda esta destruição e toda esta situação caótica e estão com medo de defender nosso município. 

Até hoje a população de Maragogipe aguarda por uma Audiência Pública verdadeira sobre segurança pública. Precisamos de soluções, propostas verdadeiras e ações efetivas.

Demonstrem agora o que vocês estão fazendo para que esta situação amenize. Pelo menos isso.

Blogueiro indignado!


Que a onda de violência no município de Maragogipe está crescente é fato e ninguém discorda, mas acabar com nossa cultura em uma rede estadual de televisão é muita irresponsabilidade. Fiquei indignado ao ouvir parte dos comentários da rede Record sobre a crescente onda de violência no município. Se existe uma coisa que amo é esta terra e tento buscar e propor soluções para resolver este problema.

Aliás, discutir e refletir sobre a violência é uma coisa que estes programas sensacionalistas e policialescos de televisão não fazem. Comentários baixos depreciam a imagem de qualquer cidade e que tipo de solução eles propuseram? Você, caro leitor, conseguiu encontrar alguma solução nos comentários daquele apresentador? Acredito que não.

Pelo contrário, vocês ouviram ele falar que nosso São João e a nossa moqueca tradicional acabou, e sobre o Carnaval de Maragogipe e os mascarados, que segundo ele - andam armados -, mas o que faltou? Que propostas ele deu para modificar esta realidade? O que a cidade pode fazer atualmente para modificar esta realidade?

Perdão, mas esta parte eu não escutei. Logo, estou sofrendo uma indigestão.

Falar sobre a realidade de uma cidade não implica desgraçar com ela. Acabar de vez com sua cultura, com sua população. Destruir a imagem e a identidade de um povo. A maioria da população maragogipana não é conivente com essa onda de violência e insegurança. A maioria da população defende um solução em curto e longo prazo, pois entendemos que nada disso será resolvido em questão de dias.

O apresentador falou que "o revólver virou brinquedo de guri", se isso é verdade é porque a família está desestabilizada. Ele também falou que "fuzis já estão sendo vendidos na feira de Maragogipe", se isto é verdade é porque os poderes públicos estão inertes. Qual é a solução para estes problemas? 

Várias. Podemos partir da orientação familiar, passar pelo investimento em educação, em programas sociais, e atingir nossos atuais governantes e sua destituição caso eles não tentem resolver estes problemas. Outras propostas podem surgir. O que não podemos é continuar com esta mídia especulativa e sensacionalista.

O povo maragogipano merece respeito.

Pesquisar

    Sou cidadão e fiscalizo!!!

    Google+

    Minha lista de blogs