OPINIÃO: Futebol brasileiro, anos de atraso tático e a ganância sem lógica

Por: Luiz Augusto / São Roque do Paraguaçu, Bahia.

Discordo quanto a transferência dos craques de futebol do Brasil e das Américas para o velho continente europeu.

Insensatez, esta é minha definição quanto aos ilusionistas empresários, alguns ex jogadores, dirigentes de futebol, parte da imprensa nacional, e pasmem, até os técnicos de futebol do Brasil (responsáveis direto pela decadência do futebol do Brasil), que insistem na transferência de nossos jovens craques de futebol para a Europa com o intuito dos mesmos aprenderem a jogar um melhor futebol.

Não concordo, infelizmente senhores não compreendo, alguns técnicos e ex jogadores da Europa também não concordam com estas transferências.

O que penso:
Fonte: Crônica Bipolar

1 - Nossos craques não vão de forma alguma aprenderem a jogarem um melhor futebol simplesmente por estarem na Europa, vejam KAKÁ, ROBINHO, BEBETO, JUNIOR, RONALDO GAÚCHO, RONALDINHO, DIDA, LUCAS, ZÉ ROBERTO, ZICO, RAMIRES, OSCAR, HULK, FELIPE SAAD, outros tantos, aprenderam o que na Europa? Simples, apenas tática de jogo, posicionamento em campo, jogo coletivo, ora senhores do futebol, tática e posicionamento, toque de bola, jogo coletivo é responsabilidade dos técnicos de futebol. Os nossos técnicos de futebol teem que serem reciclados, estes sim, com técnicos da Europa, não os nossos jogadores irem para a Europa, os técnicos brasileiros estão hoje logisticamente atrasados quanto a concepção de novas jogadas, excessivamente retranqueiros e ultrapassados taticamente, estão desatualizados e não querem entender o atual momento do futebol, quanto ao dirigente de futebol no Brasil deve passar a visualizar e buscar que técnicos de futebol europeu venham a treinar os clubes de futebol brasileiros, assim como se faz em outros esportes como natação, atletismo, ginástica, e não deixar que nossos melhores jogadores, aqueles que enchem os estádios vão para a Europa. O futebol hoje não permite mais volantes volante, não é mais admissível um centroavante fixo na área, os meias tem que marcar e proteger os laterais. O futebol moderno exige tática coletivas, algumas inversas, recuar para avançar, abrir pelas laterais, liberar os volantes para avançarem coletivamente distribuindo as jogadas, permitindo aos meias liberdade para jogarem com maior desenvoltura. O jogador alemão sempre foi taticamente disciplinado e com alta capacidade atlética, hoje porém foi-lhe acrescentado a técnica, o drible, a jinga. Como aprenderam isso, simples, com os jogadores americanos introduzidos na Alemanha. Foi perguntado a Pep Guardiola sobre o futebol jogado pelo Barcelona, a resposta, aprendi com o futebol brasileiro, estamos jogando hoje o que se jogava no Brasil; perguntado a Paul Braitner da Alemanha, a resposta, no Brasil se tem os melhores jogadores do mundo, falta bons gramados e tática modernas de jogo; entrevistado o técnico da seleção espanhola, a resposta, não acho correta a transferência de craques brasileiros para a Europa, os craques brasileiros devem permanecerem no Brasil. Não compreendo o porquê a imprensa futebolística nacional (parte), técnicos de futebol nacional a maioria, os empresários, ex jogadores falam através de canais televisivos e escritos da necessidade de nossos craques irem para a Europa para aprenderem a jogar futebol? Recentemente em entrevista o técnico Paulo Outuore do Vasco da Gama alertou para a necessidade de reciclagem dos técnicos de futebol no Brasil, estamos jogando 20 anos atrasados taticamente em relação a Europa. Digo mais, atrasados taticamente em relação ao Chile, Uruguai, Venezuela, México, Argentina, Japão, etc, etc, etc.

2 – Qual o interesse real por traz das transferências de nossos craques, defendidas exaustivamente nos meios de comunicação? O que existe realmente?

3 - A muitos anos os europeus compram nossos craques de futebol a peso de ouro, sem medir esforços, vejo da seguinte forma, para aprenderem a jogar futebol isto sim, para analisarem diariamente o desempenho do jogador de futebol americano, a jinga, o drible, o toque de bola, a classe no conduzir a pelota. Hoje o jogador europeu assimilou todas as técnicas do jogador americano, os dribles e as jogadas de Robinho, Roman (Riquelme), Ronaldinho, Kaká, Maradona, Messi, Ardiles, Zico e tantos outros.

4 - Quais as conseqüências das transferências: Para a Europa estádios sempre cheios, equipes de futebol maravilhosas, vendas de jogos para as redes televisivas mundiais cobrando fortunas, vendagens astronômicas de camisas em todo o planeta terra, canais de TV exclusivos para transmissões dos jogos, estádios magníficos, organização impecável que impressionam. Todos os grandes clubes da Europa teem craques brasileiros, argentinos, africanos e asiáticos nos seus plantéis, mesmo para serem segundo reserva, terceiro reserva ou para não jogar. O Marketing global do futebol. Dia pós dia surgem muitos novos craques de futebol na Europa, pois se espelham nos talentos americanos que para lá vão.

5 - Quais as conseqüências das transferências: Para a América especialmente o Brasil, estádios sempre vazios, clubes de futebol em decadência financeira e estrutural (Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Cruzeiro, Bahia, Santa Cruz, Palmeiras, Santos, Guarani, Portuguesa e tantas outras), equipes sem grandes jogadores para incentivarem os novos talentos, jogos fracos e sem emoções, somos obrigados a comprar TV a cabo, de propriedade de multinacionais, para assistirmos nossos craques jogarem na Europa e conseqüentemente não vamos aos estádios. A Venda e transferência de nossos craques de futebol para a Europa é uma ilusão descabida e irracional levando o futebol brasileiro, embora cinco vezes campeão do mundo, ao declínio técnico. Incrível a quantidade de camisas dos clubes europeus sendo usadas por torcedores brasileiros.

6 – Senhores da imprensa futebolística sadia, não podemos permitir que tantos craques de futebol do Brasil se transfiram para a Europa e outros continentes tornando nosso futebol decadente, existem uma grande quantidade de jovens atletas brasileiros e americanos de futebol ainda bem jovens sendo levados para a Europa. Definição. As transferências, a ganância, transformaram o futebol brasileiro no que é hoje, feio, muitas faltas, com táticas ultrapassadas, ao ponto que espanhóis, ingleses, alemãs, franceses consideram hoje nosso futebol como de segunda categoria. Torna-se necessário rever por um todo nosso futebol, e urgentemente reciclar a grande maioria dos técnicos de futebol do Brasil.

Afinal, Pelé, Zico, Garrincha, Romário, Ronaldo, Ronaldinho, Junior, Oscar, Gerson, Rivelino, Clodoaldo, Tostão, Zizinho, Falcão, Fito, Dirceu Lopes, Paulo Cesar, Piazza, Ademir da Guia, Ardiles, Riquelme, Maradona, tantos outros, aprenderam a jogar futebol aqui na América.

Parte da imprensa futebolística, alguns ex jogadores de futebol, alguns empresários tem culpa pela atual situação do futebol brasileiro, pois estes incentivam os craques a deixarem o país ainda muito jovens, alguns como David Luiz, Hulk, Felipe Saad, recém saídos das categorias juvenis do Esporte Clube Vitória, jogaram uma ou duas partidas na equipe profissional e são transferidos para o futebol europeu.

Os nossos estádios hoje modernos e confortáveis estão aí, onde estão os nossos melhores jogadores? Estão na Europa, enchendo os estádios do velho continente.

Um estádio de futebol só fica cheio com craques de bola jogando, o torcedor quer ver craques de futebol nos estádios, não perna de pau, não jogadores medíocres iguais a alguns que atuam no Brasil hoje.

O nosso orgulho, o orgulho de futebol brasileiro (o futebol que encantava ao mundo) foi-se trocado por papel, culpa dos maus dirigentes, parte da imprensa nacional, técnicos de futebol fracos e ultrapassados, empresários e alguns ex jogadores. O futebol está manchado.

Não é concebível parte da imprensa nacional uma grande parte pedir para nossos craques irem para a Europa, não consigo compreender o que há por traz deste raciocínio. PEÇO UMA EXPLICAÇÃO DA IMPRENSA DO BRASIL.

Luiz Augusto / Villa São Roque do Paraguaçu, Bahia.
Junho 05, 2013.

Comentários