2014: Ano de eleições ou será Ano de ilusões e de enganações?

Já faz algum tempo que não comento sobre a política maragogipana. Mas, 2014 chegou e este é mais um ano de eleições ou será mais um ano de ilusões e enganações? Eis a pergunta que fica para o eleitor consciente que aguarda o ano em que a grande maioria dos eleitores votem da mesma forma que ele - consciente.

Votar com consciência, eis a questão. 

Eis a grande questão que rodeia a mente daqueles que estão corrompidos. Votar com consciência pra quê? É o que dizem. E eles acabam se vendendo, se rebaixando e baixando a cabeça para um dito político que não consegue comandar a própria casa, quiçá, uma cidade. 

Maragogipe está abandonada, e mais um 'Carandiru' está surgindo. O local indicarei em outra postagem. Roubos e assassinatos foram a marca do ano que passou, enquanto isso, o governo do Estado oferece 'recompensas' para que a polícia resolva o problema dos homicídios na Bahia.

O ano de 2014 é ano de Copa neste imenso país e como será a percepção da nossa sociedade acerca daqueles que desviaram dinheiro para a campanha deste mesmo ano? Será que a nossa sociedade ainda continua acreditando na velha máxima de que político bom é aquele que "rouba mas faz"?

Pois bem, se o maragogipano continua acreditando neste dito 'bom político', percebo o quanto é triste e desanimador a nossa realidade. Percebo a pouca quantidade de pessoas que deseja uma cidade melhor em que político empossado deve ser visto como mero empregado do povo e não como ser superior que nada faz e que em momentos de festa coloca uma banda de 100 mil na praça e paga 500 mil com o objetivo de desviar 400 para crescer seu saldo bancário.

O ano de 2014 é apenas mais um ano de conscientização política. É apenas mais um ano para aqueles que querem mudar, de verdade, a situação em que o município está vivendo. Para isso, é preciso pensarmos melhor antes de votarmos em deputado A ou deputado B. Será realmente que eles merecem o seu voto? O quê o deputado A que já é um político empossado, fez pela nossa terra? O quê o deputado B que nunca foi eleito deseja fazer pela nossa terra? Votar no deputado A irá beneficiar a quem? Quem são os seus financiadores? Quem são os seus "companheiros"? Qual é a sua ideologia política? Quais são seus antecedentes? Qual é o seu projeto em nível estadual e federal?

Se pararmos para pensar nestes pontos, poucos serão os deputados que poderemos votar neste período eleitoral que está chegando. Por quê? Porque poucas pessoas com boas ideias e boa vontade é eleita pelo povo, e essas poucas pessoas que tem coragem de se candidatar, não é votada pela grande maioria por diversos motivos. Um deles é o dinheiro e isso é desanimador.

É uma pena estarmos falando tão negativamente da nossa política local, mas é o que acontecerá neste ano e não precisa ter nenhuma bola de cristal para saber disso.

Uma coisa eu sei. Quando as pessoas quiserem realmente ser respeitadas, votaram com consciência. Votaram sabendo onde estarão pisando.

Comentários