Guardas municipais poderão suspender suas atividades durante o Carnaval de Maragogipe 2014


No dia 21 de fevereiro, na sede da AGMEM (Associação dos Guardas Municipais e Escolares de Maragogipe), por voltas das 19 horas, aconteceu uma reunião com caráter de urgência para discutir deliberações sobre o futuro da guarda municipal de Maragogipe. 

Neste encontro, marcaram presença, Edmario Ferreira que atualmente é presidente do SIFUPREMA (Sindicato dos Funcionários da Prefeitura de Maragogipe) e Nelson Querino que atualmente é presidente da FEBAGUAM (Federação Baiana das Associações de Guardas Municipais).

O motivo dos descontentamentos dos Guardas Municipais de Maragogipe é a falta de compromisso da Gestão Municipal com a categoria. Segundo Nelson Querino "há mais de dois anos que a AGMEM e SIFUPREMA vem discutindo a implantação do Estatuto da Guarda Municipal e o pagamento dos 30% da Gratificação de Periculosidade mais sem obter êxito, cansados de tantas protelações, ficou deliberado que no Grito de Carnaval a Guarda Municipal e Escolar irá desenvolver suas atividades "aquarteladas" (ficarão dentro da base da Guarda), não irão realizar o patrulhamento no trajeto da festa, na segunda feira o SIFUPREMA e AGMEM vão encaminhar documentação para o Ministério Publico informando da possibilidade de uma paralisação de Advertência e Greve por tempo indeterminado." desabafou Nelson Querino.

Com um tom de indignação e insatisfação os Guardas Municipais desabafaram e vai para as ruas protestar contra o descaso e falta de compromisso com os Guarda Municipais, que deram seu grito de alerta, vale salientar que os servidores estão lutando para trabalhar de forma legal e receber o que lhe é de direto.

Foto: Zevaldo Sousa
Fonte: Associação dos Guardas Municipais de Maragogipe/BA

Comentários