Marcha da Paz é fruto do crescimento da violência no município de Maragogipe



Está previsto um grande encontro na Praça Conselheiro Antônio Rebouças, no município de Maragogipe, para o dia 31 de março, às 08 horas da manhã. É o movimento "Marcha - Maragogipe Pede Paz! Pede Amor!" que tem pode objetivo chamar a atenção das autoridades para este índice elevado e alarmante de violência e insegurança que atinge em cheio o município de Maragogipe. 

Com a crescente onda de violência que o município está atravessando, a sociedade se mobilizou através das redes sociais e em reuniões presenciais buscando combater e mostrar sua indignação com o descaso político, a impunidade e a corrupção que se alastra em toda o município. Maragogipe era uma cidade ordeira e tranquila e hoje, o clima é de medo se instalou no município de modo geral, e as pessoas da cidade e dos distritos evitam sair às ruas no período noturno.

A Marcha é coletiva. É uma necessidade da população erguer os braços e dizer que o que pensa tomando as rédeas da situação. Cada um pode levar o seu cartaz e fazer a sua reivindicação contra todo tipo de violência mas o foco principal será o elevado índice de roubos e furtos; assassinatos e tentativas de homicídios; tráfico de drogas e a impunidade existente no município de Maragogipe devido ao enfraquecimento do poder judiciário local que está sem juiz e depende dos juízes das cidades de São Félix e Cachoeira.

As adesões são muitas e estão crescendo cada vez mais: Colégios, instituições religiosas, organizações, comerciantes, artistas, lideranças locais e centenas de pessoas comuns estão se articulando para solicitar uma Audiência Pública para tratar da violência, com integrantes da Polícia Militar, do Poder Executivo Estadual e Municipal, Poder Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público e representantes religiosos, visando a elaboração de um plano operacional específico para o combate à violência no município de Maragogipe.

Segundo Carlos Gomes "Ações precisam ser tomadas como forma de reduzir o alto índice da criminalidade. Melhorias na iluminação, implantação de um sistema de câmeras de segurança, aumento do número de policiais e viaturas no município, já poderiam já ter sido feitas."

Segundo dados encontrados pelo colunista do Blog, Jorge Dias "Em Maragogipe, de acordo com o DEEPASK em 1999 Maragogipe registrou 3 homicídios, em 2000, foram 2 homicídios, em 2003, 2004 e 2005 foi 1 morte, em 2006 foram 5 homicídios, em 2007, 4 pessoas assassinadas, em 2008, 5 pessoas, em 2009 4 homicídios, em 2010 e em 2011 foram 5 pessoas. Ainda não há dados tabulados em 2012 e 2013, mas, de certo, houve elevação significativa nas taxas de mortalidade por causas violentas."

Todavia, se consultarmos somente as notícias encontradas no Blog do Zevaldo Sousa obtemos os seguintes números alarmantes: Em 2012, registramos mais de 20 assaltos e furtos, 13 homicídios e 11 tentativas de homicídio. Em 2013, o número de homicídios aumenta para 15 registros, mais violência é registrada e, segundo a polícia, São Roque do Paraguaçu torna-se base do tráfico de drogas no Recôncavo da Bahia. Nestes três últimos anos acontecem diversas megaoperações policiais com o intuito de diminuir o poder do tráfico em Maragogipe. Mas os índices continuam crescendo.

Em 2014, somente nestes três primeiros meses do ano, registramos cinco homicídios além de outros tipos de violência. Eis o motivo para tamanha preocupação do maragogipano. E vale ressaltar que estes números foram os registrados nas notícias deste Blog, e certamente, ainda tem mais que não foi contabilizado.

Se você está preocupado com o município de Maragogipe. Manifeste-se! Faça a sua parte de cidadão e ajude no processo de solução para este grave problema que infecciona o município como um todo e que está nos dando um legado amargo na nossa história, pois além de bandidos, pais e mães de família também estão sendo vítimas desta onda de violência.


Serviço:
O quê? Marcha da Paz em Maragogipe
Quando? 31 de março de 2014, a partir das 08 horas
Onde? Com saída na Praça Conselheiro Antônio Rebouças, em Maragogipe.

Mais informações:
Página do Facebook Oficial do Comitê Marcha da Paz em Maragogipe

Comentários