E a greve continua em Maragogipe...

Hoje, dia 08 de abril, mais uma vez as escolas não funcionaram regularmente, os agentes de saúde fizeram manifestação na frente da Casa da Cultura e uma Assembleia Geral foi realizada na sede da Terpsícore Popular. Leia o que o vice-presidente do SIFUPREMA Nelson Querino postou logo após a reunião com a prefeitura.


"A GREVE CONTINUA

Boa noite a todos maragogipanos em especial ao servidores públicos da Prefeitura Municipal de Maragogipe.

Venho utilizar este espaço para comunicar que hoje dia 07/04/2014, os representantes do SIFUPREMA foi convidado em cara extraoficial para participar de uma reunião no Gabinete da Prefeita Vera Lucia para tratarmos da pauta de reivindicações dos Servidores Públicos, desta se deu uma reunião em que estiveram presente o Consultor Governamental o Sr. Antônio Pimentel. A Exª Sra. Prefeita Vera Lucia, a Secretaria de Educação a Sra. Rute Marcia a Sra. Enéa Oliveira Rangel Gerente de Ensino, o Sr. Edval Jorge Secretario de Relações Institucionais e os Senhores Edmario Ferreira, Nelson da Silva Querino e Ed Carlos Baião, em que foi pontuado a proposta da Gestão de reajuste salarial de 5.91%, sendo que 3% no mês de abril, mais 1% em maio e 1.91 no final de novembro e as demais pautas solicitou um prazo até a quinta feira dia 10/04/2014, o SIFUPREMA por meio de seus representantes legais convoca todos os servidores para uma Assembleia Geral que acontecerá amanhã ás 10:00hs na Sede da Filarmônica Terpsicore Popular de Maragojipe, salientamos que nenhum acordo foi findado e a greve geral dos servidores, esta mantida e que nenhuma decisão será tomada sem aprovação em assembleia.

Senhores Servidores este é um momento crucial e precisamos da presença de todos não devemos nos render a nenhum tipo de manobra para diminuir ou retarda o movimento de Greve que é um direito previsto na Constituição Federal, mais uma vez precisamos que os servidores venha e junte-se a nós em busca de uma melhor condição de vida para todos.

Nelson da Silva Querino
Vice Presidente do SIFUPREMA"

Hoje, logo após Assembleia Geral, o vice presidente postou imagens e o seguinte texto:



"Servidores Públicos da Prefeitura de Maragogipe não aceitam a proposta de 3% em abril, 1% em agosto e 1.9% em novembro, além disso reivindicam que sejam atendidas as pautas encaminhada desde janeiro, pautas estas que são as que ficaram acordadas no Termo de Audiência realizado em 2013 no Fórum Raul Chaves, em que até o presente momento não foram atendidas, a reposição de dias cortados e Salário suspensos são prioridades"

A maioria dos servidores decidiu continuar com a greve. Será enviada uma contra proposta para a Prefeitura de Maragogipe e uma nova Assembleia será marcada.

Comentários