Maragogipe: Enéa Rangel publica nota em resposta à Carta da presidente da APMM

A atual gerente de Ensino da Secretaria de Educação de Maragogipe solicitou a publicação desta nota em resposta à Carta Aberta da presidente da Associação dos Professores do Município de Maragogipe (APMM) Lilian Denise.

Leia na íntegra:


Eu, Enéa Oliveira Rangel Morais, Gerente de Ensino da SEDUC, venho neste momento trazer a todo público Maragojipano o que realmente está acontecendo neste momento. Fui uma dos fundadores da APMM e a 1ª presidente da mesma, hoje faço parte da gestão. Muitos só conseguem ver um palmo a frente do nariz, por que depende de quem você acompanha para reconhecer seus valores. Pois bem mais o que quero me referir é aos últimos acontecimentos sobre as negociações salariais e acusações que estão sendo feitas a mim injustamente. Estive presente nas reuniões de negociação onde estavam os representantes da gestão e do SIFUPREMA e que bem podem afirmar que estava redigindo a ata e que por esse motivo estava com total atenção na negociata e também são testemunha que sempre que podia eu ajudava contribuindo para terminar este impasse. Quanto a tabela que a presidente da APMM relata que fui "maldosa" em pedir para ela enviar via email, liguei sim e pedir mesmo com a intenção de mostrar para a gestão que o salário dos professores segunda aquela tabela ficaria a baixo do piso nacional, foi quando a equipe descobriu os erros na mesma, porque até então eu não sabia, e a ASCOM resolveu publicar os erros e colocar como ficaria o salário do professor de fato. É uma pena que alguns deixem se levar e pensem que estava armando contra a classe. Para mim ser desonesto é inventar fatos, mas o equívoco aconteceu, só podem falar da minha pessoa estando Gerente de Ensino, aqueles que já foram até a SEDUC e precisou ter um contato comigo. Sei que para quem me viu na LUTA e hoje me ver na GESTÃO, é complicado de assimilar mesmo porque não fiz como muitos que ficaram o tempo todo no meio termo, servindo a dois senhores, mas como resolvi me afastar da diretoria da APMM porque entendia que por fazer parte da gestão não podia está mais na mesma, não agradei. Porém não estou aqui querendo confetes jamais saibam professores tenho personalidade forte e um justo juiz que contempla todos os meus atos (DEUS) e está no comando de minha vida, no mais continuarei orando por todos vocês porque acredito num Deus poderoso que pode todas as coisas. Aproveito ao ensejo para agradecer aos professores que me ligaram, que me procuraram e ouviram meus esclarecimentos, saibam todos que nunca negarei minha classe, são 22 anos de sala de aula no Município, mesmo hoje não estando nas ruas de posse de um microfone como muitas vezes estive, respeito todos vocês e sei que lá na frente entenderemos o que está acontecendo. Honras e Glórias sejam dadas a Ele o senhor JESUS!

Comentários