Maragogipe: Vereadores votam contra projeto da Prefeita; Servidores chegam ao 10º dia de greve


A sessão da Câmara de Vereadores deste dia 14 de abril estava lotada de servidores públicos municipais que adentraram ao recinto da Casa da Cidadania para dizer "Não" e pressionar os vereadores a votarem contra o Projeto de Lei 003/2014 que dispõe sobre contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX, do artigo 37 da Constituição Federal e dá outras providências.

Se este Projeto de Lei fosse aprovado, a prefeita municipal teria direito a contratar temporariamente quando da ausência coletiva do serviço, paralisação parcial ou suspensão das atividades por servidores públicos, por prazo superior a dez dias, e em quantitativo limitado ao número de servidores que aderiram ao movimento. (Leia o Projeto de Lei completo na postagem intitulada "Cadê o Concurso? Prefeita de Maragogipe busca regulamentar contratação por tempo determinado")

Com a Casa Legislativa lotada, os servidores municipais protestaram, discutiram e exigiram uma tomada de decisão por parte dos vereadores que em sua maioria estavam com a prefeita de Maragogipe. Todavia, tudo tem o seu devido tempo, e quando o assunto é estar a favor do povo maragogipano e dos servidores, alguns vereadores conseguem superar barreiras e entraves políticos. Conseguem se libertar das amarras do jugo despótico do absolutismo. 

Neste sentido, a votação ficou empatada em 4 votos favoráveis ao Projeto de Lei 003/2014 e 4 votos contrários. Restava à presidente da Câmara de Vereadores - Ana Leite, emitir seu parecer e seu voto de Minerva. Voto este que decidiria o destino da greve que já dura 10 dias. Ao votar, Ana Leite falou que estava votando "a favor dos servidores e do povo maragogipano". Após o projeto ser  reprovado, os servidores aplaudiram os vereadores com muita alegria e emoção.


É preciso salientar também que os vereadores Neto do PT, José Maria de França (Zé de Roque) e Didi da Avenida também explanaram a favor dos servidores públicos municipais e se dispuseram ao serviço de moderadores nesta embate acirrado entre a gestão e os servidores municipais.

Segundo Carlos Gomes, nesta mesma sessão da Câmara de Vereadores foi grande a emoção quando a presidente da APMM - Lilian Sicopira entrou na Casa Legislativa. O povo levantou os braços em aplausos, demonstrando carinho e solidariedade a Professora e dirigente sindical, a qual vem passando por um momento de muita pressão por parte da truculência governamental e a cegueira da "nossa" justiça que teima em ir de encontro aos interesses da coletividade do povo maragogipano.

Fonte: Carlos Gomes, Nelson Querino e Ascom /Sifuprema

Comentários