MPT quer compromisso de prefeituras para combate ao trabalho infantil


O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia reúne esta semana prefeitos e representantes de 50 municípios para propor a eles a adesão ao projeto MPT na Escola, que apresenta metodologia e material didático para a discussão do trabalho infantil em sala de aula. O objetivo é obter dos gestores municipais o compromisso de incluir o conteúdo nos currículos escolares da rede municipal. Com a adesão, cada prefeitura irá indicar coordenadores pedagógicos para receber treinamento e material didático a ser repassado para professores e escolas da rede. A apresentação do MPT na Escola acontece hoje pela manhã (2), no MPT de Vitória da Conquista, e amanhã (3) a partir das 14h na sede do órgão em Salvador (Av. Sete de Setembro, nº 308 - Corredor da Vitória).

Na Bahia, participam 50 municípios, escolhidos por sewrem os que apresentam os maiores índices de trabalho infantil aferidos pela Pesquisa Nacional por amostragem de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. “Precisamos enfrentar essa situação do trabalho infantil e para começar optamos por nos concentrar nos locais onde o problema é maior, já que ainda não conseguiríamos abarcar todo o estado”, explicou a procuradora Rita Mantovaneli, uma das organizadoras do evento.

No município de Vitória da Conquista, a reunião terá a participação dos representantes das prefeituras da região, mas contará com o mesmo conteúdo. Para a procuradora Ana Carolina Ribemboim, responsável pelo projeto MPT na Escola no sudoeste do estado, “o gestor público tem a obrigação de zelar pela infância e o que nós estamos propondo é um compromisso de levar esse conteúdo para dentro da sala de aula através de um método testado e eficiente.” Ela explica que, após a adesão, as prefeituras vão indicar agentes multiplicadores (coordenadores pedagógicos e professores) que receberão o treinamento sobre o assunto para repassar dentro de seu município para cada professor.

Somente no momento do treinamento, que está previsto para o mês de maio, os municípios receberão cartilhas para serem distribuídas entre alunos e material ara orientação do corpo docente. Também está prevista a distribuição de brindes, como mesas de jogos, para estimular a participação das escolas no projeto. O coordenador nacional do MPT na Escola virá a Salvador em maio para dar o treinamento aos agentes multiplicadores, em seminário previsto para durar dois dias.

Lista de participantes

Os municípios convocados pelo MPT são Camaçari, Candeias, Dias d´Avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Salinas da Margarida, Salvador, Simões Filho, Vera Cruz, Cabaceiras do Paraguaçu, Botuporã, Crisópolis, Santa Brígida, Antônio Cardoso, Canarana, Barrocas, Sátiro Dias, Barro Alto, Jaguaripe, Ibiassucê, Irará, Santanópolis, Maetinga, Rafael Jambeiro, Tanque Novo, Araci, Biritinga, Candeal, Cansanção, Conceição do Coité, Ichu, Itiúba, Lamarão, Monte Santo, Nordestina, Queimadas, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, Água Fria, Amélia Rodrigues, Anguera, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Feira de Santana, Ipecaetá, Santa Bárbara e Santo Estêvão.

Fonte: Ascom - MPT - Bahia

Comentários