Presidente do SIFUPREMA afirma que a greve continua e denuncia abuso de autoridade da prefeitura de Maragogipe

O presidente do SIFUPREMA afirmou em nota que a GREVE continua e que na segunda-feira haverá um novo movimento dos servidores públicos. Ainda em nota, o presidente denunciou que a prefeita de Maragogipe está proibindo os sindicatos e associações de veicularem notas oficiais para que os servidores públicos tenham ciência do que está acontecendo neste impasse, o que caracteriza-se como abuso de autoridade. Confira a nota:


Por Mário de Dezinho (Presidente do SIFUPREMA)

A Prefeita de Maragogipe vem usando as redes sociais e colocando carro de som nas ruas e distritos de nossa cidade informando que os alunos já podem voltar as aulas porque já encaminhou um projeto de lei para Câmara Municipal sobre o aumento dos servidores. Gostaria de esclarecer aos Maragogipanos que a proposta da gestão não contempla a necessidade dos servidores públicos nem tão pouco foi fechado nada, e na câmara, nenhum projeto de lei foi enviado por parte da gestão.

Aproveitando este espaço porque os carros de som da cidade estão proibidos de divulgar os informes do SIFUPREMA e das associações, mas temos apoio da Força Sindical e do Sintepav respectivamente a Central Sindical a qual o Sifuprema e a APMM são filiados e o sindicato da construção pesada que é nosso parceiro, portanto hoje, dia 10 de abril às 14 horas teremos uma nova rodada de negociações e amanhã informará os trabalhadores sobre a reunião, por isso, o SIFUPREMA (Sindicato dos Funcionários da Prefeitura de Maragogipe), a APMM (Associação dos Professores Municipais de Maragogipe), a AGMEM (Associação dos Guardas Municipais e Escolares de Maragogipe), ASPEM Associação dos Agentes de Saúde e dos Programas de Endemias de Maragogipe e a FORÇA SINDICAL avisa que a greve continua firme e forte e vamos dar a resposta em assembleia geral com todos os servidores.

Atenção, prefeita não tente tirar o foco das categoria e nem jogar os servidores contra os vereadores com calúnias absurdas e enganando alunos e pais que vão se preocupar em mandar seus filhos para escola, os professores estarão em greve até que gestora sente e honre seus compromissos com a categoria, portanto só depende da prefeita para o retorno das aulas e as demais atividades, servidores unidos jamais serão vencidos.

Presidente do Sifuprema
Mario de Dezinho

Comentários