Servidores públicos de Maragogipe paralisaram suas atividades por 72 horas


No dia 31 de março de 2014, aconteceu na Câmara de Vereadores de Maragogipe uma Sessão Especial para discutir a atual situação dos servidores públicos municipais a convite do vereador Neto do PT. Estavam presentes na sessão os vereadores: Zé de Roque, Didi da Avenida, Fernandinho de São Roque e a Presidenta Ana Leite.

Quebrando todos os protocolos foi realizada dentro da casa legislativa uma assembleia dos servidores antes da sessão. Na ocasião, os servidores filiados ao SIFUPREMA (Sindicato dos Funcionários da Prefeitura de Maragogipe), a APMM (Associação dos Professores Municipais de Maragogipe), a AGMEM (Associação dos Guardas Municipais e Escolares de Maragogipe), SINDACS/Ba e a FORÇA SINDICAL decidiram paralisar suas atividades durante 72 horas. O prazo já se encerrou e os servidores continuam revoltados com a atual gestão.

"Não podemos aceitar uma gestão que não senta para conversar, marca e não comparece, então quando se esgota o diálogo partimos para o instrumento legal que os trabalhares tem que é a greve" disse Mário de Dezinho, presidente Do SIFUPREMA, sindicato que legalmente representa todos os servidores públicos de Maragogipe.

Já Lilian Denise ressaltou a importância da união. “Sou professora mas estou na luta por todos os servidores porque hoje estou sendo perseguida e amanhã poderá ser qualquer um aqui presente”. Ficou decidido entre as lideranças que na próxima sexta-feira haverá uma outra assembleia geral.

Fonte: Maragojipe na Veia

Comentários