Uma mensagem de Carlos Laranjeiras à Patriótica Cidade

Por Carlos Laranjeiras

Junto aos demais os meus votos de prosperidade material e espiritual à cidade de Maragogipe onde eu nasci, joguei bola, aprendi a nadar, li durante anos jornais diários para o meu pai, acompanhei o seu sofrimento, em mim surgiu o sonho de me tornar jornalista e despertou o interesse pela política como ciência e arte. 

A gente sempre busca os primeiros mestres na cidade em que nasce, então, eu encontrei em Bartolomeu Americano, Fernando e Osvaldo Sá os primeiros professores de jornalismo e no Padre Florisvaldo José de Souza o mestre que me estimulou a ler livros, a interpretar textos e provar a mim mesmo por meio de redação o que havia entendido.

Em Maragogipe, ainda adolescente, o amor me levou a exercitar poemas e crônicas e a sua desilusão me empurrou para Salvador e para São Paulo. Na cidade, também adolescente, conheci o valor da amizade, o peso da falsidade, o mal que os invejosos são capazes de fazer, com efeito nos momentos mais difíceis da vida esse conhecimento não permitiu que me inclinasse para o mal nem preenchesse com dores os meus dias.

Feliz aniversário, Maragogipe.
Carlos Laranjeira

Comentários