Série Profissões: Operador de equipamentos de movimentação de carga é o personagem da semana


O protagonista da série Profissões de hoje é o responsável pelos deslocamentos de peças e acessórios grandes e pequenos no canteiro de obras da Enseada. Estamos falando do operador de equipamentos de movimentação de carga, função muita demandada pelas duas unidades do Estaleiro, em Maragogipe.

José Soares é integrante da Enseada e lidera, atualmente, cinco pessoas numa atividade que não pode haver erros. “Foi a minha equipe que movimentou as pontes rolantes da Oficina 6. Em breve, iremos fazer o mesmo com as peças do Goliath e com os módulos do navio vindos de São Roque”, informou Soares.

Com a experiência que adquiriu – já trabalhou em obras nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Espírito Santo e Tocantins -, ele aproveita para dar algumas dicas aos interessados. “É preciso ter muita atenção e estar focado. A tranquilidade e o equilíbrio são essenciais para quem deseja trabalhar nessa área”, pontuou.

Segundo Soares, a movimentação de carga mais complicada que pode existir é a de uma pequena peça. “Quando um grande equipamento é deslocado, todos os olhares se voltam para ele. Mas quando é uma pequena peça, aí é que está o perigo, pois pode acontecer um acidente. Tudo por falta de mais atenção e responsabilidade”, revelou o experiente operador de São Roque do Paraguaçu.

“Fazer, no mínimo, o curso de rigger e procurar orientação com o melhor profissional que estiver mais próximo”. Esse é o ponto de partida para quem deseja ingressar na carreira. E para o futuro, declarou o seu maior desejo: “Se depender de mim, continuo trabalhando perto de casa. Minha vontade agora é crescer por aqui”.

Fonte: Navegando Juntos

Comentários