Com operação diferenciada, Enseada recebe peças gigantes no Porto de Salvador


Com um joystick em mãos, similar aos utilizados em jogos de videogame, o comandante do navio MV Jumbo Vision movia, sem dificuldade, as peças de 37 toneladas das pontes rolantes que vieram da China para a Bahia. A operação realizada na última semana, no Porto de Salvador, chamou a atenção por uma curiosidade: o descarregamento aconteceu diretamente do navio para as balsas. Se fosse uma carga comum, o procedimento seria mantê-la em um espaço alfandegado aguardando a nacionalização, porém as peças superdimensionadas da empresa Eurocrane, com 45 metros de comprimento, não cabiam no terminal.

O Jumbo Vision saiu de Shanghai com aproximadamente 6 mil metros cúbicos de carga e 44 contêineres. O descarregamento completo do navio durou dez dias. A embarcação veio totalmente dedicada à Enseada e trouxe pontes rolantes e Dry Dock Pumps para o dique seco do estaleiro em construção. Para transportar toda a carga até a Unidade Paraguaçu, foram necessárias dez balsas.

“As pontes rolantes vão fazer o manuseio das chapas de aço na área de estocagem do Estaleiro. Esse é o último carregamento de um total de 60 pontes. A previsão é que esses equipamentos levem três meses para serem instalados”, disse o gerente Industrial da Enseada, Mário Moura. Ele explica também o papel dos Dry Dock Pumps (bombas) para o dique seco. “Esse equipamento é responsável por inundar e secar o dique. É ele quem comanda toda a operação dessa área”, revelou Mário.

Fonte: Marcelo Gentil
Gerência de Comunicação Externa
www.enseada.com
www.navegandojuntos.com.br

Comentários