IBAMA concede licença de operação para o Estaleiro Industria Naval


A Enseada Indústria Naval obteve, na última sexta-feira (10), a Licença de Operação concedida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por quatro anos. Isso permite que a Unidade Paraguaçu comece a operar, dando continuidade à montagem do Ondina, primeiro de seis navios sonda, iniciada na Unidade São Roque. O empreendimento possui na Bahia investimentos de R$ 2,6 bilhões e uma carteira de encomendas de R$ 4,8 bilhões.

O primeiro navio está previsto para ser entregue à Sete Brasil, empresa demandadora das encomendas, em julho de 2016. Além de construir as sondas na Bahia, a Enseada trabalha no Estaleiro Inhaúma, no Rio de Janeiro, na conversão de quatro navios petroleiros nas plataformas P-74, P-75, P-76 e P-77.

Dentre os desafios para a construção das sondas, está a qualificação da mão de obra. Para isso, a Enseada pactuou com a Kawasaki um Acordo de Transferência Tecnológica (TTA) que visa capacitar integrantes brasileiros através de períodos de treinamento no estaleiro da Kawasaki, no Japão. Outro fator que faz parte do TTA é o compartilhamento da tecnologia japonesa para os processos de gestão e engenharia do estaleiro brasileiro.

Quando estiver em plena operação, o empreendimento vai gerar 15 mil vagas de emprego diretos e indiretos na região do Recôncavo Baiano. A Unidade Paraguaçu está com cerca de 80% das obras de construção concluída e atualmente as equipes atuam na conclusão da obra da oficina de corte e tratamento de chapas de aço. A previsão é que o Estaleiro entre oficialmente em operação já em 2015.

Fonte: Marcelo Gentil
Estaleiro Industria Naval

Comentários