Gerente Regional do INSS comenta fraude descoberta na agência de Maragogipe

A respeito da fraude cometida dentro do INSS de Maragogipe, o gerente regional do órgão, Gabriel Queiroz, esclareceu os fatos em entrevista à Rádio Recôncavo FM.

De acordo com ele, a operação aconteceu por força da investigação da própria gerência de Santo Antônio de Jesus, que já faz um trabalho de monitoramento operacional de benefício e em meados de maio foi detectado uma possível irregularidade. “A partir daí passamos a acompanhar se era realmente um simples erro de cadastro ou se era um fato delituoso.

Identificamos que havia presença de externos nessa operação e o expediente foi encaminhado para a Polícia Federal, que tomou conta da ação a partir de junho e deflagrou ontem (26), a operação que conduziu cinco pessoas para a delegacia”, relatou. Gabriel explicou que foram roubados quase R$ 3 milhões, acrescentando ainda que uma servidora estava usando o nome de pessoas mortas para receber o benefício, ou seja, os dados contidos no CPF não pertencia à pessoa.

O gerente destacou que do INSS apenas essa pessoa estava envolvida e as demais são da sua família. O monitoramento e funcionamento da agência continua normal. A acusada foi transferida para Salvador. 

Fonte: Redação Voz da Bahia - Letícia Oliveira

Comentários