Targino comenta sobre o estaleiro: 'Os políticos roubam descaradamente a Petrobras e Maragogipe, a Bahia, o Brasil e seu povo, vão pagar a conta'

O deputado Targino Machado comentou sobre as obras paralisadas do estaleiro em Maragogipe. Veja a matéria escrita pela sua assessoria de imprensa e tire suas próprias conclusões.


Fonte: Assessoria do Targino Machado

No início desta semana, a Enseada Indústria Naval S.A. comunicou o encerramento das atividades do Consórcio Estaleiro Paraguaçu (CEP), localizado no distrito de São Roque do Paraguaçu, em Maragogipe, deixando milhares de trabalhadores desempregados, prejudicando a economia da região e de toda a Bahia.

Em declínio desde o início da Operação Lava Jato, que investiga três das empresas do consórcio – Odebrecht, UTC e OAS –, o estaleiro, que tem 82% de avanço físico, retornará, sem data específica, segundo nota enviada à imprensa pela enseada, para concluir os 18% restantes.

O fato gerou a revolta do deputado estadual Targino Machado, que classificou a notícia como desastrosa não só para a região de Maragogipe.

“O Consórcio Estaleiro Paraguaçu vai encerrar suas atividades. Perderá o Estado da Bahia, perderá a minha querida Maragogipe, essa em especial, assim como todos os municípios da região, bem como os funcionários que já vêm sendo demitidos, gradativamente, das obras no local. Isso está ocorrendo em função da roubalheira que se instalou na Petrobras, patrocinada pelo PT e partidos aliados, no escândalo conhecido como “Petrolão”, e que está sendo apurado pela Polícia Federal através da Operação Lava Jato”, disse.

De acordo com o parlamentar, a Petrobras, que foi, na era antes do PT, uma das grandes empresas mundiais, hoje se transformou no maior exemplo de corrupção já visto.

“Papagaio come milho, periquito leva a fama. Os políticos roubam descaradamente a Petrobras e Maragogipe, a Bahia, o Brasil e seu povo, vão pagar a conta. A grande Petrobras, que tanto orgulho já trouxe a todos nós, brasileiros, e que na era anterior ao PT esteve no rol das dez maiores empresas do mundo, hoje foi rebaixada, humilhada, por transformar-se no maior exemplo de corrupção do universo”.

Para Targino, os políticos baianos precisam se mobilizar para evitar que o fechamento do Consórcio Estaleiro Paraguaçu aconteça.

“Não foi o PT que criou a corrupção, mas nunca houve no mundo um exemplo de corrupção da magnitude deste que o PT impôs ao povo brasileiro. Estou vendo a Assembleia Legislativa da Bahia silente. Será que está todo mundo consciente do prejuízo que vai dar o fechamento do Consórcio Estaleiro Paraguaçu? Quem vai pagar essa conta? O prejuízo não foi só o roubo. A Petrobras está quebrada e a presidente Dilma, se quiser levantar novamente a empresa, terá que injetar dinheiro, e se isso acontecer vai comprometer as finanças do Estado brasileiro. Os líderes do PT parecem que têm o saco maior que o de Papai Noel e eu fico imaginando que eles sentam no saco e ficam balançando as pernas, se divertindo com o povo brasileiro e sua miséria”.

Comentários