Eduardo Salles cobra a Petrobras retomada da manutenção de plataformas no Canteiro de São Roque do Paraguaçu


A retomada das atividades de manutenção de plataformas da Petrobras no Canteiro de São Roque do Paraguaçu foi a cobrança feita pelo deputado Eduardo Salles (PP) durante a sessão ordinária desta terça-feira (3), na ALBA (Assembleia Legislativa da Bahia).

O Canteiro de São Roque do Paraguaçu iniciou suas operações ainda na década de 80, mas depois ficou 15 anos fechado e retornou às atividades em 2004. “A manutenção de plataformas já foi feita anteriormente pela Petrobrás e gerava empregos em Maragogipe”, declarou Eduardo Salles no plenário da Casa. “Essa ação permitiria a contratação de até 2.000 trabalhadores”, acrescentou.

"Enquanto a Enseada Indústria Naval não voltar a funcionar, podemos sim gerar emprego com a retomada do Canteiro de São Roque do Paraguaçu", explicou.

“As demissões têm criado um problema social. Existe a necessidade urgente de retomarmos as atividades no Estaleiro São Roque do Paraguaçu. Nós, deputados, temos a obrigação de buscar uma solução”, cobrou o deputado.

Eduardo Salles apontou como alternativa ainda o BNDES liberar o financiamento à Sete Brasil, a aprovação do Banco do Brasil, via o fundo de Marinha Mercante, de financiamento à Sete Brasil e o pagamento da Sete Brasil à Enseada Indústria Naval para que o setor volte a contratar.

“Condeno veementemente a corrupção descoberta na estatal e defendo punições exemplares. Mas não posso assistir um setor ruir e não propor nenhuma solução”, complementou Eduardo Salles.

A paralisação das atividades resultou na demissão de aproximadamente 7.000 trabalhadores. Apenas no último mês de janeiro janeiro, com 1.764 desligamentos, conforme o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Maragogipe foi o município baianos campeão na perda de postos de trabalho. “Não podemos assistir isso impassíveis”, concluiu o parlamentar.

Fonte: ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Comentários