Ex-secretário de Cultura de Maragogipe assume gestão do Museu de Arte da Bahia

Pedro Arcanjo
Há 24 anos sob direção da museóloga Sylia Athayde, o Museu de Arte da Bahia está com um novo gestor a partir desta quinta-feira (19). Quem assume o posto é o curador, sociólogo, fotógrafo e mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Pedro Arcanjo.

Natural de Maragogipe, Pedro Arcanjo já foi secretário de Cultura do município, onde recuperou a tradição da região e iniciou o processo para que o carnaval local se tornasse Patrimônio Imaterial do Estado, ato concretizado em 2009.

"Ele é filho do Recôncavo baiano, com reconhecida trajetória na arte contemporânea, formação antropológica, artística e mestre pela Ufba, que o gabaritam a desenvolver um excelente trabalho em um dos mais importantes museus estaduais, que é o MAB", afirma o secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal.

O novo gestor do MAB também é idealizador do Festival das Filarmônicas e da Bienal do Recôncavo, que completou a 12ª edição no ano passado.

A mudança integra o novo projeto de gestão dos equipamentos culturais do Instituto, que também é responsável pelo Museu de Arte Moderna, o Palacete das Artes e o Centro Cultural Solar Ferrão; todos em Salvador. No interior baiano, o IPAC administra o Convento dos Humildes (Santo Amaro), o Museu Wanderley de Pinho (Candeias), o Parque Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu), uma galeria em Cachoeira, dentre outros museus na capital.

Novos planos para o Museu de Arte da Bahia
De acordo com a coluna de Telma Alvarenga, publicada na edição de sábado (14) do CORREIO, O Museu de Arte da Bahia (MAB) pode se transformar em um grande centro cultural, com cinema, novas salas de exposição, café, restaurante e espaço para eventos.

A ideia, ainda muito incipiente, surgiu após as visitas técnicas que o arquiteto João Carlos de Oliveira, novo diretor do Ipac (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia), fez aos museus sob a responsabilidade da instituição. Em alguns deles, ele foi acompanhado por Dulce Ferrero, assessora especial do gabinete do secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal.

João Carlos saiu do tour impressionado com a quantidade de espaços ociosos em alguns locais - especialmente no MAB, fincado em uma das áreas mais nobres da cidade, o Corredor da Vitória. Não existe ainda um plano concreto, mas as conversas de como viabilizar o projeto esquentam nos bastidores da Secretaria de Cultura.

Fonte: Correio 24 horas

Comentários