Série "Maragogipe em Crise" - Episódio 1: Crise de representatividade política

Quando a maioria da população julga seus representantes de forma negativa. É porque não estão se sentindo representados.

É fato. Atualmente, contamos com eleitores desiludidos, onda de manifestações, ativistas nas redes sociais e uma profunda crise de representatividade política... tudo isso somado a uma série de acontecimentos que rodeiam o município de Maragogipe como um todo e que a população não consegue enxergar, de forma transparente, as atividades e ações do legislativo, executivo e judiciário.

A Câmara Municipal deveria ser a Casa da Cidadania e da representação popular, mas...
Eu mesmo que leio todos os dias os diários oficiais e busco por informações diretas com nossos representantes não me sinto representado.

Se me concentrar no município, digo que não me sinto representado pela chefe do poder executivo local, por ser omissa e não ser transparente com relação aos seus atos. Tudo acontece de forma apática e sem definição. A população fica buscando mecanismos para interpretar tudo o que está acontecendo na nossa cidade e não encontra muitos argumentos. O que se percebe é que o povo tem uma vontade de mudança muito grande, mudança essa prometida e abafada com ações que incitam a desconfiança da própria população.

Com relação aos vereadores, existe maior desconfiança ainda. Mas não podemos negar o despreparo para o exercício pleno do cargo de vereança, e não somente por parte dos edis, mas também por parte daqueles que deveriam orientá-los. De vez em quando, surge uma esperança na Câmara, sempre quando a oposição se levanta, mas mesmo assim, de forma indiferente, falta aquele tino, aquele senso de organização para enfrentar um executivo que não representa os anseios da população.

Se mudarmos e chamarmos a atenção de nossos deputados, seja estaduais ou federais, o que se percebe é que a grande parte da população não sequer lembra em quem votou, quanto mais conhece os seus representantes eleitos.

E os pré-candidatos de 2016? Não preciso falar muito, por não me sentir representado prefiro batalhar por uma Maragogipe melhor.

Não se pode negar, antes a população procurava seus representantes, mas hoje em dia, a grande mudança que aconteceu com a internet se consolidando como um instrumento não só de proliferação da opinião das pessoas, mas de consolidação dessas opiniões, essa representatividade mudou. As pessoas preferem manifestar-se diretamente nas redes sociais e, em Maragogipe, o facebook passou a ser o termômetro do sobe e desce dos nossos atuais representantes.

Se o facebook é uma ferramenta que mede nossos representantes políticos, nada mais justo que ler as opiniões de alguns comentários do Facebook:
Juarez Guerreiro - Falta de pulso para governar, criar novos mecanismos para reascender a economia local gerando novas possibilidades aos jovens da região!

Erick Conceição - Para além de gestores que queiram mudar esse quadro negativo, é preciso que toda a população tenha força de vontade.

Marcelo Caldas - Acho que a principal crise é a usura política, ninguém ai envolve-se na politica por ideais de mudança; apenas para pegar o seu "pedaço no bolo". Se tivéssemos políticos e eleitores (sim eles também querem seu pedaço no bolo) comprometidos com a Cidade, teríamos outra Maragojipe. Não conheço um sequer que não tenha "melhorado de vida" após entrar na mesma. Mas ai já é pedir demais já que vivemos em um pais com DNA basicamente corrupto...

João Guerreiro - Marcelo, bem colocadas suas palavras, não existe político honeste e sim gananciosos, sugadores do erário público, seja A, B ou C, todos almejam o poder e quando chega lá dentro, se corrompem e esquecem o que prometeram em campanha, tudo farinha do mesmo saco...
Fathima Barbosa de Andrade - Na minha opinião a cidade de Maragojipe já tem um histórico de políticos corruptos, eles sim tem a culpa da cidade tá nessa crise, mas também a população maragojipana se deixar levar e abaixar a cabeça por qual quer "engraçadinho"que lhe ofereça uma coisa aqui ou coisa ali .e é por esses e outros muitos motivos que Maragojipe não vai a frente, Já passou da hora do povo abrir o olho pós o tempo tá passando e Maragojipe cada vez mais se afundando.

Antonio Leite - No dia em que o povo de Maragogipe deixar de ser marionete desses políticos isso pode mudar mas enquanto votarem porque receberam presente da nisso .minha cidade natal destruída por esses miseráveis corruptos!

Ton Vieira - Precisamos cada vez mais nos conscientizar de que quem faz o município é o povo, este escolheu em sua maioria a situação a qual nos submetemos, assim sendo, cabe a cada um de nós refletir sobre qual futuro desejamos para nossa cidade. Em nossa cidade não tem projeto social, não tem infra-estrutura, falta segurança, a saúde é um caos e todos nós assistimos tudo isso sem poder fazer nada! Vamos rever os nossos conceitos, refletir sobre os nossos direitos e deveres como cidadão Maragojipano!!!

Ulisses Sousa Costa - Grande Amigo Zevaldo, em primeiro lugar gostaria de parabenizá-lo pela enquete, na minha opinião, o caso de Maragogipe é antigo. Maragogipe está assim, sai um prefeito ruim entra outro pior e o povo sente saudades do anterior. Eu particularmente não culpo o político e sim o eleitor, pois fazem barganhas a qualquer preço, temos uma afinidade de cabos eleitorais em nossa terra, como prova disso na eleição passada, tiveram votos, candidatos que nem sequer conhece Maragogipe, e para acabar de completar nosso conterrâneo LUIZ ALBERTO, não conseguiu a reeleição, mesmo sendo o primeiro filho da terra com um mandato de Deputado Federal, preferiram Benito Gama, que já estava morto politicamente, Luiz Caetano, Antônio Brito, Bebeto do estaleiro, dentre outros etc. Agora com esse baque do Estaleiro esperamos, que os que tiveram votos dos Maragogipanos, façam alguma coisa para mudar tal quadro, pois do contrário só São Bartolomeu salva a nossa querida terra, Vamos ver se em 2016 aparecem candidatos mas compromissados com a nossa Cidade, com o nosso povo, um grande abraço do amigo Ulisses.
Danilo Medina - Já havia criticado no Blog do Zevaldo Sousa o modelo politiqueiro brasileiro que se faz presente também em nosso Município. As pessoas criticam os políticos eleitos sendo que grande parte do eleitorado se vende por todo tipo de coisa: saco de cimento, telha, bloco, conta d'água, energia, passagens, benefícios sociais pra votar... Depois da nisso o eleito(a) a Prefeito(a) fica de rabo preso com Deputado(a) que bancou sua campanha. Ai tem que devolver o dinheiro investido com juros quando chega a eleição pra Deputado(a) tem que mostrar votação novamente comprando votos, logo depois tem que preparar o caixa pra campanha de reeleição... Nesse ciclo de (roubalheira+descaso) com a coisa publica o "esperto(a)" que vendeu seu voto por qualquer R$ 50,00 passa quatro anos penando na Saúde, Educação, Segurança e tudo mais! Todos querem mudanças de verdade mas poucos querem percorrer um novo caminho! Não tive como colocar mais comentários. 

Mas estes e outros usuários/cidadãos maragogipanos apostam que o voto será um dos instrumentos da mudança reivindicada, sobretudo pelo eleitorado jovem.

Comentários