Caravana da Cultura chega ao Recôncavo Baiano


A Caravana da Cultura, iniciativa do Ministério da Cultura que busca estreitar laços e ouvir demandas de artistas e gestores culturais, chega ao Recôncavo Baiano na próxima semana. Em sua quinta edição, a iniciativa – que já passou pelas cidades de Nova Olinda, Crato, Fortaleza (CE), São Luís (MA), Salvador (BA), Belo Horizonte e Contagem (MG), visitará as cidades de Cachoeira, na terça-feira (12), e de Santo Amaro, na quarta-feira (13).

Em Cachoeira, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, e equipe começam a caravana em almoço com o prefeito do município, Carlos Pereira. Na sequência, está marcada visita ao Candomblé "Roça de Ventura". O santuário religioso, que faz parte da nação Jeje Mahi, é um dos mais antigos terreiros de candomblé da Bahia, tendo sido tombado em 2014 como patrimônio cultural do Brasil.

Ainda em Cachoeira, Juca Ferreira e equipe visitarão o Casarão, tradicional sobrado do século XVIII. O local, que foi comprado e reformado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), será cedido para a prefeitura da cidade, que o utilizará como sede de áreas administrativas.

Na sequência, a comitiva do MinC segue para o Quarteirão Colombo, prédio em ruínas que está sendo restaurado com recursos do PAC Cidades Históricas. No local, será instalado futuramente o curso de arquitetura do Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Outra atividade em Cachoeira será uma visita ao Cine Teatro Cachoeira, localizado no prédio do Cine Teatro Glória, fundado em 1922. No local, a presidenta do Iphan, Jurema Machado, fará uma apresentação sobre as ações que estão sendo executadas pelo instituto na região do Recôncavo Baiano.

Juca Ferreira e equipe participam, ainda, de um jantar com a presença do secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, do cantor Carlinhos Brown e do presidente do Olodum, João Jorge Rodrigues. Na pauta, a criação de um circuito afro no carnaval da Bahia.

Santo Amaro

Na quarta-feira, em Santo Amaro, o primeiro compromisso é uma visita à Casa do Samba. O local, que fica em uma mansão restaurada do século XIX, foi inaugurado em 2007 pelo Iphan com a missão de preservar o samba de roda. Essa manifestação cultural, enraizada, sobretudo, no Recôncavo Baiano, foi registrada como patrimônio imaterial do Brasil em 2004.

Na Casa do Samba são desenvolvidos projetos de pesquisa, extensão e produção cultural, além de formação, capacitação e treinamento dos sambadores e sambadeiras. Também há cursos e oficinas nas áreas de gestão, produção cultural, elaboração de projetos, captação de recursos, marketing, comunicação, pedagogia, artes cênicas e musicais, entre outros.

Na sequência, Juca Ferreira e a equipe do MinC participam de almoço com o prefeito da cidade, Ricardo Machado, e artistas locais na Casa de Dona Canô, mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia, falecida em 2012. Depois, a comitiva visita o Centro de Estudos Culturais de Santo Amaro, ligado à UFRB.

Às 16h30, Juca Ferreira e equipe participam de roda de conversa com artistas, produtores, gestores e fazedores de cultura da região, no Teatro Dona Canô. As rodas de conversa, realizadas em todas as Caravanas da Cultura, fazem parte de uma estratégia da atual gestão de fortalecer a participação social na discussão de temas culturais relevantes e na produção de políticas públicas do setor.

À noite, a comitiva do MinC participa da posse do Conselho Gestor do Bembé do Mercado, uma das mais importantes festas religiosas da Bahia, realizada desde 1889 para comemorar a abolição da escravatura e tombada como patrimônio imaterial do estado. No evento, também ocorrerá a posse do novo diretor-geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), João Carlos de Oliveira.

Para encerrar a Caravana da Cultura no Recôncavo Baiano, Juca Ferreira e equipe participam de cerimônia religiosa no Barracão em comemoração aos 127 anos da abolição da escravatura.

Além do ministro Juca Ferreira, participam desta edição da caravana os secretários da Cidadania e da Diversidade Cultural, Ivana Bentes, e do Audiovisual, Pola Ribeiro, e a presidenta do Iphan, Jurema Machado.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Comentários