Lídice da Mata pediu união de bancada para retomada do Estaleiro Paraguaçu


A senadora Lídice da Mata pediu a união da bancada baiana no Senado e na Câmara Federal em torno da retomada das obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, em Maragogipe, na região do Recôncavo. 

Ela participou, juntamente com o senador Walter Pinheiro e deputados federais e estaduais do encontro realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), que discutiu a situação do empreendimento. “O Brasil e a Bahia não podem perder isso. É preciso que a gente se uma em torno dos interesses da Bahia, uma vez que o país vive um momento de dificuldades politicas e econômicas. 

Além do estaleiro, temos outro grande gargalo, que é a situação das empresas eletrointensivas, pois o governo precisa enviar uma Medida Provisoria, a fim de atender as empresas implantadas no Nordeste, sobretudo na Bahia e em Alagoas”, disse. 

A obra contou com investimentos de R$ 1,6 bilhão, através de financiamento aprovado no Fundo da Marinha Mercante. Destes, R$ 1 bilhão foi liberado e os R$ 600 milhões continuam sendo aguardados. “É preciso que a Petrobrás libere logo este montante, pois 82% da obra já foi concluída”, afirma o presidente do Consórcio Enseada do Paraguaçu, Fernando Barbosa. Para Lídice, o Estaleiro é um ponto de partida fundamental para a retomada da economia baiana. “Além do investimento macro, pequenos e microempresários investiram na região por conta do empreendimento e hoje eles estão completamente quebrados”, contou. De acordo com a senadora, a cada dia que a obra permanece parada, mais cara fica a sua retomada.

Comentários