Informação divergente: Afinal, o professor maragogipano receberá 9,87% ou 13,01% de reajuste salarial?

Após ler o relato da Assembleia realizada pela Assembleia dos Professores Municipais de Maragogipe) me questionei: Afinal, o aumento para os professores será de 9,87% como foi informado pela prefeitura aos sindicalistas ou será de 13,01% como foi publicado no site da Prefeitura de Maragogipe?


Leia o relato da Assembleia da APMM:

No dia 11 de junho de 15, a APMM (Associação dos Professores Municipais de Maragogipe) realizou uma assembleia, que contou com a presença do Secretário de Educação do município de São Félix, Elito Laffite, com o secretário de educação Municipal Adilton Roque e o procurador Municipal Edval Jorge. 

A presidente da APMM, informou a todos que após as ações e manifestações promovidos pela associação e o SIFUPREMA, tais como busca de apoio junto a vereadores, deputados e a senadora, adesão ao movimento "De luto e na luta" promovido pela CNTE e todas as formas de chamar atenção para que a gestão municipal valorize os profissionais da educação. 

No dia 10, durante a audiência pública do PME (Plano Municipal de Educação), a prefeita juntamente com seu assessor Pimentel e outros componentes da gestão convidou a presidente da APMM, segundo a mesma de forma muito cordial, e o presidente do sindicato para uma reunião, onde foram informador que seria dado o reajuste salarial, aos professores 9,87% e aos agentes de saúde 19,31%, cumprido a lei do piso Nacional, e aos demais funcionários seria pago apenas a inflação 6,41%. Ressaltou a presidente que nenhuma outra demanda foi discutida ou negociada. 

Durante a assembléia o Secretário de S.Félix que também é professor do município de Maragogipe fez um comparativo dos avanços da categoria em seu município, mostrando o retrocesso que vive Maragogipe. Já o vice presidente da APMM e contador, prof. Alexnilto, que mostrou aos representantes da gestão, que o município nesse semestre não vem cumprindo a lei de gastos com a educação e que poderá ser penalizada por isso. 

O secretário falou que a gestão está levantando a "bandeira branca" e que será retomada a agenda de negociações para que haja novos avanços. Mas a parte emocionante da assembléia ficou por conta da profa. Eline Malaquias que fez um RX de todo o sofrimento da categoria, fez referência a APMM na pessoa da presidente e finalizou dizendo que para além de valores e números os professores querem RESPEITO!!!



Leia a publicação do site da Prefeitura de Maragogipe:

Comentários