Circo itinerante visita dez comunidades rurais em Maragogipe


A atividade acontece em paralelo às oficinas de elaboração do Acordo de Gestão da Reserva Extrativista Baía do Iguape


Um dia de brincadeiras, jogos, cantoria, dança, educação ambiental e palhaçadas. Assim foi esta terça-feira 28 para crianças da comunidade de Marianga, em Maragogipe, que recebeu uma trupe de educadores e artistas circenses. A localidade foi a primeira a participar das oficinas realizadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para elaboração coletiva do plano de manejo da Reserva Extrativista (RESEX) Baía do Iguape. As próximas comunidades a receberem o circo itinerante são Ponta de Souza, amanhã, dia 29, e Giral Grande e Tabatinga, na próxima sexta-feira 31. A atividade é realizada pelo ICMBio em parceria com o projeto CO₂ Manguezal, da Fundação Vovó do Mangue, com o patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental.


“A ideia é que as populações das localidades onde ocorrerão as oficinas, em sua maioria composta por pescadores e marisqueiras, possam participar do evento sem preocupação com os seus filhos e filhas, uma vez que estes estarão sob a responsabilidade de uma equipe de profissionais que desenvolvem conteúdos educativos de forma lúdica”, explicou Carlinhos de Tote, integrante do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Fundação Vovó do Mangue.


Sob uma lona de circo, os palhaços Beto Carneiro, Laís Contreiras, João Bulhões, Ítalo Pereira e Bartoh Reis do grupo circense Gota e membros do NEA proporcionaram um dia especial para cerca de 20 crianças. Durante a manhã, eles desenvolveram atividades artísticas como desenho, dança e canto, além de aulas sobre ecologia e brincadeira de perguntas e respostas. Depois do almoço oferecido a adultos e crianças pelo ICMBio, foi a vez de atividades esportivas como futebol e baleado.

O circo continuará durante o mês de agosto, quando visitará outras seis comunidades: Nagé, no dia 4; Boiada no dia 5; São Roque, dia 6; Porto da Pedra, dia 7; Pilar, dia 10 e Opalma, dia 11. Ao todo, dez comunidades receberão o circo.

Acordo de Gestão
Até o dia 13 de agosto, 26 comunidades localizadas no entorno da RESEX Baía do Iguape, em Maragojipe, receberão a equipe do ICMBio para a realização de debates, oficinas e grupos de trabalhos. O objetivo é que a população participe da elaboração do plano de manejo da reserva, do qual faz parte o Acordo de Gestão, que definirá as regras de uso dos recursos naturais da Baía do Iguape tanto por usuários e visitantes, como para beneficiários, ou seja, pessoas que retiram dela o sustento das suas famílias.

Comentários