Este Sete de Setembro deve ser um marco para a liberdade

“Para ser um cidadão maragogipano precisa amar esta terra e lutar por ela.”

Por Zevaldo Sousa 

Você já parou para analisar que a grande maioria dos discursos daqueles que amam esta Patriótica Cidade comungam de um mesmo sentimento? O AMOR, todos possuem o sonho comum em ver Maragogipe crescer e se desenvolver. O sonho em ver uma juventude cheia de vida, ideias e oportunidades, disposta a enfrentar desafios, incluindo o desafio de adentrar na política de forma salutar e honesta. O SONHO EM VER NOSSO MUNICÍPIO TORNANDO-SE UMA REFERÊNCIA POSITIVA PARA OUTROS MUNICÍPIOS É AMOR, MAS É PRECISO LUTAR PARA QUE ESTE SONHO SE TORNE REALIDADE.

Quem ama cuida e hoje, nós vivemos um momento triste no nosso município, onde famílias estão sendo destruídas e o medo impera, seja na esfera política, seja na esfera social, onde a juventude está desassistida, clamando por atenção verdadeira sem falsidades, onde sua população não encontra oportunidades de emprego e de renda, onde seus artistas e promotores culturais estão sem oportunidade de demonstrar sua cultura, onde os jovens não conseguem demonstrar suas novas formas de ver e entender o mundo e ainda estão expostos a todo tipo de violência. Agora pergunto: É ESTA SOCIEDADE QUE QUEREMOS PARA NOSSOS FILHOS E NETOS?

- A resposta com toda certeza é NÃO.

Se você se considera um cidadão maragogipano que ama verdadeiramente esta terra e está disposto a lutar por ela você precisa aprender a observar a sua realidade, a sua cidade, o seu distrito, o seu município, ou melhor, nós precisamos, de forma coletiva, aprender a amar esta terra e lutar por ela, pois MARAGOGIPE PRECISA SER O FUTURO PROMISSOR DOS NOSSOS FILHOS E NETOS.

Se você ama esta terra você precisa conhecê-la e deve aprender a apreciá-la com todos os seus gostos e tradições. É inestimável o valor da nossa cultura, riquíssima e supervalorizada por órgãos internacionais, como a UNESCO que tornou o Samba de Roda e a Capoeira - Patrimônios Imateriais da Humanidade. Sem falar no Carnaval que é Patrimônio Imaterial do Estado da Bahia. Nossas manifestações culturais enriquecem nossa vida e alma. Se cada cidadão maragogipano cuidar do que é seu com todo amor e carinho, não haverá ninguém que destruirá. Se cada cidadão maragogipano entender o valor da história de sua comunidade não deixará morrer sua tradição, sua fé, sua cultura, nem sua vida e de seus amigos e familiares. 

Este Sete de Setembro precisa ser um marco para a nossa liberdade e para que esta liberdade tome forma é preciso debates e propostas sérias que transformem efetivamente o nosso município em um município para todos os seus cidadãos, sem distinção político-partidária e que esta proposta seja duradoura, crie raízes profundas como nossa cultura, que será quase que impossível alguém arrancar ou destruir.

Por fim, gostaria de deixar uma mensagem a todos, e em especial, aos jovens maragogipanos. Não se sintam desacreditados da política. Pois em certa ocasião a Ministra do Supremo Tribunal Federal Carmem Lucia assim falou: “Nem toda política é corrupta. Ao contrário. A humanidade chegou aonde chegou porque é a política ou a guerra.” Trata-se de enorme sabedoria, pois você que é maragogipano, seja de corpo ou alma, sinta-se convocado politicamente a lutar por seu município através do pleno exercício da sua cidadania, da liberdade de expressão e opinião, respeitando a todas as instituições e a todas as pessoas, pois precisamos elevar o nível do debate no nosso município, para demonstrar que nesta Terra, existem pessoas capazes o suficiente para administrá-la com todo amor, carinho e dedicação necessária para fazê-la crescer e se desenvolver.

AMAMOS TANTO ESTA TERRA QUE LUTAREMOS POR ELA!

Comentários