FIEB discute exploração e produção de gás natural na Bahia


A Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), por meio do Conselho de Petróleo, Gás e Naval (CPGN), coordenado por Humberto Rangel, Diretor de Relações Institucionais da Enseada Indústria Naval, promove o seminário “Impactos Econômicos do Desenvolvimento da Exploração e Produção de Gás Natural na Bahia”, que também conta com o apoio da Confederação Nacional das Indústrias (CNI). O evento acontecerá nesta sexta-feira (23), das 14h às 18h, no auditório da FIEB.

O objetivo do seminário será divulgar as oportunidades de investimento e desenvolvimento socioeconômico para a região por meio do aumento do dinamismo do setor de forma que os esforços exploratórios no Estado se tornem compatíveis com o cenário futuro de substancial aumento da oferta de gás natural.

Segundo a Agência Internacional de Energia, a produção onshore de gás natural no Brasil, considerando-se o potencial de recursos convencionais e não convencionais, tem possibilidade de passar dos atuais 3 bilhões de metros cúbicos (bmc)/ano para 20 bilhões em 2015. O desenvolvimento de uma política para promoção da indústria de gás natural em terra constitui uma agenda estratégica para a Bahia e para o Brasil. Além disso, devido às dificuldades enfrentadas pela Petrobras, o setor privado deverá ter um papel de destaque no desenvolvimento do segmento de exploração de gás em terra. “É fundamental a construção de um ambiente de negócios favorável para a expansão dos investimentos em E&P”, destaca Humberto Rangel, coordenador do Conselho de Petróleo, Gás e Naval da FIEB.

Entre as autoridades e parlamentares baianos, estarão presentes no seminário, Ricardo Alban – presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB); Jorge Fontes Hereda – secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia; Marcus Cavalcanti – secretário de Infraestrutura do Estado da Bahia; Luiz Gavazza – diretor-presidente da Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás); Davidson Magalhães – deputado federal da Bahia; Mônica Messenberg – diretora de Relações Institucionais da Confederação Nacional da Indústria (CNI); Edmar de Almeida – Consultor da CNI; Paulo Guimarães – superintendente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia (SDE), Gustavo Checcucci – diretor de Energia da Braskem e Juliano Matos – diretor do Grupo Global.

As inscrições para o seminário são gratuitas.

Confira a

Comentários