Incra/BA fará varredura no Recôncavo para acelerar regularização de territórios quilombola


A Presidente do Incra, Maria Lúcia Falcón, esteve em Cachoeira, no sábado (14) e autorizou o Incra/BA a criar uma força-tarefa com o objetivo de fazer uma varredura na região do Recôncavo, em 2016.

A iniciativa objetiva dar maior celeridade aos processos de regularização dos territórios quilombolas da região, tema central discutido com os movimentos sociais, em encontro no auditório da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

A agenda deu início as atividades do Incra pelo Dia da Consciência Negra, no 20 de Novembro.

Maria Lúcia ainda empossou o superintendente regional, Gugé Fernandes, confirmando-o no cargo. Durante à tarde do sábado, Fernandes, acompanhado da coordenadora geral de Regularização de Territórios Quilombolas do Incra, Isabelle Picelle, deslocou-se ao município de Maragogipe.

Eles entregaram às 251 famílias beneficiadas do Território Guaí e comunidades uma cópia do Relatório Técnico de Delimitação e Identificação (RTID), publicado no Diário Oficial da União (DOU), na última sexta-feira (13).

Baía do Iguape
Já as famílias da Reserva Extrativista Baía do Iguape foram contempladas com 243 contratos do Crédito Instalação Apoio I do Incra e com a assinatura e outros 40 novos contratos de créditos da mesma modalidade para assentados da Reserva. O Investimento total será de R$ 679 mil.

Também, na última semana, a superintendência regional do Incra/BA, deu início ao cadastramento de mais duas mil famílias da Baía do Iguape que já possui 2,3 mil famílias cadastradas.

Participantes
A agenda contou com a presença da secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Vera Lúcia Barbosa, do Reitor da URFB, Silvio Soglia, da representante da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Renata Rossi, o coordenador do Desenvolvimento Agrário, Ariosvaldo Souza, a representante da secretaria de Relações Institucionais, Mary Claudia Souza. Também participaram lideranças de movimentos, tais como o coordenador do Conselho do Vale e da Bacia do Iguape, Ananias Viana e a representante do Movimento das Pescadoras e Pescadores Artesanais, Mirizélia Lopes.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Incra/BA

Comentários