Comunidade nageense realiza novenário em homenagem ao Senhor do Bonfim


Neste mês de janeiro, a comunidade católica do distrito de Nagé, em Maragogipe presta homenagem ao Senhor do Bonfim de Nagé com uma festa belíssima que é um dos mais importantes eventos da comunidade maragogipana e que por si só, é um atrativo a parte.

O evento conta com novenário, procissão e missa solene, também podemos citar a “Lavagem da “Glória” ou Popular de caráter afro-religioso com grande participação do povo e uma característica marcante que todo maragogipano tem em seu jeito de festejar.

Um pouco de história:
A vila morena surgiu, no século XVII, em torno do porto que servia de atracadouro para os nativos e representantes de Santo Antônio de Aldeia, principal comunidade religiosa desta região naquele momento. Dois são os fatores preponderantes para que a vila criasse raiz, a sua proximidade com o rio Paraguaçu, principal via de acesso à capital do Império e, os perigos do século XVII, ou seja, as constantes guerras contra os indígenas e contra os negros fugidos que já formavam diversos quilombos e mocambos pela região.

Já em 1724, com a elevação da Freguesia de São Bartolomeu de Maragogipe à categoria de vila, Nagé aos poucos começou a crescer, ganhando importância na produção de alimentos de primeira necessidade. Em, 13 de agosto de 1880, foi decretada lei provincial no 2077 criando o distrito de Nagé, e assim continuou até os dias atuais, mesmo depois de todas as novas leis, decretos e divisões territoriais.

Vila de pescador situada a quatro quilômetros de Maragogipe, com bela implantação paisagística e algumas construções interessantes. Hoje, o potencial turístico que a vila morena possui é extraordinário, a Praia de Ponta de Sousa e do Pina e os veleiros e saveiros são os verdadeiros representantes de um passado não tão longínquo.

Confira fotos do novenário que está acontecendo neste ano de 2016. Fotos cedidas por Alberto que completou 50 anos de vida neste ano. Parabéns a Alberto e a toda comunidade de Nagé.










Comentários