São Roque do Paraguaçu: Associação de Trabalhadores solicita ações do Governo do Estado


Qualificação profissional, instalação de uma unidade do SineBahia e ações na área do esporte foram algumas das solicitações feitas pela Associação dos Trabalhadores de Maragogipe, São Roque do Paraguaçu e Região ao secretário do Trabalho e Esporte, Álvaro Gomes, em audiência pública realizada nesta quarta-feira, dia 24 de fevereiro, no município de Maragogipe.

De acordo com o presidente da Associação, Alfredo Bomfim Tourinho, a paralisação das atividades do canteiro de obras da Petrobras, em São Roque do Paraguaçu e do Estaleiro Enseada Paraguaçu, em Enseada, causou desemprego e desocupação a cerca de 40 mil pessoas na região.

“Além dos empregos formais, que só no Estaleiro Enseada chegou a sete mil, a paralisação gerou desempregos indiretos, em pousadas, restaurantes e lanchonetes, que eram mantidas por conta desses empreendimentos”, contabiliza.

Com 82% das obras físicas finalizadas, o Estaleiro Enseada, ao final das obras e, em pleno funcionamento, empregaria 4 mil pessoas diretamente, além de gerar mais 16 mil empregos indiretos.

Cursos profissionalizantes
Secretário Álvaro Gomes assegurou a realização de cursos profissionalizantes para o município e a ida do SineBahia Móvel, para atender a demanda local. “Vamos buscar alternativas para encontrar meios de driblar a crise. No entanto, não vamos desistir de retomar essas obras fundamentais para o crescimento da região”, assegurou.

Na oportunidade, a Associação dos Trabalhadores entregou um abaixo-assinado, endereçado ao ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, para que o secretário seja o portador do documento, solicitando a retomada das atividades das obras paralisadas.

Fonte: Ascom/Setre
Tadeu Paz

Comentários