Biblioteca Odilardo Uzeda Rodrigues serve de depósito no Carnaval

Por Zevaldo Sousa


Neste início de semana, no dia 01 de fevereiro, fui na Casa da Cultura fazer visita na Biblioteca Odilardo Uzeda Rodrigues com objetivo de realizar uma pesquisa, todavia, o estado deplorável que se encontrava o local me fez ir embora sem realizar referida a pesquisa. Hoje, dia 06 de fevereiro, visitei mais uma vez o local somente para conferir, e ainda existia alguns bonecos como demonstra as fotos.


Ao invés da Biblioteca ser apenas deposito de conhecimento e cultura, ela está servindo de depósito de bonecos durante este período carnavalesco. Bonecos estes que servem de enfeites para o Carnaval. Mas, diga-se de passagem, o local onde estão armazenados estes bonecos é inadequado pois é um espaço público que deve servir para que cidadãos maragogipanos e visitantes pesquisem sobre variados assuntos e o que considero mais importante, deveria servir para a divulgação e o compartilhamento de informações sobre a História de Maragogipe.

Nesta Biblioteca atual (dia 06 de fevereiro de 2016), encontramos muitos livros rasgados, desatualizados e velhos e nos perguntamos, como muitos turistas nos pergunta: O que falta para que a Prefeitura invista em material atualizado e dinâmico para este órgão que merece todo o destaque da sociedade maragogipana? Como um cidadão que se respeita visitará um espaço que não contempla a história de sua cidade, nem muito menos dá oportunidade para que a juventude sinta parte integrante do processo de construção do conhecimento? Onde podemos conhecer a história do município?


Hoje, agradecemos a Enseada pela doação dos livros que a atual prefeita, destruidora da cultura local, recebeu das mãos do representante da empresa e aguardamos que realmente estes livros cheguem na Biblioteca, pois lembro que em 2014, esses livros foram doados para a Prefeitura de Maragogipe e a Biblioteca não recebeu nenhuma doação. 

Desta vez, vamos ficar em cima para que estes livros realmente cheguem naquele espaço de cultura e torcemos para que a atual prefeita, pelo menos nestes últimos dias deste ano, sensibilize-se e adquira novos livros e material para aquele espaço de cultura, que em minha opinião, deveria ser somente de CULTURA e não servir de depósito, nem muito menos, servir de Secretaria de Cultura.

Desde quando iniciei o Blog, em 2007, reclamo que a Casa da Cultura deixou de ser um espaço cultural com a Instalação da Secretaria de Cultura naquele espaço.

Comentários