Maragogipanos mantém tradição da reverência a Iemanjá no 02 de Fevereiro


Neste dia 02 de fevereiro, em diversas outras localidades do município de Maragogipe, como nos distritos de Coqueiros, Nagé, Guaí, São Roque e no bairro do Cai-já, da Comissão e da Baixinha, devotos de Iemanjá manifestam a sua devoção prestando homenagem a Rainha do Mar.

Nos portos da região, moradores de todas as partes do município se aglomeram para festejar e solicitar saúde e um bom ano de pescaria e mariscagem. Conhecida como uma das festas mais populares da Bahia. A festa de Yemanjá é celebração pública do candomblé. A tradição conta que eles pediram ajuda ao orixá, conhecida como a Rainha do Mar, e seguiram para ofertar presentes para Iemanjá. A oferta foi feita no meio do mar e, desde então, a festa é realizada todos os anos no dia dois de fevereiro.

Entre as oferendas, são comuns flores, bijuterias, vidros de perfumes, sabonetes, espelhos e comidas. A celebração também inclui o “banho de pipoca” e as sete ondas, que são puladas como forma de pedir sorte à orixá. Os devotos levam para o mar vários presentes que são tidos como recusados quando não afundam ou quando são devolvidos à praia.

Considerada a rainha do mar no Brasil, Iemajá é um orixá feminino – divindade africana das religiões Candomblé e Umbanda. Seu nome tem origem nos termos do idioma africano Yorubá “Yèyé omo ejá”, que significa “Mãe cujos filhoes são como peixes”. É o orixá das águas doces e salgados dos Egbá, nação Iorubá.

A figura de Iemanjá foi associada ao ambiente marítimo devido à sua penetração na região Norte do Brasil, onde é considerada a padroeira dos pescadores. Em sua origem africana entre os Iorubatanos no Daomé, a mãe d'água tinha origem fluvial.

A divindade é conhecida por diferentes nomes no Brasil: Dandalunda, Inaé, Ísis, Janaína, Marabô, Maria, Mucunã, Princesa de Aiocá, Princesa do Mar, Rainha do Mar, Sereia do Mar, entre outros.

A principal festa brasileira em homenagem a Iemanjá acontece no dia 2 de fevereiro em Salvador, mas as celebrações em sua homenagem também ocorrem em 15 de agosto, 8 de dezembro e 31 de dezembro.

No sincretismo religioso - associação entre a cultura religiosa africana e os ritos católicos realizados no Brasil - Iemanjá corresponde a Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora das Candeias, Nossa Senhora da Piedade e Virgem Maria.

Fonte e foto: Luiz Carlos Brasileiro

Comentários