População reclama falta de manutenção no pier de Maragogipe


Pelo pier, milhares de pessoas têm acesso a uma das mais importantes cidades do Recôncavo

# Genildo Lawinscky

Na foto tirada em 2013, o pier apresentava ótimas condições de manutenção e segurança (Foto: Reprodução)

Usuários do pier de atracação da cidade de Maragogipe, no Recôncavo Baiano, estão preocupados com a falta de manutenção dos equipamentos instalados no local. A chamada ponte e o pier de atração que ficam sobre o Rio Paraguaçu, estão necessitando de reparos, dizem os moradores.

Parte do piso, corroído pela ferrugem, virou risco de acidentes(Foto: leitor/#AnB)

As fotos tiradas no local, não deixam dúvida: obras urgentes precisam ser realizadas para evitar acidentes com usuários de embarcações que chegam e saem da cidade pelo rio ou que vão para o local fazer turismo, já que o Caija é um dos pontos mais bonitos da cidade.

Parte do corrimão destruído. O que sobrou, está encoberto pela ferrugem(Foto: Leitor #AnB)

Uma outra preocupação é com a chegada de maior visitação da cidade, quando é festejada a data em homenagem ao padroeiro, São Bartolomeu. Durante todo o mês de agosto, milhares de pessoas vão participar dos vários eventos. Um deles, uma regada, a mais tradicional da Bahia – Salvador-Maragogipe -, que reúne centenas de embarcações de todos os tipos e atrai uma multidão.

Partes do piso de madeira estão arrancadas, com risco de acidentes para pedestres(Foto: Leitor/#AnB)

Além da destruição de boa parte da estrutura metálica do pier, os usuários temem que haja problemas na estrutura de cimento e dos parafusos de sustentação, alguns já expostos. A parte de madeira, por onde as pessoas acessam às embarcações, também já apresenta problemas, com risco de acidentes por causa de várias partes de madeira que já estão soltas.

Usuários temem que os problemas aumentem caso não haja manutenção urgente no equipamento (Foto: Leitor #AnB)

Pessoas idosas ou com dificuldade de locomoção, são as mais prejudicadas, pois os corrimões estão danificados, alguns já quebrados por causa da ação da ferrugem. A grande reclamação da população é que desde que tudo foi feito há pouco mais de três anos, não houve manutenção.

Durante toda a tarde o #AgoraNaBahia tentou contato com Prefeitura de Maragogipe para saber se há previsão para reparos no local, mas nenhum telefone anunciado respondeu às chamadas.

Comentários