CARTA DO LEITOR: Alguns efeitos da corrupção (Por Hélio Ondiária)


Por Hélio Ondiária Vasconcelos Filho – Salvador – BA.

A pujante e rastejante desfaçatez arquitetada e praticada pela quadrilha política, paulatinamente, fez com que a Sociedade Brasileira acreditasse em falso discurso.

A Sociedade Brasileira, bombardeada de falsas e irreais informações, sem opção, acreditou no faz-de-conta petista, de que a fonte da democracia iria acabar com a miséria do Povo. E vejam no que deu... A arrogância, a soberba pirataria petista, em ato genocida e covarde atuação, apunhalou a Sociedade, ao promover o Regime da Corrupção em todo o corpo do Estado Brasil. E vejam no que deu... Vivemos em uma sociedade prostituída pela corrupção de todo tipo, onde ser correto está errado, onde os valores éticos e morais foram invertidos pelo discurso pirata da corrupção. 

E o Povo? O povo é o fim, o meio e o resultado do sistema corrupto que o Governo Pirata implantou na Nação. Ninguém respeita mais ninguém. O exercício pleno da cidadania está alijado, acuado pela praga da corrupção. 

Nas vias públicas, nas repartições de uso público, o povo é convidado à exercer a corrupção como sinônimo de decência cidadã. As instituições estão corrompidas. A começar pelo Congresso Nacional, as diversas instâncias da administração legislativa, executiva e judiciaria estão contaminadas pelo vírus da corrupção. 

As Escolas, em todos os seus graus de ensino, convivem com as drogas e a prostituição, como se estas fizessem parte do currículo escolar. 

O agenciamento, das ilícitas licitações das negociatas das propinas, metastaseia-se em todos os ramos da cadeia produtiva, onde o Estado está presente, seja direta ou indiretamente, comprovando o pleno exercício da pirataria. Seja no agronegócio ou na construção civil, seja nas redes petroquímica e financeira, é, inequivocamente, visível o rastro de putrefação que o vírus da corrupção espalhou nas veias do corpo da Sociedade Brasileira. 

 E vejam o resultado do Regime da Corrupção governamental. Temos sem terra, sem comida, sem emprego, sem educação, sem renda, sem saúde, sem respeito, sem liberdade e sem esperança, e por ai vão-se os anéis e sobram os párias. Ao sairmos de nossas casas e irmos às ruas, com o que nos deparamos? 

Nos deparamos com uma sociedade corrompida e sem saber que está, e ainda dizem que isso é democracia. Mendicância, ladrões à solta a bel prazer, traficantes de toda espécie, crianças ao léu ou burladas para o trabalho indevido, jovens desorientados, sendo orientados à todo tipo de prostituição e criminalidades, traduzem o cenário da Miséria Brasil. 

A célula familiar está esquartejada pela corrupção, destituída dos seus valores éticos e morais. Saudades das moças de outrora, que se vestiam com decência e respeito, impondo ao rapaz a altivez do decoro real feminino. Saudades de outrora, onde nos carnavais, os olhares românticos se cruzavam por entre confetes e serpentinas. Podíamos festejar tranquilamente, fosse onde, com quem, e como fosse, com a certeza da segurança e da felicidade estampadas nas estruturas da sociedade. Éramos felizes, e Sabíamos disso... 

Por Hélio Ondiária Vasconcelos Filho – Salvador – BA.

Comentários