Deputado Bobô propõe moção de congratulações pelos 166 anos de elevação de Maragogipe a categoria de cidade


MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES PELA PASSAGEM DOS 166 ANOS DE ELEVAÇÃO DE MARAGOGIPE A CATEGORIA DE CIDADE.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA faz inserir na ata dos seus trabalhos Moção de Congratulações pela celebração dos 166 anos de elevação de Maragogipe a categoria de cidade, celebrados no próximo dia de 8 de maio. Quero parabenizar as autoridades locais e, em especial, a população desse importante município do Recôncavo baiano.

Em meio às comemorações, reafirmo o compromisso do meu mandado de deputado estadual de contribuir para o seu desenvolvimento econômico e social, além de melhorar a qualidade de vida do seu povo. O PCdoB local tem pessoas que lutam em defesa da cidade com novos projetos e novas ideias para um município que, recentemente, viveu forte crescimento econômico com a implantação do Polo Naval e sofre com sua paralisação, fazendo com que 75% da mão de obra com carteira assinada perdessem seus empregos.

Segundo o professor de história Zevaldo Sousa, para alguns historiadores, o ano de 1640 é o marco da Igreja da Matriz e a povoação que já existia desde o século XVI é elevada à categoria de Freguesia de São Bartolomeu de Maragogipe, pelo Bispo Dom Pedro da Silva Sampaio, por proposta do vice-Rei Dom Jorge de Mascarenhas, o Marquês de Montalvão.

No dia 16 de fevereiro de 1724 foi criada a Vila de São Bartolomeu de Maragogipe, com território desmembrado de Jaguaripe. Surgiu "como prova de gratidão, quando os maragogipanos ofertaram ao Conde de Sabugosa, 2000 alqueires de farinha de primeira qualidade para o sustento da tropa, dádiva aceita com apreço, devido à escassez existente na seca avassaladora que devastava o estado". Foram contratados pedreiros, carpinteiros e ferreiros para a construção do prédio centenário, a Casa de Câmara e Cadeia de Maragogipe. Quatro anos depois, em 1728, o Paço Municipal é instalado, tornando-se sede do Governo. A cidade de Maragogipe foi criada pela Lei Provincial nº 389, no dia 08 de maio de 1850, ocasião que recebeu o título de Patriótica Cidade, no governo de Álvaro Tibério de Moncorvo e Lima, que presidia a Província da Bahia.

Ainda de acordo com o professor Zevaldo Sousa, celebra-se no 8 de maio o título concedido por Dom Pedro II, devido à bravura dos maragogipanos pela causa da Independência da Bahia e do Brasil. Para o escritor maragogipano Osvaldo Sá, “o município não pode ser inferiorizado no quadro verde-amarelo das vilas do Brasil. O título de Patriótica é belo e expressivo, pois o patriotismo é o heroísmo continuado, permanente e o heroísmo é ato de bravura impetuosa de um momento, rápido e fulminante. Já o patriotismo nasce da ação continua e consciente, e por isto subsiste, perdura".

Zevaldo Sousa ressalta também que, na época da emancipação, o município tinha aproximadamente 45 mil habitantes, seis vereadores, sendo eleitos mais três edis: Rocha Passos, Joaquim Batista Imborama e José Pereira Silveira, deixando a Casa com nove representantes. “A história de Maragogipe é uma das mais belas e mais vibrantes de todos os tempos”, afirma.

Nessa data especial, exaltamos o povo de Maragogipe e reafirmamos nossa disposição de buscar alternativas para o melhor aproveitamento do potencial produtivo da região e atuar com o município por alternativas para a geração de emprego e renda.

Nossa luta é para mudar a história recente de Maragogipe, superando as dificuldades com trabalho, dedicação e criatividade para reduzir as desigualdades e assegurar um maior desenvolvimento do município para que seu povo tenha dias melhores.

Parabéns Maragogipe pelos 166 anos de história. Dê-se ciência da presente Moção à Prefeitura de Maragogipe e à Câmara de Vereadores do município.

Sala das Sessões, 05 de maio de 2016.

Bobô
Deputado Estadual - PCdoB

Comentários