Fórum discute gestão e preservação da Baía de Todos os Santos


Acontece amanhã, às 14h, a segunda edição do Fórum Internacional sobre Gestão de Baías. O evento, que faz parte da Semana do Meio Ambiente, será realizado na sede da Associação Comercial da Bahia (ACB), localizada na Praça Conde dos Arcos, no Comércio. O fórum é promovido pela ACB, em parceria com o CORREIO e o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) .

O objetivo do fórum é ampliar o debate sobre os potenciais do desenvolvimento econômico sustentável e preservação da área de influência econômica da Baía de Todos os Santos (BTS), assim como debater novas formas de governança de baías.

A Amazônia Azul e sua Influência Global será tema de palestra e painel durante o fórum. O projeto é uma iniciativa da Marinha do Brasil, baseada na Convenção Internacional do Direito do Mar, da ONU, para designar uma Zona Econômica Exclusiva (ZEE) de 4,5 km² da costa brasileira. Participam deste debate, o gestor da Baía de Guanabara, Guido Gelli, e o da Baía de Chesapeake (Estados Unidos), Robert Summers.

A primeira edição do evento aconteceu em 2014. Representantes da Marinha do Brasil, Ibama, Ministério Público, empresários, pesquisadores, gestores portuários, entre outros, vão tratar da gestão de baías e diversos gestores vão compartilhar suas experiências.

Os secretários de Turismo do estado, Nelson Pellegrino, e de Salvador, Érico Mendonça, participarão junto com outras autoridades do painel sobre investimento sustentável na baía. “A gente não pode pensar no desenvolvimento do turismo na Baía de Todos os Santos que não seja feito de forma sustentável. Até por ser uma APA (Área de Proteção Ambiental) é preciso pensar na quantidade de carga permitida, limite de uso de ocupação do solo, entre outros fatores”, argumenta o secretário municipal, Érico Mendonça.

A BTS é a maior baía do Brasil e maior baía tropical do mundo, com 1,2 mil km² de extensão. A área de influência econômica da BTS gera 70% do PIB e 65% do ICMS da Bahia. Amazônia Azul é um projeto da Marinha do Brasil, baseada na Convenção Internacional do Direito do Mar, da ONU, para designar uma Zona Econômica Exclusiva (ZEE) de 4,5 Km2 da costa brasileira.

O encerramento do II Fórum Internacional sobre Gestão de Baías será marcado pelo lançamento e apresentação do Atlas Socioambiental do Recôncavo Baiano.

O acesso dos interessados ao evento é gratuito, mas as vagas são limitadas. Para se inscrever, é preciso enviar um e-mail para viviane.anchieta@redebahia.com.br. Mais informações podem ser obtidas no telefone (71) 3203-1480.

Comentários