Cachoeira: Muitas atrações no mais tradicional São João da Bahia


Artistas famosos nacionalmente e diversas atrações locais prometem agitar a festa de São João e Feira do Porto, de 23 a 26 de junho, na histórica cidade de Cachoeira. Estão confirmados Tayrone, Matheus e Kauan, Virgílio, Danton, Nonô Curvêllo(ex- Cangaia de Jegue), as bandas Cavaleiros do Forró, Colher de Pau, Dona Dalva do Samba de Roda, além de Sine Calmon, entre outras atrações. A programação consta, ainda, de apresentações de quadrilhas juninas, grupos de forró pé de serra e muito samba de roda. Cordelistas também vão se apresentar durante os festejos em homenagem ao tema da decoração “Um Mundo Chamado Cordel”, enfatizando a característica de Cachoeira como cidade literária do Recôncavo Baiano.

As atrações vão se apresentar em três circuitos diferentes: Palco Oficial na Praça Ubaldino de Assis(Jardim Grande); Vila Junina Roque Pinto(Jardim Faquir) ; Circuito Um Mundo Chamado Cordel(Rua 25 de Junho). Este ano, a Villa Roque Pinto foi incrementada com o Licodrómo e a Vila da Gastronômica, onde o público vai poder degustar os famosos licores produzidos em Cachoeira e as comidas típicas da região. O local recebeu um palco em formato de pandeiro para as apresentações dos trios regionais e orquestras de sopro. Na Vila Junina foi montada uma capela para a reza do tríduo em louvor a São João nos dias 22, 23 e 24, às 19h. Há, ainda, a tradicional feira de cerâmica com os oleiros da comunidade de Maragojipinho e artesanato.

O tema da festa “Um mundo Chamado Cordel, foi escolhido em homenagem a arte literária e artística nordestina e ao centenário de nascimento do gravador de Hansen Bahia, artista alemão que adotou o Brasil e a Bahia como terra natal, que completaria 100 anos este ano. Os visitantes vão poder conhecer as obras do artista na Galeria da Fundação que leva o seu nome situada na Rua 13 de Maio, em Cachoeira.

A estrutura da festa que atrai milhares de pessoas todos os anos consta de camarotes, barracas padronizadas, sanitários químicos, serviços de saúde, vigilância sanitária, segurança com polícias civil e militares, Conselho Tutelar e limpeza de todo o circuito diariamente.

Os organizadores da festa pretendem revitalizar a tradicional feira de produtos juninos que acontece na margem do Rio Paraguaçu e que deu origem à Feira do Porto. “A nossa expectativa é fortalecer institucionalmente, mais ainda, o São João, sobretudo, reforçando a importância da Feira do Porto, da comunidade envolvida, da Agricultura Familiar e a produção artesanal do licor”, justificou o secretário de Cultura e Turismo André Reis.

Entenda o São João Feira do Porto: A Festa de São João de Cachoeira, como realizada até os dias atuais, foi criada com a denominação de Feira do Porto, em 1973, com a chancela da Bahiatursa, que até a década de 1980, ainda custeava totalmente e organizava o evento junto com a Prefeitura Municipal. Depois desse período, a Bahiatursa deixou de organizar a festa e também de ser a patrocinadora exclusiva.

A Feira do Porto foi idealizada pelo antropólogo Roberto Pinho e por um grupo de intelectuais que viviam em Cachoeira no período da Ditadura Militar. Os idealizadores do evento se inspiraram no movimento dos saveiros que aportavam no Porto de Cachoeira na véspera do São João, carregados de produtos típicos da época, a exemplo de cana mirim, laranja, amendoim, aipim, mandioca. Esses produtos eram comercializados na madrugada do São João no cais do Porto por pequenos comerciantes que armavam barraquinhas de palha. Nas barraquinhas eram comercializados também licor, cachaça, maniçoba e feijoada e outras iguarias regionais.

“Nesse ambiente até os anos 70, também rolava animação com grupos de forró improvisados por amigos. Era um evento entre amigos cachoeiranos, espontâneo. Por aqui, dizem que a Feira no Porto, na véspera do São João, com a comercialização de produtos transportados por saveiros acontecia há mais de um século”, relembram antigos moradores da cidade.

A partir da observação dessa manifestação da comunidade, os idealizadores pensaram numa grande feira, mantendo as características, originais, mas agregando novidades, como um palco grande e a contração de grandes artistas de fama nacional, estímulo para a população colocar barracas para comercializar bebidas e comidas típicas: maniçoba, sarapatel, feijoada, mingau, pamonha, bolo, licor e outras iguarias.

As manifestações populares locais receberam apoio para se apresentarem: samba de roda, bumba meu boi, quadrilhas juninas. A proposta era a realização de um grande evento ocupando toda área do Porto dando visibilidade a todas as manifestações identitárias culturais, preservando as raízes das tradições juninas.

Confira a Programação do Palco Oficial:

SÃO JOÃO FEIRA DO PORTO de 23 a 26 de Junho de 2016
PROGRAMAÇÃO

DIA 23/06/2016 – QUINTA FEIRA
20h – NOSSO XOTE
22h – DANTON
00h – MATHEUS E KAUAN
02h – MENINOTE

DIA 24/06/06/2016 – SEXTA FEIRA
16h – SAMBA FILHOS DA BARRAGEM
18h – SAMBA DE RODA DONA DALVA
20h – TANÚ FORRÓ
22h – VIRGILIO
00h – VILLE MANIA
02h– SAULO

DIA 25/06/2016 – SÁBADO
20h – CHEIRO PERFUMADO
22h – AMARULA
00h– NONÔ CURVÊLLO - EX - CANGAIA DE JEGUE
02h– CAVALEIROS DO FORRÓ

DIA 26/06/06/2016 – DOMINGO
14h - MORENOS DO SAMBA
16h – SAMBA DE RODA ESMOLA CANTADA
18h– SAMBA DO CAQUENDE
20h – COLHER DE PAU
22h – NENHO
00h – TAYRONE
02h – SINE CALMON

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA
SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO

Comentários