Nota de Repúdio da APMM contra as agressões sofridas por servidores em protestos


Nota de Repúdio

A APMM/APLB esclarece que dia 10.06.16 após uma assembleia já marcada com a equipe da gestão desde o último dia 16 de maio, onde só compareceu o procurador Tiago, com a mesma proposta de 0% a assembleia decidiu fazer um protesto silencioso com adesivos na boca e alguns com nariz de palhaço, prática comum nos movimentos sindicais na referida inauguração, (posto de saúde) LOCAL PÚBLICO.

Acontece que ao entrar de forma ordeira e pacífica, parte dos manifestantes no referido setor foram vaiados pelos "apadrinhados" da gestão que desconhecem o direto dos servidores, dos cidadãos, direto básico de ir e vir e o mais ABSURDO, o servidor, agente de saúde, DÉRCIO LIMA, foi agredido fisicamente por cerca de seis homens.

E querem colocar para a população que os servidores foram destruir o patrimônio. Como que iríamos destruir ou vandalizar em um ambiente da gestão, foi apenas um PROTESTO, mas a gestão que não respeita servidor, não dialoga, não tolera manifestações!!! Na delegacia quando a professora falou que só estava passando e um cidadão arrancou seu brinco e o adesivo do seu rosto a PREFEITA disse na frente da delegada que a professora merecia uma "paulada", mostrando assim o porque da atitude de seus seguidores. ‪#‎servidoressãocidadãos‬

Autoria: APMM (Associação dos Professores do Município de Maragogipe) e APLB

Comentários