Saiba o que fazer em casos de acidentes com fogos de artifício


Em época de São João, a queima de fogos de fogos de artifício é sempre frequente. Por isso, acidentes com fogos e fogueiras são bastante recorrentes no mês de junho e atingem, principalmente, as crianças.

A principal causa de queimaduras nesta época do ano é o uso incorreto dos fogos de artifício. A coordenadora do curso de pós-graduação em enfermagem em Emergência da faculdade Estácio, Rita Cunha, diz que o os fogos devem ser evitados pelas crianças ou queimados sob supervisão de adultos. A recomendação é que os fogos nunca estourem nas mãos. "Sempre que os fogos forem utilizados é importante não estourá-los próximos às residências e nem nas mãos. Se você estoura direto na mão corre o risco de o rojão não sair, o que pode acarretar uma queimadura gravíssima na mão e até no rosto”, alerta a especialista.

Primeiros socorros
Além da prevenção, é importante saber o que fazer em casos de acidente. “O acidentado deve ser levado imediatamente ao serviço de saúde mais próximo para que um profissional possa avaliar a gravidade do ferimento”, afirma Rita. As soluções caseiras devem ser deixadas de lado. “Cuidar de uma queimadura com procedimentos caseiros é um risco à saúde. Não é recomendável passar no local afetado produtos como sal, água com açúcar, gelo, ovo, óleo, manteiga ou pasta de dente", explica.

O procedimento correto após uma queimadura é lavar a lesão com água fria por dez minutos. “Não pode ser água gelada, pois há o risco de necrosar a pele. Também é importante evitar passar a mão suja no ferimento ou cobrir a área lesionada com algodão. As vítimas de queimaduras não devem tirar a pele da área afetada para não agravar a situação”, afirma Rita.

Comentários