Filarmônica Terpsícore Popular participa de Cortejo do 02 de Julho em Salvador

Bandas filarmônicas, shows musicais e manifestações da cultura popular fazem parte das ações apoiadas pela Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA) na Festa da Independência da Bahia. Apresentações no Pelourinho, em estação do metrô e no tradicional trajeto do cortejo em comemoração ao 2 de Julho darão mais cor e alegria aos festejos em homenagem à data magna.

Entre as atrações principais, está o cortejo com sete bandas filarmônicas e três grupos da cultura popular – originários de diversas cidades baianas – que participa do desfile cívico do 2 de Julho. As filarmônicas Santamarense (Vera Cruz), Terpsícore Popular (Maragogipe), 5 de Março (Muritiba), União Sanfelixta (São Félix), Filhos de Apolo (Santo Amaro), Amantes da Lyra (Santo Antônio de Jesus) e Ramos da Oliveira (Santo Amaro) se juntam aos grupos populares Rancho do Papagaio (Saubara), Samba de Roda Vovô Pedro (Saubara) e Chegança de Mouros (Saubara) para levar arte ao trajeto do 2 de Julho.


O cortejo conta com o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). Organizado pela Coordenação de Música da Diretoria das Artes (Dirart) da Fundação, começa às 8 horas, tendo como ponto partida o Colégio Iceia, no Barbalho. Após saírem de lá, as agremiações se espalharão, a partir das 9h da manhã, por pontos importantes da festa, como a Soledade, a Cruz do Pascoal e o Largo do Carmo.

À tarde, após concentração na Praça Municipal, às 13h30, as filarmônicas e os grupos populares se distribuem, às 14 horas, entre locais históricos como a Praça Castro Alves, o São Bento, a Piedade, as Mercês e o Rosário.

Vale ressaltar que o trajeto por onde passará o cortejo na tradicional homenagem à Independência da Bahia, no próximo sábado (2), está mais estruturado. Este ano, o Desfile do 2 de Julho será realizado em pistas pavimentadas e calçadas recuperadas e equipadas com itens de acessibilidade, graças ao Projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador, do Governo do Estado.

Metrô – Também na esteira das comemorações pela Independência, uma parceria entre a SecultBA e a CCR MetrôBahia leva à Estação Pirajá do Metrô uma apresentação do conjunto formado por alunos e professores do Centro de Formação em Artes (CFA) da Funceb no dia 1º de Julho, sexta-feira, às 16h30.

Participante do projeto Rota da Independência 2016, que percorreu sete municípios do interior baiano onde ocorreram ações que culminaram no 2 de Julho de 1823, o conjunto musical vai apresentar o mesmo repertório que executou na cidade de Caetité, no dia 29, pelo referido projeto. No programa, o Hino ao 2 de Julho (José dos Santos Barreto e Ladislau dos Santos Titara), além de composições de mestres da música brasileira, como Tom Jobim, Hermeto Pascoal, Moacir Santos, Ary Barroso, Milton Nascimento, Chico Buarque e Villa-Lobos.

Pelourinho – O samba, ritmo consagrado e reconhecido por falar do povo e da história da nação brasileira, dará o tom da programação especial do Pelourinho para a Festa da Independência da Bahia. Serão três dias de atrações dedicadas à festa cívica, e todas as apresentações são gratuitas. A programação é promovida e apoiada pela SecultBa, através do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI).

Na véspera, sexta-feira (1º), já acontece o aquecimento para a espera do caboclo. A festa será no Largo Quincas Berro D'Água, a partir das 20h30, com os show do grupo Samba Maria, seguido pela cantora Claudete Macêdo, às 22h30.

Sábado, 2 de Julho, a festa cívica movimenta diversos pontos da cidade pela manhã, incluindo o Largo do Pelourinho, onde a chegada do cortejo será saudada por clarins das janelas da sede do CCPI. Pela tarde, o samba volta a ferver por todos os lados. No Largo Pedro Archanjo, às 14h, os grupos Aro 7, Samba de Verdade e Caribé & Camaradas se unem para uma celebração regada a muito ritmo e alegria.

No Largo Quincas Berro D'Água, o Amoroso Samba abre a comemoração com um repertório de grandes sambistas, às 14h30. Após o grupo, às 17h30, sobe ao palco o bamba Walmir Lima, considerado um dos grandes nomes do samba na Bahia. Na sequência, às 20h, acontece o show do grupo Sangue Brasileiro.

A festa também começa cedo no Largo Tereza Batista, com a apresentação da cantora Rose Belo, às 14h. E para quem já está com saudades do São João, a festa no largo ainda abre espaço para o forró de Val Macambira, que apresenta o projeto Forró Forrado, a partir das 16h30, com as participações de Forró King, Del Feliz, Márcia Porto, Juan e Ravena, Dino Gama, Odete, Xote de Anjo, e Rosa Bahiana.

O terceiro dia de programação será na terça-feira (5), quando acontece a tradicional Volta da Cabocla. Durante a noite, a partir das 20h30, acontecem os shows da sambista Claudya Costta, no Largo Tereza Batista, e do grupo Academia do Samba, no Largo Quincas Berro D'Água.

Comentários