O que aconteceu no dia de São Bartolomeu (Por Aldo Sampaio)


Por Aldo Sampaio


Chega o mês de agosto e com ele o dia 24 consagrado ao santo padroeiro São Bartolomeu.

Esta data coloca em questão os muitos erros e injustiças praticados por duas correntes de pensamentos fanatizados. Católicos e protestantes, onde seus doutrinadores colocaram seus desejos e interesses brutais acima do bem e a serviço do mau. Para os supersticiosos, um mês de azar tendo em vista as muitas tragédias ocorridas nesses dias.

Para outros, os Maragogipanos, por exemplo, um mês de alegria e contentamento, visto que os festejos começam a partir do pipocar dos foguetes do dia 01.

É possível compreender e quero aqui lembrar que dos erros, o mais bárbaro e condenável foi o seguinte: veja o que diz Hercílio Arandas: A rainha Catharina de Médicis, mãe do rei Carlos IX da França era católica, porém fanática e perversa.

Sabendo que seu filho era homem de personalidade frágil, tratou de convencê – lo de que os protestantes tramavam uma revolta. O rei que era manobrado por ela, determinou que fossem perseguidos todos os protestantes tendo encarregado a própria Catharina como orientadora do extermínio de todos que não pudessem crer nas doutrinas de ordens católico – romanas.

Sabendo ela que os protestantes e seus lideres haviam sido convidados para assistirem ao casamento de sua filha Margarida, irmã do rei, com Henrique de Navarra que, mais tarde, passou a chamar – se Henrique IV, preparou o morticínio de todos, o que se iniciou na noite do dia 23 de agosto de 1752, véspera do citado casamento que teria lugar no dia seguinte que era o dia de SAINT BARTHELENIY (dia de São Bartolomeu).

Nessa ocasião cerca de 50.000 (cinqüenta mil) protestantes judeus, maçons e todos que discordavam da igreja, inocentes, desprevenidos, que tinham vindo assistir, a convite, a uma cerimônia religiosa matrimonial, foram barbaramente assassinados, em Paris e noutras províncias da França.

Esse acontecimento que é considerado como uma página negra da história da igreja (porque o clero de então apoiou e auxiliou a matança) passou a ser conhecido na história como (O DIA DE SÃO BARTOLOMEU OU NOITE DE SÃO BARTOLOMEU).

Esse dia tem sido comemorado com festa sem dúvida, porque desconhecem a sua origem e significação.

È difícil acreditar que os cristãos possam alegrar – se porque 50.000 pessoas indefesas e inocentes perderam a vida. A maioria das pessoas que seguem e prática atos religiosos ignora as razões por que os pratica e recusa – se a estudar a veracidade ou não de seus objetos de fé.

Felizmente em nossos dias não existe mais ambiente para os ódios e perseguições religiosas o que somente poderá dignificar a fé cristã.

Comentários