Polícia investiga atuação dos bandidos que explodiram Banco do Brasil em Maragogipe



A polícia está investigando toda a atuação dos bandidos que explodiram Banco do Brasil em Maragogipe que de forma planejada arrobaram o cofre central da instituição.

Os bandidos que explodiram o Banco do Brasil de Maragogipe podem ter recebido informações antecipadas sobre o dinheiro que ontem foi colocado no cofre central da agência por carros fortes. Um policial do Serviço de Informações da Delegacia de Maragogipe disse que “é muito estranho esse ataque logo depois que o banco foi abastecido”. 

Mas o que os bandidos não foram informados foi que logo depois que o dinheiro foi depositado no cofre central, funcionários abasteceram os caixas eletrônicos, que, desta vez, não foram alvo do grupo. Por isso, a quantia levada foi bem menor do que eles esperavam. Mas o cofre ficou totalmente retorcido, de acordo com as informações de funcionários e da polícia e até a estrutura do banco foi abalada pelas explosões. A agência só será reaberta após as obras de recuperação, o que deve durar alguns dias.

Como foi?
A ação do grupo começou por volta das 2 horas da madrugada desta quarta-feira (3). De acordo com moradores, ao entrarem na cidade o grupo formado por cerca de 15 bandidos começou a disparar para o alto, o que provocou pânico na população. “Eu coloquei as minhas duas filhas no chão e deitei por cima”, disse um morador, em conversa com o #AgoraNaBahia.

Carros abandonados e queimados depois da ação da quadrilha. Grupo deve ter fugido pelo rio (Foto: Leitor/#AnB)

Os relatos obtidos são que eles entraram e começaram os disparos contra a agência. Antes, fecharam as ruas de acesso e fizeram vários disparos com o objetivo de evitar que a população fosse olhar a ação. De acordo com policiais civis, não houve nenhum confronto com militares e todos os tiros disparados saíram das armas do grupo. Paredes de residências amanheceram com marcas de balas e alguns carros também. “Foi um terror. Nunca imaginei que teria uma noite tão tensa junto à minha família”, disse um comerciante.

Depois do roubo, o grupo saiu em alguns carros em direção à localidade de Ponta de Souza, uma praia às margens do rio Paraguaçu, onde incendiaram os carros usados durante a fuga e seguiram de barco, provavelmente em direção a São Francisco.

A quarta-feira amanheceu com a população de Maragogipe assustada e este é o assunto predominante nas redes sociais. A preocupação é grande e muitas pessoas temem que em breve a cidade volte a ser alto dos bandidos. “Agora, além dessa guerra do tráfico, a gente tem que ficar tenso por causa desse tipo de situação. É de assustar”, diz um morador.

Fonte: #AgoraNaBahia

Comentários