Autora do jingle de ACM Neto repudia plágios e entra com ação judicial contra plagiadores


Uma das apostas dos candidatos durante toda campanha eleitoral, são os jingles. Nas eleições deste ano não tem sido diferente, diversos políticos têm lançando suas músicas de campanha que na maioria das vezes utilizam ritmos populares para "grudarem" na cabeça do eleitor. No entanto, entre elas, o jingle do candidato à prefeitura de Salvador, ACM Neto (DEM), tem chamado atenção pelo número de plágios feitos nas campanhas de políticos do interior da Bahia. Com o objetivo de capitalizar votos na periferia e usando referências como "favela", "guetho", o jingle de Neto já foi copiado por candidatos de diversas cidades, como: São Felipe, Maragogipe e Pojuca.

Em São Felipe, cidade localizada no recôncavo baiano, o candidato Rozálio (DEM), vem utilizando um jingle de campanha muito similar ao do candidato à prefeitura de Salvador. Em Maragogipe não tem sido diferente. A candidata Vera da Saúde (PR) também utiliza a cópia do jingle. Já em Pojuca, região metropolitana, a candidata à prefeitura, Maria Luiza Laudano (PSL) foi condenada a retirar de sua campanha um jingle que foi considerado plágio da música tema da campanha de ACM Neto.

Ao Bocão News, Ana Luíza Almeida, autora da letra e da música do jingle de ACM Neto repudiou os plágios e disse que seu advogado já entrou com ações e que vai continuar notificando os plagiadores. "É muito bom ver que um jingle agradou. Sobretudo um jingle feito para campanha. Mas é muito triste ver que não há o mínimo constrangimento por parte de alguns políticos em plagiá-lo e utilizá-lo sem concessão. O que aconteceu com o jingle de Neto sinceramente, nunca vi acontecer. Foram muitos plágios em várias cidades. Meu advogado já entrou com algumas ações e vamos continuar notificando os plagiadores. Não dá pra sair por aí "copiando e colando". Além de ilegal, quase sempre não funciona. O jingle foi composto especialmente para Neto com atributos que são marcas de ACM Neto, como proximidade, trabalho e popularidade. Não adianta copiar o jingle. Seria melhor copiar o jeito de governar. Isso, com certeza, ia agradar muito mais os eleitores", disse.

Fonte: Bocão News

Comentários