Cachoeira: Confira uma programação especial para crianças (Fliquinha 2016)


Com curadoria de Mira Silva e Lilia Gramacho, a programação deste ano promete animar a garotada

Com a Fliquinha, desde 2013, as crianças têm lugar cativo dentro da programação da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), que este ano acontece entre 13 e 16 de outubro em Cachoeira, cidade localizada a 130km de Salvador.

Com curadoria de Mira Silva e Lilia Gramacho, a programação deste ano promete animar a garotada, com contações de histórias, bate-papos e apresentações teatrais e musicais.


Quem abre a Fliquinha 2016, na quinta-feira (13), às 9h30, é a professora e contadora de histórias Regina Campana. Na sequência, às 10h30, a autora Silvana Oliveira bate um papo com a galerinha. Ainda pela manhã, às 11h30, o poeta, performer e bottom-maker curitibano Hélio Leites também faz contação de história.

Às 14h30, iniciando a programação vespertina, acontece a estreia da peça “Luiz Gama – Em Processo”, da companhia A Roda. Inspirado pela história do baiano Luiz Gama, a companhia resolveu levar aos palcos a infância e juventude daquele que é considerado o maior abolicionista do Brasil. Na sequência, às 15h30, tem bate-papo com a designer e escritora Tamires Lima.

Às 16h30 é hora da Sessão FICI Fliquinha – uma parceria entre a Fliquinha e o Festival Internacional de Cinama Infantil, que exibirá sete premiados curtas brasileiros. Na sexta-feira (14), a Fliquinha é retomada com contação de história de Lídia Hortélio (9h30), do filme “Tarja Branca”; bate-papo com a autora Nathalie Guerreiro (10h30) e apresentação musical do grupo Pé de Moleca (11h30).

No período da tarde, a partir das 14h30, tem o espetáculo teatral “Imagina Só”, do jornalista e dramaturgo Edson Rodrigues. O espetáculo inaugura o repertório da Companhia Novos Novos, grupo artístico infanto-juvenil, fundado pela artista Débora Landim, em 2000, no Teatro Vila Velha. Às 15h30 é hora de bate-papo com Roseana Murray, considerada uma das mais importantes poetas contemporâneas em poesia para crianças e jovens. Logo depois, às 16h30, com patrocínio da Coelba, tem bate-papo musical com o cantor, compositor e multi-instrumentista Carlinhos Brown.

Brown apresenta Paxuá, Paramim e Braúna - Aventuras Eletrizantes, projeto educacional pensado por ele em parceria com Eficiência Energética do Grupo Neoenergia. O espetáculo promove uma reflexão e um diálogo sobre o uso eficiente e seguro da energia elétrica, sensibilizando para a mudança de hábitos das crianças e seus familiares.

No sábado, dia 15, a companhia Casa de Barro, ONG de Cachoeira, apresenta o espetáculo “Eu Vi o Rio Rir”, a partir das 9h30. Uma hora depois, o autor e ilustrador André Neves conversa com as crianças e, fechando a manhã, às 11h30, a escritora Vanda Machado e e o grupo de teatro Griô, trazem cantigas de rodas e contam histórias para os pequenos.

Na ocasião, Vanda lança o livro “Galinha Conquém”, história mítica que tem sua origem na África. O conto de Vanda nos remete à necessidade de boa convivência entre as pessoas e o meio ambiente.

Pela tarde, a partir das 14h30, a autora do livro “Adestradora de Galinhas” (Editora Kaligrafias), e diretora teatral baiana Adelice Souza conversa com o público. Na sequência, às 15h30, quem faz a festa da garotada é o Mágico Mingau, com seus números de mágica. Ainda de tarde, às 16h30, as crianças poderão curtir o show da banda Playgrude, liderada pela cantora Marcela Bellas.

Programação noturna
A programação noturna da Fliquinha é pensada especialmente para os pais e educadores das crianças. No primeiro dia, mediada por Suzane Lima Costa, acontece a palestra “Do Apocalipse ao Édem”, a partir das 19h30.

Na sexta-feira (14), também às 19h30, Roseana Murray, considerada uma das mais importantes poetas contemporâneas em poesia para crianças e jovens, bate um papo com o público, principalmente com os coordenadores e professores das instituições de ensino público.

Às 18h45 de sábado (15) tem exibição do filme “O Começo da Vida” e debate com a psicóloga Claudia Mascarenhas. O debate será mediado por Mira Silva, uma das curadoras da Fliquinha.

Fechando a programação, no domingo (16), às 10h, tem apresentação do grupo Étnico Cultural da Bahia e Orquestra de Xequerê.

Comentários