Festival Literário promove surgimento de movimento cultural jovem em Maragogipe


A alegria de Roquelina Almeida, aniversariante do dia e homenageada, contagiou dezenas de pessoas que visitaram a Fundação Vovó do Mangue para participar do 1º Festival Literário Conversando e Versando com Roquelina Almeida. "O encontro foi mágico" falou Roquelina emocionada.


Nesta primeira edição, contamos com os cordéis do maragogipano Antônio Erasmo Lima e a musicalidade de Paulo Akenaton que encantaram o público com uma musicalidade poética. Eles vieram de Feira de Santana especialmente para participar do Festival.


A classe estudantil marcou presença: Alunos do Centro Educacional Simões Filho, Colégio Estadual Gerhard Meyer Suerdieck, Colégio Polivalente de Maragogipe, Escola Pequeno Gênios, Centro Estadual de Educação Profissional Vale do Paraguaçu e Escola Municipalizada Luis Eduardo Magalhães.

Estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, do Instituto Federal da Bahia e da Universidade Católica do Salvador também participaram do evento que contou com vários momentos especiais.


Direto de Salvador e amante de nosso município, Hélio Ondiaria resolveu participar do evento, demonstrando seu interesse pela arte literária e preocupação com os caminhos que a juventude de todo o país anda tomando. Hélio, elogiou o interesse da juventude maragogipana pela cultura e pelas artes.


A jovem Priscila Sofia, do Colégio Gênios, mais uma vez, brilhou com suas belas poesias de amor. Sofia havia se apresentado com brilhantismo na Semana Estudantil de Maragogipe e adora recitar poesias e desenhar. 

O jovem Matheus Salles (IFBA) apresentou algumas poesias e ideias. Convidou o público presente para participar do Clube do Livro, uma iniciativa que visa promover integração entre o  públicoleitor em Maragogipe.


A Banda The Breeze - composta por Ailson Guedes, Rodrigo Sá, Lincoln Salles e Elvis Carvalho - também apresentou sua musicalidade, incluindo músicas autorais, enriquecendo o Festival e arrepiando a plateia. 


Integrantes da Banda Piolhos e Lêndeas, Carlos Augusto e Rafael Nascimento, também apresentaram um pouco da sua musicalidade. Schallon Rafaelly também apresentou um pouco do reggae baiano.


A estudante do Polivalente, Daniela Neri da Invenção também apresentou um pouco de sua arte literária e ganhou como presente, um livro da poetisa Roquelina Almeida.


Beatriz Almeida, filha de Roquelina, também deixou sua homenagem para a mãe aniversariante. Realmente, um dia especial aconteceu neste dia 16 de novembro.


A aluna do  Centro Estadual de Educação Profissional Vale do Paraguaçu, Jéssica Calheiros, veio da comunidade do Girau Grande, próximo a Capanema, especial para apresentar a sua poesia e a sua arte. Jéssica se destacou. Sua poesia é forte, retratando os pontos divergentes e convergentes da zona urbana e rural. As panelas de barro feitas pela jovem também mereceram destaque. 



Por fim, o jovem José Netto apresentou um pequeno show de Stand-Up provocando a plateia a refletir sobre atitudes que acontecem na nossa própria casa.



Se pensa que acabou, está enganado. Logo após o término do evento, jovens resolveram promover novos eventos culturais no município. Em breve, mais novidades...

Confira mais fotos no álbum "Festival Literário Conversando e Versando com Roquelina Almeida" na página do facebook do Blog do Zevaldo Sousa.

Comentários