Maragogipe: Ministério Público emite parecer e juíza eleitoral abre mais 03 dias de prazo

No dia 04 de novembro, o Ministério Público Eleitoral, que tem como representante a Promotora Neide Reimão Reis emitiu parecer sobre a Ação de Investigação Judicial Eleitoral Nº 22285.

A juíza eleitoral Dra Lisiane Sousa Alves Duarte recebeu os autos do processo e no mesmo dia, abriu prazo de 03 (três) dias para os requerimentos das partes envolvidas.

Ação de Investigação Judicial Eleitoral Nº 22285 tem como objetivo investigar a candidata a prefeita Vera da Saúde e seu vice Roque dos Passos por estar utilizando de sua influência política e do uso de recursos públicos para praticar condutas que violam a igualdade nas eleições em favor de sua candidatura.

JUDICIALIZAÇÃO DA ELEIÇÃO:
As eleições em Maragogipe, assim como em diversas partes da Bahia e do Brasil, continua em tramitação através de sua judicialização. Até o presente momento, o candidato que recebeu mais votos do eleitorado foi a prefeita eleita Vera da Saúde (PR), todavia, ela está sendo investigada por compra de votos, uso da influência política e dos recursos públicos em seu favor na campanha eleitoral.

A coligação do ex-prefeito Silvio Ataliba (PT) e Digal (PSB) está movendo diversas ações contra a atual gestora e candidata alegando irregularidades na campanha. 

A diplomação dos eleitos acontece no dia 19 de dezembro e daqui pra lá, muita coisa pode acontecer em Maragogipe.

Comentários