Obra paralisada: Quando será entregue a Escola Mário Gordilho Pedreira?


O Blog do Zevaldo Sousa acaba de receber uma série de fotografias das obras de reformas da Escola Municipal Mário Gordilho Pedreira em uma situação de total paralisação e abandono. A principal pergunta dos leitores do distrito de São Roque do Paraguaçu, mães e pais de alunos da escola municipal é: Quando será entregue a Escola Mário Gordilho Pedreira?

A resposta para esta pergunta fica a cargo da mais nova Secretária de Educação que atualmente está sob a responsabilidade de uma antiga diretora da escola, a professora Marli Medina. O Blog do Zevaldo Sousa está aberto para o recebimento de detalhes da obra paralisada para esclarecimentos à população sanroquense.


Atualmente, a obra se encontra paralisada, como demonstra as fotos, e com abertura lateral, por onde qualquer pessoa pode entrar no recinto público. Donos de animais utilizam do espaço como pasto e cavalos dormem nas salas da escola.

É triste ver esta realidade. Segundo informações de moradores, no ano passado, os alunos foram transferidos para um prédio para que as reformas iniciassem. Um morador fez o seguinte relato: "Hoje, os alunos estão em dois prédios alugados e super apertados. Estou preocupado com a qualidade de ensino que meu filho terá, pois o Colégio Estadual está repassando os alunos do 6º ano para o município."


As obras da Escola Mário Gordilho Pedreira R$932.412,50 (novecentos e trinta e dois mil quatrocentos e doze reais e cinquenta centavos), sendo R$389.942,02 para a reforma e R$542.470,48 para a ampliação da escola.

A empresa contratada foi a HENMATEL SERVIÇOS ESPECIALIZADOS LTDA ME - C.N.P.J. nº. 00.371.190/0001 que nesta mesma licitação arrebatou a execução de obras e serviços de engenharia para a reforma e ampliação de duas escolas: Plínio Pereira Guedes e Mário Gordilho Pedreira.

O contrato foi assinado pela prefeita municipal no dia 23 de outubro, conforme extrato publicado no Diário Oficial do Município e o Termo de Apostilamento assinado no dia 01 de dezembro.


No dia 02 de março, a Prefeitura de Maragogipe divulgou um Aditivo de Supressão que diminuiu o valor das duas obras:

A Prefeita do Município de Maragojipe, torna público O ADITIVO DE SUPRESSÃO Nº 01 que altera a CLÁUSULA PRIMEIRA – do objeto, do CONTRATO de Nº 229/2015 firmado entre as partes em 22/10/2015 – Concorrência nº 03/2015, cujo objeto é a: execução de obras e serviços de engenharia para a reforma e ampliação das Escolas: Plínio Pereira Guedes e Mário Gordilho Pedreira, da Rede de Educação do Município de Maragojipe, obedecendo as condições oferecidas na Proposta de Preços da licitação na modalidade de Concorrência Pública nº 03/2015 ficando suprimido o percentual de 8,27% (oito vírgula vinte e sete por cento) do Lote 01 Reforma e Ampliação da Escola Plínio Guedes, correspondente ao valor total de R$106.448,90 e 3,08% (três vírgula zero oito por cento) do Lote 02 Reforma e Ampliação da Escola Mario Gordilho, correspondente ao valor total de R$28.726,33. Após a supressão os valores do Contrato é o seguinte: Lote 01 R$1.179.945,56 e Lote 02 R$903.686,17, passando a vigorar a partir de 16/02/2016. CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAGOJIPE. CONTRATADA: HENMATEL SERVIÇOS ESPECIALIZADOS LTDA ME, CNPJ n.º 00.371.190/0001 – 53. Maragojipe(BA), 16 de fevereiro de 2016. Vera Lucia Maria dos Santos – Prefeita. 

Não demorou muito para um novo Aditivo acontecer, desta vez, elevando o valor das obras.




Não encontramos no Diário Oficial a rescisão do contrato com a empresa Henmatel. O que sabemos é que a obra continua paralisada e novo processo licitatório teve início neste ano.

No dia 02 de dezembro a Prefeitura de Maragogipe divulgou Aviso de Licitação, todavia, no dia 04 de janeiro de 2017, o Presidente da Comissão de Licitações do Município de Maragogipe – Bahia, tornou público o resultado da Tomada de Preços nº 06/2016, cujo objeto é a contratação de empresa para a conclusão das Obras e Serviços de reforma e ampliação da Escola Mário Gordilho Pereira da rede de Educação do Município de Maragogipe, conforme as especificações descritas no edital e seus anexos, a saber: Tendo em vista a manifestação apresentada pela empresa PRISMA CONSTRUTORA EIRELI – ME, em que expressa seu desinteresse em contratar com a administração pública municipal, julga FRACASSADO o presente Certame, e, consequentemente, determina pela instauração de novo procedimento para atendimento do objeto pretendido. Maragojipe, 04 de janeiro de 2017.













Comentários