O clima de insegurança continua nas zonas rurais de Maragogipe

Por Zevaldo Sousa

A cada dia que passa, o clima de insegurança aumenta cada vez mais no município de Maragogipe. Penso, que pouco está sendo feito para amenizar tal situação que acaba por deixar o cidadão atrás das grades e o bandido livre, leve e solto, fazendo o que quer e o que não quer.

Decisões precisam ser tomadas por nossas autoridades. Urgentemente! Volto a afirmar, a criminalidade em Maragogipe chegou a tal ponto que já existe a necessidade da instalação de uma Secretaria Especial de Segurança Pública (mesmo que seja temporária, caso a atual gestão não deseje mantê-la), assim como a realização de Audiência Pública para debater o tema e dar o pontapé inicial para um Plano de Municipal de Segurança Pública. 

Aos vereadores, cabe promover desde simples e pequenas reuniões até fóruns de debates com este assunto de interesse local. A segurança pública já se tornou assunto diário do maragogipano, infelizmente. 

Somente nesta última semana recebi vários comentários nas redes sociais, dentre eles:
"Diversos assaltos na zona rural, bandidos parando veículos e fazendo a limpa, um dos carros foi o da família da minha noiva. Os bandidos se comportaram de forma agressiva e ameaçando atirar nas pessoas, MARAGOGIPE TÁ ENTREGUE A BANDIDAGEM! Assaltaram carros, ônibus, tudo que passava, sobrava no pente fino dos bandidos."
Assim como matérias de sites como o Forte no Recôncavo (Homem de 47 anos é assassinado em Maragogipe), Agora na Bahia (Polícia prende casal de traficantes em Maragogipe) e Cruz na Tela (Polícia continua buscas a assaltantes que fugiram após confronto em Maragogipe). Duas matérias com foco na zona rural e uma com foco na zona urbana.

As autoridades maragogipanas precisam parar com este discurso falacioso de que segurança pública é assunto somente do Governo do Estado. Todos têm a sua dose de compromisso. O combate a violência requer ações concretas.

Comentários